sexta-feira, 24 de março de 2017

Explicando minha forma atual de investir – Parte 4



Esta série de postagem dedica-se a descrever um pouco sobre minha forma atual de investir. Na parte 3 desta série, que pode ser acessada clicando AQUI, falei sobre empresas prestadoras de serviços, minha preferência sobre produtos não cíclicos e sobre a importância do baixo endividamento. Seguiremos então para a última parte desta série.

quarta-feira, 15 de março de 2017

Explicando minha forma atual de investir – Parte 3



Esta série de postagem dedica-se a descrever um pouco sobre minha forma atual de investir. Na parte 2 desta série, que pode ser acessada clicando AQUI, falei sobre a margem líquida das empresas, um dos principais indicadores que observo, e como ela pode ser um importante indicativo de vantagem competitiva se comparada com as margens dos pares de setor. Além disso, comentei sobre a margem esperada de uma empresa em relação ao grau de complexidade do produto que ela produz. Inicialmente dividi as empresas em dois grupos: as indústrias e o comércio; sendo que se espera que as primeiras tenham margens maiores que as últimas.

sexta-feira, 10 de março de 2017

Explicando minha forma atual de investir – Parte 2



Na parte 1 desta postagem, cujo conteúdo pode ser acessado clicando AQUI, expliquei que utilizo o mercado de ações como investimento principal, mas que crio uma reserva enquanto o preço de mercado não estiver de acordo com o que considero adequado. Disse também que para a criação da reserva, utilizo o Tesouro Direto, que possui rentabilidade aceitável e liquidez diária. Nesta postagem será abordado o que costumo observar na hora de escolher minhas ações.

domingo, 5 de março de 2017

Explicando minha forma atual de investir – Parte 1



Esta postagem dedica-se a explicar como é, atualmente, a forma que utilizo para administrar investimentos. Ressalto que a palavra “atualmente” é utilizada pois é natural que com o passar do tempo e com as experiências vivenciadas mudemos nossa forma de investir. Por acreditar que passei da fase novato e por possuir uma estratégia mais "palpável", compartilharei minhas opiniões acerca de como escolho os ativos que compõem minha carteira para podermos, assim, trocar ideias e opiniões.

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Fechamento - Fevereiro de 2017



Mais um mês superpositivo no ano. Os pessimistas estão quietos enquanto que os otimistas estão projetando topos históricos na bolsa e maiores quedas no dólar. Só espero que vocês leitores tenham muito cuidado enquanto os violinos estão sendo tocados e a euforia começa a aflorar.
No campo do Ibovespa, FIBR3 (de novo), RADL3 e BRFS3 (de novo) foram os destaques negativos, com respectivos -9,50%, -9,31% e -8,64% de queda. No campo positivo estão SMLE3, CMIG4 e CCRO3, com respectivos 18,69%, 16,96% e 16,63%.

Vamos aos números:

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Mudança na carteira - compra de BAUH4

Quem acompanha o blog sabe que não é comum eu realizar alguma mudança na minha carteira de ações. Por isso, tornou-se tradição a realização de uma postagem comentando sempre que isso acontece. Para mim isso é importante pois além de cumprir com o propósito deste blog (mostrar o dia a dia de um pequeno investidor em ações), poderei também contar com opiniões, sugestões e avisos, como também ter o registro deixado na linha do tempo do blog, que permitirá futuramente que eu recorra às minhas impressões na época.

Deixando o blábláblá de lado, após realizar algumas reflexões, decidi comprar ações da Excelsior para minha carteira de ações por considerar que ela atende em boa parte meu perfil de investimento.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Fechamento – Janeiro de 2017

Ano começou positivo no mercado de ações, com alta de 7,38%. Segundo alguns, oq ue contribuiu foi o corte da taxa Selic e algumas ações do presidente recém eleito dos EUA.
No campo do Ibovespa, KLBN11, FIBR3 e BRFS3 foram os destaques negativos, com respectivos -8,35%, -7,9% e -7,85% de queda. No campo positivo estão BRAP4, VALE5 e CESP6, com respectivos 40,07%, 30,89% e 28,98%.

Vamos aos números: 

domingo, 29 de janeiro de 2017

Previsão de divulgação das demonstrações - 2016

Segue abaixo tabela com previsão de divulgação das demonstrações de 2016. Para fins de organização, a tabela apresenta as informações em ordem cronológica e em ordem alfabética das empresas.

Lembrando que as datas abaixo são as previsões que as próprias empresas enviam para a Bovespa, estando sujeitas a alterações de última hora.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Respondendo pergunta – Encontrando empresas para o radar de ações



“Gostaria de te perguntar como funciona o seu radar de ações, ou seja, como você faz para encontrar as ações que acabam entrando na sua carteira.

Eu estou tentando sair dos ETF e montar a minha própria carteira, porém só consigo pensar nas empresas de maior renome, as mais famosas... não que eu não pretenda investir nas blue-chips, mas acho que focar nas empresas de maior peso exclui a possibilidade de fazer bons negócios com empresas menores.

Desde já agradeço!

Túlio”

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

13 motivos para poupar e investir


Investir é uma atividade que requer sacrifícios. A pessoa deixa de gastar em confortos para injetar o dinheiro em uma dentre as diversas aplicações disponíveis no mercado. Essa forma abnegada de viver, onde o indivíduo se sujeita a viver em uma condição abaixo da qual ele poderia de fato gastar, é incompreendida por muitos. Se você se encaixa nesse grupo, esta postagem possui uma lista de motivos que tem por objetivo fazê-lo repensar sobre seus hábitos financeiros.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Retrospectiva 2016 e perspectivas para 2017



Uma postagem rápida apenas para deixar registrado o que ocorreu durante 2016 e o que espero para 2017.
 

sábado, 31 de dezembro de 2016

Fechamento - Dezembro de 2016



Apesar de um mês estável, dezembro sacramentou 2016 como o ano do mercado de ações, com o Ibovespa marcando 38,94% de subida no ano.
No mês retrasado cheguei a comentar que tinha percebi a não contabilização de algumas ações da EZTC3 e ALUP11, prometendo que iria investigar o motivo. Finalmente neste mês dediquei um tempo a essa questão, descobrindo que a ausência das referidas ações foi devido às bonificações ocorridas. A quantidade de ações e o preço médio destas foram devidamente atualizados.
No campo do Ibovespa, GGBR4, GOAU4 e CSNA3 foram os destaques negativos, com respectivos -20,3%, -17,81% e -12,71% de queda. No campo positivo estão BRKM5, JBSS3 e BRML3, com respectivos 24,55%, 16,8% e 10,65%.

Vamos aos números: