sábado, 28 de abril de 2012

Calculando de forma correta seus investimentos – parte 2


Na última postagem expliquei como deve ser realizado o cálculo do rendimento de um investimento. O investimento deve ser transformado em cotas para que se possa considerar corretamente os efeitos de tempo e de valor dos aportes. Nesta postagem, me concentrarei mostrar um exemplo de aplicação desta metodologia. Caso não tenha lido a parte 1, ela poderá ser acessada clicando AQUI.

Lembrando que a fórmula para calcular o rendimento é ...
Variação = (situação nova – situação antiga) / situação antiga
... sendo que utilizamos o valor da cota.


Janeiro
Para aplicá-la, vamos supor que José reuniu R$3.000,00 e decidiu aplicar na poupança no dia 04 de janeiro, iniciando dessa forma sua carteira de investimentos.
Para a correta utilização da fórmula, ao invés de utilizarmos os R$3.000,00 no cálculo, temos que cotabilizar este valor. É simplesmente visualizar a carteira de investimentos de outra forma, transformando em cotas. Podemos assumir que a carteira de José é constituída de 3000 cotas, cada uma valendo R$1,00, o que resulta em R$3.000,00. A partir desse momento, devemos nos atentar mais no valor da cota.
No final do mês (31 de janeiro), José viu que sua carteira não rendeu absolutamente nada, pois a poupança renderá apenas no aniversário do depósito. Então ele continuou com seus R$3.000,00, e com suas 3000 cotas, cada uma valendo R$1,00.

Rendimento (entre cotas) de janeiro
Variação = (situação nova – situação antiga) / situação antiga
Variação = (R$1,00 - R$1,00) / R$1,00 = zero / R$1,00 = 0%
Rendimento de janeiro = 0%

Fevereiro
No dia 2 de fevereiro, José aplicou R$500,00 em ações da XPTO3. Como cada ação valia R$4,80, ele comprou 100 ações (R$480,00), pagou R$7,52 em taxas e ficou sobrando R$12,48 na corretora.
No dia em que ele aportou (02/Fev), sua carteira ainda valia R$3.000 reais, com 3000 cotas valendo R$1,00 cada. Como ele aportou R$500,00, ele “comprou” novas cotas. Cada cota valia R$1,00 neste dia. Com R$500,00 ele “comprou” 500 novas cotas. Agora sua carteira é constituída por 3500 cotas (3000 + 500 novas cotas).
No final do mês (29 de fevereiro), aqueles R$3.000 da poupança agora valem R$3.018,60. Suas 100 ações, que antes valiam R$4,80, agora valem R$4,81, totalizando R$481,00. Na corretora há R$12,48. Somando tudo (poupança + ações + corretora), ele conclui que sua carteira de investimentos agora vale R$3.512,08. Como ele possui 3500 cotas, cada uma vale R$1,003 (R$3.512,08 / 3500).

Rendimento (entre cotas) de fevereiro
Variação = (situação nova – situação antiga) / situação antiga
Variação = (R$1,003 - R$1,00) / R$1,00 = 0,003 = 0,3%
Rendimento de fevereiro = 0,3%
Apesar da valorização da poupança e das ações, os custos contribuíram para uma diminuição do rendimento.

Março
No dia 5 de março, José aportou R$600,00.
Entre 29 de fevereiro e 5 de março, sua carteira valorizou. Em 5 de março, José calculou que sua carteira valia R$3.524,49 reais, com 3500 cotas valendo R$1,007 cada. Como ele aportou R$600,00, ele “comprou” novas cotas. Como cada cota valia R$1,007, com R$600,00 ele conseguiu “comprar” 595,829 novas cotas. Agora sua carteira é constituída por 4095,829 cotas (3500 + 595,829).
José aplicou R$600,00 em ações da XPTO3. Como cada ação valia R$4,75, ele decidiu comprar 120 ações (R$570,00), pagou R$7,75 em taxas, sobrando R$22,25. Juntando com o que tinha antes na corretora, José possui R$34,73 parados na corretora.
No final do mês (31 de março), aqueles R$3.018,60 da poupança agora valem R$3.037,01. Suas 220 ações agora vale R$4,60, totalizando R$1012,00. Ele possui também R$34,73 na corretora. Somando tudo, ele conclui que sua carteira de investimentos agora vale R$4.083,74. Como ele possui 4095,829 cotas, cada uma vale R$0,997 (R$4.083,74 / 4095,829).

Rendimento (entre cotas) de março
Variação = (situação nova – situação antiga) / situação antiga
Variação = (R$0,997 - R$1,003) / R$1,003 = -0,005 = -0,5%
Rendimento de março = -0,5%
Observem que, sempre que há um aporte, é necessário calcular o valor da cota. Com o valor da cota no dia será possível saber quantas cotas estão sendo “compradas”.

Abril
No dia 2 de abril, José retirou R$800,00.
Entre 31 de março e 2 de abril, sua carteira desvalorizou. Em 2 de abril, José calculou que sua carteira valia R$4.039,74 reais, com 4095,829 cotas valendo R$0,986 cada. Como ele retirou R$800,00, ele “vendeu” cotas. Como cada cota valia R$0,986, com uma retirada de R$800,00 ele “vendeu” 811,359 cotas. Agora sua carteira é constituída por 3284,47 cotas (4095,829 - 811,359).
José resgatou R$800,00 da poupança. No final do mês (30 de abril), aqueles R$3.037,01 da poupança agora valem R$2.252,44. Suas 220 ações agora vale R$4,95 cada, totalizando R$1089,00. Ele possui também R$34,73 na corretora. Somando tudo, ele conclui que sua carteira de investimentos agora vale R$3.376,17. Como ele possui 3284,47 cotas, cada uma vale R$1,027 (R$3.376,17 / 3284,47).

Rendimento (entre cotas) de março
Variação = (situação nova – situação antiga) / situação antiga
Variação = (R$1,027 - R$0,997) / R$0,997 = 0,030 = 3,0%
Rendimento de março = 3,0%
Lembrando. Quando fazemos aportes, estamos “comprando” novas cotas. Quando fazemos retiradas, estamos “vendendo”  cotas.

Histórico de valor de cotas de José
04/Jan - R$1,00
31/Jan - R$1,00
02/Fev - R$1,00
29/Fev - R$1,003
05/Mar - R$1,007
31/Mar - R$0,997
02/Abr - R$0,986
30/Abr - R$1,027

Nas valorizações mensais de José, foram considerados o valor da cota no último dia do mês.
Na próxima postagem, publicarei uma nova versão da planilha, baseada no sistema de cotas.

Veja também:
Calculando de forma correta seus investimento - Parte 1
Os 8 maiores inimigos do investidor 
O que é riqueza financeira

19 comentários:

  1. Uhmm dá para desenhar? Estou precisando ensinar isso para a minha baby :)
    Ok. Vou fugir antes que apanhe, mas a explicação está perfeita, continuo aguardando a planilha (os textos antes da divulgação são para criar expectativa?)
    Beijao, bom feriado!

    ResponderExcluir
  2. Uma planilha funcionando será maravilhoso, pois eu não estou conseguindo fazer a minha.... kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Ostra
    Desenhar? kkkkk. Até que dá sim, mas estou sentindo que este assunto está se esgotando.

    Eike
    Acabei de upar uma planilha. Dê uma olhada nela.

    Abraços

    ResponderExcluir
  4. AP, eu aporto as vezes 8 vezes no mês. Posso calcular tudo no final do mês ou obrigatoriamente a cada aporte? A planilha roda no Imac?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá HM,
      Pelo certo, deveria ser recalculado o valor das cotas toda vez que se fosse aportar. Entretanto, para fins de simplificação, pode ser calculado no final do mês. Aí você decide se prefere ter um valor preciso ou mais simplificado. Eu prefiro simplificado por não ter necessidade de um valor preciso.

      Nunca testei em Imac.

      Abraços

      Excluir
  5. AD,

    primeiramente, obrigado por disponibilizar a planilha. Estou começando a utilizar.

    Estou com algumas dúvidas e vou descrever o passo a passo de como estou preenchendo para facilitar o entendimento.

    1) tenho Ações, ETF, FII, TD, Fundo Multimercado e Poupança - estou alocando separadamente em cada planilha
    2) alguns investimentos coloquei em março (pois tinha o saldo da época) e outros em abril. Mas cada um considerou o valor de cota de R$ 1,00 independente do mês alocado
    3) para que a planilha preenchesse automaticamente, tive que colocar no 1o mês o mesmo valor de "carteira" e "aporte"
    4) agora em maio realizei a venda de algumas ações. Considerando que o valor da cota ainda é R$ 1,00, como devo preencher essa redução na planilha? Veja:
    posição inicial: R$ 14.051,89 em ações + R$ 77,98 em saldo na corretora
    posição em cotas: 14.129,87 em cotas de R$ 1,00
    Venda de ações: R$ 8,57 - 100 ações - R$ 857
    Venda de ações: R$ 8,57 - 50 ações - R$ 429
    Total da venda: R$ 1.286
    Saldo total na conta: R$ 1.261 + R$ 77,98 (aqui já subtraídos os R$ 25 de custo da operação)
    Redução de 1.286 cotas de R$ 1,00 certo?
    Onde contabilizo isso?
    Com esse saldo ainda vou realizar algumas compras durante o mês de maio.
    Minha próxima contabilização será no último dia de maio. Como devo preencher?

    Espero que tenha ficado bem descrito.

    Agradeço se puder me ajudar.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ops... a 2a venda de 50 ações foi no valor de R$ 8,58. Apenas corrigindo.

      Excluir
    2. ops..2...
      Esqueci de comentar que no consolidado, como preenchi março e abril, o valor da cota de abril (considerando que preenchi no último dia de abril) está em R$ 1,0063

      Enfim... agradeço se puder me ajudar.

      obrigado

      Excluir
    3. Olá amigo,
      Você precisaria dizer o que você vai fazer com este dinheiro das vendas, ou seja, se vai comprar outras ações ou se vai transferir para outro tipo de investimento. No momento (com o dinheiro em conta), a contabilização será o seguinte:
      Aporte = zero
      Carteira = saldo em conta + valor das ações

      Caso você recomre ações, o que coloquei acima permanecerá o mesmo.

      Caso você transfira o dinheiro para comprar outro tipo de investimento, você deverá colocar este valor como aporte negativo. O valor da carteira permanece sendo = saldo em conta + valor das ações.

      Lembre-se que você não precisa se preocupar sobre qual o valor da cota e quantas cotas você vende ou compra. Você apenas preenche o aporte e o valor da carteira mensalmente. o resto a planilha calcula.

      Abraços

      Excluir
    4. AD,

      obrigado pelo retorno.
      Entendi.
      Portanto, independente das compras ou vendas que eu realizar no mês, eu sempre vou preencher o saldo total (ativos + saldo em conta), que a planilha vai calcular o restante.

      Queria aproveitar para pedir uma sugestão.
      Tenho uma parte em Poupança para emergências. Não sei se coloco na planilha ou não, pois tiro e deposito com bastante frequência. Uso como colchão imediato.
      Na verdade, procuro "não contar" com esse dinheiro na construção do patrimônio.

      Você colocaria? Acha interessante para contabilizar o todo?


      Muito Obrigado mais uma vez!

      Excluir
  6. Olá,

    Poderia esclarecer uma dúvida ... quanto aos valores distribuídos em forma de dividendos, JSCP, rendimentos FII, etc, qual procedimento adotar para que ele seja considerado quando da valorização da carteira, já que ele não são aportados automaticamente? Seria por isso a estratégia de considerar o saldo na Corretora como em carteira de investimentos?

    Grato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Seria por isso a estratégia de considerar o saldo na Corretora como em carteira de investimentos?"
      Exato.
      Abraços

      Excluir
  7. Boa noite,

    Estou conhecendo o blog hoje. Parabéns pelo conteúdo e especialmente pela planilha de cotas!

    Tenho uma dúvida sobre o que considerar no campo aportes.

    Por exemplo: se em determinado mês eu recebei R$ 2.000,00 de rendimentos (alugueis de FIIs) e comprei R$ 6.000,00 de novos FIIs (ou seja, R$ 4.000 de "dinheiro novo" e R$ 2.000 com os rendimentos recebidos), qual o valor que devo lançar no campo "aportes" ?

    Grato!

    Sobral

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anon,
      Rendimento não é aporte. O aporte seria os 4k.
      Abraços

      Excluir
    2. Obrigado, Além da Poupança!

      Digamos então que em um mês "X" eu não aporte nada e receba "Y" de rendimentos (no caso, aluguel de FIIs).

      Vou lançar então este valor como aporte (negativo), ou seja, - Y ?

      Excluir
    3. Sem querer ser chato, explico o motivo de minha dúvida.

      Estou fazendo o levantamento de minha carteira de forma retrospectiva, portanto não sei quanto tinha em caixa no fim de cada mês. Só tenho o número de ações e cotas de FII e suas respectivas cotações.

      Neste caso, se eu considerar que os rendimentos são, na verdade, aportes negativos, e lança-Los dessa forma na planilha, ignorando os valores em caixa, prejudicaria os resultados ou daria na mesma? Sobral

      Excluir
    4. Aporte = dinheiro novo. Se você não colocar dinheiro novo e receber apenas dinheiro de rendimentos, seu aporte é zero.
      Abraços

      Excluir

Anônimos, contribuem e deixem um nome para que seja possível outras pessoas fazerem referências, estabelecendo melhor a troca de ideias. Educação é sempre bem vista.
Mensagens de trolls serão moderadas.