quinta-feira, 25 de junho de 2020

Codigo11 - O que falta?

Antes de tudo, muito obrigado pelo apoio de vocês. Recebi muitos feedbacks, com ideias boas, e estou adorando esta interação.

Como disse, a plataforma ainda está em fase de testes. No geral, a versão final será bem parecida com a atual, mas ainda faltam algumas coisas para que, de fato, esta plataforma seja inaugurada.

A primeira é a automatização das informações. Eu tenho pronto um sistema que atualiza as informações referentes aos fundos imobiliários (cotação, imóveis, fundamentos, ativos, etc), mas essa ferramenta é algo que estou há anos desenvolvendo. Começou como uma brincadeira e eu não tinha intensão de criar uma plataforma. Era para consumo próprio. Então, ela não foi desenvolvida especificamente para ela. Ela atualiza, mas eu tenho que manualmente "mandar" ela atualizar.

Então como primeira medida preciso automatizar esta atualização. Para isso eu preciso transformar meu software de uma linguagem para outra (a linguagem do servidor da plataforma). Dá um trabalhinho pois são milhares de linhas de código, mas aos poucos está indo. 

O problema é que meu tempo está escasso. Estou temporariamente com dois empregos e tenho família para dar atenção. Tento dedicar pelo menos uma hora diária à plataforma mas tem dia que não tenho energia. Não estou reclamando. Pelo contrário. Estou em uma das melhores fases da minha vida. Só quero deixar claro que pode ser que isso demore.

Creio que após esta automatização, a plataforma possa ser inaugurada.

Após a automatização e a inauguração, vou trabalhar na estética e ao mesmo tempo na divulgação. Muita gente deu dicas sobre a página inicial. Foi uma página que fiz às pressas utilizando um template da internet e precisa sim ser melhorada. Sobre divulgação, não faço ideia de como fazer e esse é meu calcanhar de Aquiles. Talvez participar de fóruns e grupos seja o primeiro passo.

E por fim, pretendo adicionar mais funcionalidades a plataforma. Tenho ideia de colocar algumas postagens básicas educacionais e uma parte sobre feedback de livros de investimento.

Então é isso. Continuem acessando mas tenham em mente que a plataforma não está inaugurada. Está em fase de testes. Algumas vezes as informações estão atualizadas, às vezes não. Às vezes dá "crash", mas aos poucos estou trabalhando nela. Meu objetivo é que ela seja referência sobre fundos imobiliários.

Abraços, sucesso e obrigado pela compreensão

Ps.: Muita coisa lá já funciona. Você pode criar uma conta, fazer upload de imagem e interagir no fórum. Há muita informação sobre FII. Fique à vontade para testar. Qualquer problema pode deixar um comentário aqui ou mandar email para suporte@codigo11.com.br

11 comentários:

  1. Muito bom AdP, continue no esforço, mesmo com horário reduzido.

    Vou dar mais uma fuçada apesar de não investir em FII xD

    Abçs

    ResponderExcluir
  2. Muito bom. Parabéns pela fase vivida. Não é fácil tomar a decisão que vc tomou, então merece colher bons frutos.
    Qdo der, relate tbm sua experiência aí em novas terras.
    Abs.
    @OFrugalista

    ResponderExcluir
  3. Parabéns ADP. Contudo, estou convencido que todas as nossas aspirações não passam de ilusão...

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pela iniciativa! desejo muito sucesso no novo desafio!

    Se puderes compartilhar conosco qual ou quais ferramentas você usou para construir o site e o sistema que gerencia as infos dos FIIs? quem sabe fazer um post sobre isso?

    tecnologias / hospedagem / linguagens / templates / sistema / etc.?

    Muito obrigado e parabéns mais uma vez pelo trabalho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anon,
      Acho que um posto sobre isso seria algo chato.
      Mas resumidamente uso React no front-end and Node no back-end. Templates utilizo um Bootstrap Landing page gratuito que encontrei e um dashboard chamado Architect UI.
      Abraços e sucesso

      Excluir
  5. Parabéns pela iniciativa! desejo muito sucesso no novo desafio!

    Se puderes compartilhar conosco qual ou quais ferramentas você usou para construir o site e o sistema que gerencia as infos dos FIIs? quem sabe fazer um post sobre isso?

    tecnologias / hospedagem / linguagens / templates / sistema / etc.?

    Muito obrigado e parabéns mais uma vez pelo trabalho!

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pela iniciativa. Gostei até aqui do que vi. Os filtros ficaram bons. Vou acessar o site com certeza.

    ResponderExcluir
  7. Olá ADP, gostaria de deixar uma sugestão.
    Um filtro com atipicidade dos contratos.
    % de vencimentos por ano e % de atípico dentro do FII. Seria top, não existe isso ainda; abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leocardoso, obrigado pelo feedback.
      Não existe porque é algo complexo e que atende a parcela mais atenta dos investidores, mas é algo possível. Poderia descrever mais o que seria '% de atípico'?
      Abraços

      Excluir
  8. Tudo bem ADP?

    Estava lendo tópicos antigos da comunidade de finanças e me reli alguns de seus posts de 2017 referente a investimentos com ações, estratégias e muitas discussões nos comentários, pessoal fazendo swing trade, preço importa etc...

    Agora vejo a sua carteira de ações, com apenas 3 ativos, pelo menos na ultima atualização.

    Imagino o pessoal que tenha seguido a estratégia de diversificação em valor. Uma carteira diversificada, com pelo menos 25 ativos, certeza entrariam WEG, Itau, Bradesco, Odonto, Fleury, Raia, Engie, Mdias e mais tantas outras, será que o preço realmente importou para esse pessoal que no começo de 2017 começou a investir mensalmente na construção de uma carteira de valor diversificada?

    A sua visão, como já escreveu diversos posts sobre investimentos, mudou? Algo que aprendeu nesses anos e queira compartilhar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anon,
      Com uma carteira com 25 ativos, não creio que há certeza de quais ativos seriam e um aporte mensal nesses 25 ativos seria algo estranho e pouco prático.
      Sim, preço importa e muito.
      O que aprendi de lá pra cá é um reforço do meu estilo de investir. Concentrar mais a carteira (utilizar snipper ao invés de uma metralhadora), considerar todos os indicadores de uma empresa, inclusive o preço, dar preferência a empresas menores e seguir monitorando a qualidade dos ativos.
      Essa história de que preço não importa, de que sócio é ON, de que Unit é rolo, de que sócio não vende, dentre outras coisas que são faladas por aí são coisas que na minha opinião tira o foco do que realmente importa: estude as empresas, selecione as que você acredita serem as melhores, considere o preço mas também a qualidade do ativo, monitore e controle o impulso. Esse processo não é difícil, não tem nada a ver com futurologia e fazer isso não exclui o fato de que devemos focar no aumento da renda e dos aportes. Uma coisa não exclui a outra.
      Tente ter alguma empresa pequena, fora do foco, deixada no limbo da bolsa. Investi em BAUH4 e tive um lucro bom, apesar de ter vendido cedo demais. Acho que na época meu preço médio era de uns 10 e agora ela é cotada nos 90 reais. Vendi lá na casa dos 20, acredito. Tive um bom lucro pois segui meu critério de venda e não me arrependo. Agora, não venha me dizer que preço não importa e tanto faz ter comprado BAUH4 por 6 reais ou 60 reais.
      Quando digo que preço importa, não me refiro a diferençazinha entre comprar uma ação a R$23 ou R$23,20. Me refiro ao valor de mercado atual da empresa em relação a seu potencial. De nada adianta comprar uma empresa boa se seu potencial já está em grande parte refletido na sua cotação. E não precisa ser um gênio para desconfiar quando isso acontece. As 4 operações matemáticas são mais do que suficientes.
      Se meu plano de imigração der certo aqui no Canadá, vou voltar a investir no mesmo estilo.
      Só mais um comentário:
      "certeza entrariam WEG, Itau, Bradesco, Odonto, Fleury, Raia, Engie, Mdias"
      A graça é tentar antecipar de alguma forma que essas empresas seriam as melhores, mas não em uma questão de 3 anos, mas de pelo menos 10 anos. É tipo, a graça é investir enquanto a empresa ainda se chama Brahma, não quando o caixa dela já está redondinho e ela é uma das maiores empresas da bolsa, tendo o foco dos analistas e cheio de acionistas, entende? MDIA, por exemplo, eu devo ter sido o primeiro ou o segundo a investir nela aqui na blogosfera. Não estou querendo me gabar, só estou tentando passar um pouco do meu estilo de investimento.
      Recomendo para você, caso não tenha lido, o livro de Peter Lynch, um cara moldou bastante a forma como invisto: http://alemdapoupanca.blogspot.com/2012/02/livro-o-jeito-peter-lynch-de-investir.html
      Sinto falta dessas conversas. Tem muito conteúdo bom nos comentários antigos.
      Abraços e sucesso

      Excluir

Seja educado. Mensagens de trolls serão moderadas.