domingo, 13 de maio de 2012

O difícil diálogo sobre investimentos


Sabe aquelas coisas erradas que tanta gente faz, mas de tanto fazer acabam passando a impressão de que é certo? São aquelas pessoas que jogam o lixo na rua, que deixam seus compromissos para a última hora, que fofocam a vida alheia e que imprimem aquela apostila no trabalho. Não estou dizendo que sou santo. Estou falando sobre estas situações que quando a maioria faz o errado, o errado passa a ser o certo. Já aquelas pessoas que na rua guardam o lixo na mochila para depois jogar fora, que cumprem rapidamente seus compromissos, que ignoram a vida do vizinho e que se recusam abertamente a imprimir coisas pessoais no trabalho são ridicularizadas pela maioria, virando motivo de piada. O certo passa a ser errado.

No mundo dos investimentos é a mesma coisa. Todo mundo já ouviu a expressão “e quem é que não tem dívida?”. O normal é se endividar. Quem não tem dívida é tratado como pão duro ou maluco. Endividar passou a ser o certo, acumular capital passou a ser o errado.

Acredite. Eu tenho vergonha de conversar sobre dinheiro no trabalho. Tenho vergonha de dizer que não tenho dívidas, pois a maioria dos meus colegas de trabalho terá uma imagem ruim de mim (não que me importe muito com isso, mas se a gente puder evitar...). Nos raros momentos em que o assunto é dinheiro (isso acontece mais ou menos uma vez a cada dois meses), o assunto é um banco que reduziu a taxa, um cartão novo ou a aquela promoção que a loja está fazendo. Nos raríssimos momentos em que o assunto é investimento, sempre vem aquela velha história do cara que economizava que nem um louco, juntou um belo dinheiro por causa da sua suprema frugalidade, mas que no final das contas morreu e sua mulher casou com outro cara, que gastou tudo. Todo mundo já ouviu uma história assim. Os investidores passam a ser piada.

Já tentei várias vezes em vão iniciar conversa sobre investimentos, mas sempre o assunto é rapidamente trocado para futebol, UFC ou o filme do cinema. Uma vez estava explicando o funcionamento do FII e mostrei um gráfico onde a maioria deles tinha se valorizado muito. Quando viram que meia dúzia deles tinha se desvalorizado, a conversa finalizou com um “isso é muito arriscado” e mais uma vez o assunto foi trocado. Muitos colegas de trabalho sabem que invisto na bolsa, mas ninguém tem o mínimo interesse em saber qualquer coisa sobre ela. Tenho um “amigo” que durante as quedas do ano passado, ele vez ou outra perguntava “e aí perdeu quanto ontem?”. Esse mesmo “amigo” é um total descontrolado financeiro. Quando tem dinheiro, a mão coça como se tivesse pó de mico e ele gasta tudo. 

Nessas condições, manter um diálogo sobre investimentos é uma tarefa árdua. Em um ambiente onde a maioria se endivida, o errado passa a ser aquele que conversa sobre Tesouro Direto ou FII. Eu tinha um amigo que consegui trazê-lo ao mundo das ações. Ele descobriu que eu investia e a partir daí ele se interessou, buscou informações e passou a investir para o longo prazo. O cúmulo dessa história é que nossas conversas tinham que ser em voz baixa, para que outras pessoas não escutassem. Conversas sobre futebol ou sobre o casamento do príncipe inglês poderia ser feito em voz alta. Mas conversa sobre ações?

Na minha última postagem, coloquei um gráfico sobre os investidores da bolsa. Mas a informação que mais chamou a atenção foi um cálculo que fiz sobre a porcentagem da população brasileira que investe na bolsa. Apenas 0,3% da população possui investimento em ações, equivalente a lotação da arquibancada de apenas 7 partidas do Maracanã. Desses ridículos 0,3%, a maioria tem menos de R$12.000,00. Ainda temos muito a avançar.

Este meu amigo foi transferido para outro local, e as conversas cessaram. Há outro amigo que ganha muito mais que eu e se interessa, mas é outro endividado. Conversar investimentos é muito bom, mas a impressão é que estou fazendo o errado, e todo mundo fazendo o certo.

E você, consegue conversar com alguém sobre investimentos?

87 comentários:

  1. Poxa, acho que eu tenho sorte.. Tenho alguns bons amigos e familiares que também investem e podemos conversar sobre isso na boa... Pensando melhor, um amigo e um familiar... Mas já estou satisfeito... :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então você é abençoado por causa de seu círculo de amizades. São só 2? Parece pouco, mas está acima da média.

      Abraços

      Excluir
  2. Ja falei varias vezes, sobre investimentos só converso com o meu pai, ja desencanei de falar com qq pessoa, com os outros basicamente é assim:
    - quer se individar? Legal. Ta com busca e apreensao no carro q nao foi pago? Legal. Nao tem dinheiro p pagar a escola dos filhos e vai p a Disney parcelando em 10x? Legal.
    Simplesmente pq nao adianta nada abrir a boca
    Tenho um grande amigo q trabalhou anos em mesa de operaçoes, esse as vezes da p falar algo, mas ele é super medroso e qq coisa q eu fale tenho q ouvir um sermão sobre como vou perder tudo e q melhor coisa é o TD.
    Mas ainda bem q temos os blogs :)
    Beijao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se não fosse os blog, aí que a situação ficaria difícil kkkkkkkkkk. Já pensou nem na internet acha pequenos investidores para conversar, kkkkk. Iria me sentir um ET.

      Abraços

      Excluir
    2. Eu também sou assim mesmo agora xD só que não falo legal, só falo "hm"

      atende o telefone aí pra eu te contar umas coisas, mas vê se não responde só "legal" ok?

      Excluir
    3. FM... hhmmm legal :P
      Kkkkk

      Excluir
  3. Oi AdP. Também tenho uma certa dificuldade em falar sobre investimentos, pois a maioria das pessoas, quando guardam parte de suas fortunas em algum lugar, quer a "remuneração fácil" da poupança ou no máximo da RF bancária (rentabilidade de títulos do governo - taxas cobradas pelo banco). Tenho 3 colegas de trabalho que sei que investem em ações, mas evitamos tocar no assunto no trabalho, principalmente perto de outras pessoas, pois "normal é se endividar, investir 'nisso aí' é coisa de louco" ou "só os grandes ganham nesse mercado". De qualquer forma sei da boa rentabilidade que tenho (divulgo-a todo mês no meu blog) e por si só, isso me motiva a continuar guardando parte do meu suado salário todo mês.

    Abraço$

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tua motivação é igual a minha. Não tenho rendimentos astronômicos, mas por enquanto estão satisfatórios.

      Abraços

      Excluir
  4. O motivo principal do sucesso do blog de todos voces e justamente esse: nos nao temos amigos reiais para conversar sobre esses assuntos!!!!!!!!!!! Somos vistos como ETs pela sociedade, como pessoas de outro mundo!E, sinceramente, espero que os blogs de vcs durem para sempre pois sao muito importantes para mim! As conversas sao de alto nivel!!!!!!!!!! Baixo nivel de trollagem (e quando fazem algumas vezes sao feitas de forma inteligente, enriquecendo ainda mais o debate). Enfim, todos voces, eu observo, sao cabecas pensantes e saem desse mundo comum de pagode,sertanejo, musica baiana, futilidades, celebridades etc. Independente de vcs conseguirem obter exito na busca do milhao, todos vcs sao vencedores!! Ja deu para perceber, voces ouvem musicas diferentes, leem livros diferentes, e, principalmente, produzem conhecimento! Com certeza, a medio prazo, vcs estarao futuramente como materia nessas revistas de negocios que, infelizmente, vao aborda-los de forma sensacionalista!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Disse, falou e escreveu tudo... é isso mesmo. Parabéns a todos.

      Excluir
    2. Um dos comentários mais sensatos que já li. Parabéns e obrigado!

      Acho que o problema não é se endividar, mas não enxergar o quão isso é maléfico para você, principalmente pelo fato de que pode ser evitado tendo o simples hábito de poupar, pelo menor ou maior valor que seja.

      O "bom" hoje é ter cheque especial de R$10.000,00, é ter limite de cartão de R$15.000,00 (de preferência PLATINUM AMEX). Poupar? Que isso cara, você é muito pão-duro! Bom é ganhar 1000, gastar 2000 e esperar a dívida prescrever para você se vangloriar que é muito "esperto" e não pagou a dívida que tinha.

      Se isso é ser bom, eu prefiro ficar com o meu "ruim".

      Abraço a todos e vamos que vamos!

      Excluir
    3. É isso aí! Ótimo post, ótimo comentário! Também me sinto um "diferente" na vida real por investir em ações e ter uma meta de investimento. Enfim... a internet nos une!! rsrs

      Excluir
    4. [Ops, esqueci de assinar. Comentário acima: ManoScience]

      Excluir
    5. Obrigado ManoScience pela sua participação.

      Abraços

      Excluir
  5. E digo mais: voces estao fazendo historia!!!!!! Tentando conseguir uma vida melhor, a partir do esforco individual de vcs, nao esperando ajuda governamental ou depender de caridade bancaria para realizar os seus proprios sonhos!!!!!!!! Para mim, vcs sao foda!!!!:)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu anônimo pelas palavras sinceras. Agradeço a você pelos elogios em nome da comunidade de investidores blogueiros.

      Abraços

      Excluir
    2. Tb agradeço! Isso serve com incentivo, tanto pra continuar a jornada, quanto pra continua com o blog.

      Excluir
  6. olá AP!
    Tenho apenas 2 amigos "físicos" que converso de vez em quando, pois trabalham em outros lugares. Nem familiares botam fé em investimentos.
    Realmente parece que há muito preconceito mesmo. Acho que muito é pq investimento é algo que dá resultado em prazos muito longos (décadas) e retira tb o poder de consumo atual das pessoas. Não acreditam que é possível sobrar dinheiro no mês para investir. E como não há uma uma "demonstração visual" que vc está progredindo, pois vc não comprou o carrão e outras coisas mais eles não enxergam que é investir é bom.
    Essa história que o investidor morreu, já ouvi diversas vezes.
    Ser taxado de pão duro é direto. Atualmente, estou até gostando de ser taxado de pão duro. Teoricamente então, parece que estou no caminho certo.rs

    Sem problemas! Sigamos em frente!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falei uma vez pra um amigo que ganha igual a mim que consigo economizar 1k por mês. Ele ficou perplexo, como se eu fosse um mágico kkkkkkk. As pessoas ainda não criaram o pensamento de longo prazo. Acredito que futuramente nossas taxas de juros estarão mais baixas, e esse pensamento de hoje irá mudar.
      O cara pão duro que morreu já escutei dezenas de vezes. É a história mais batida.
      Abraços

      Excluir
  7. Sei muito bem como é essa situação que descreveu AdP e comigo aconteceram tantas coisas ridículos que poderia fazer um post...
    Em uma das empresas que trabalhei fui PROIBIDO de falar de investimentos e inclusive os diretores me chamaram para uma conversa porque eu conversei com outro diretor sobre investimentos (ele que veio puxar papo) e eles falaram que por eu estar investindo iria diminuir meu trabalho e que não iria produzir, pois eles pensam que investidor só faz day trade. Hoje em dia eu nem tento conversar porque se descobrem já começam a querer saber os valores e não a forma de investimento, só por pura fofoca de rádio peão.
    Dívidas eu também não tenho nenhuma mas eu invento que to sempre duro e com dívidas porque assim sou aceito nos grupos sociais do serviço... É tenso.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o cúmulo a proibição. Veja o ponto em que a situação chegou. É um absurdo isso.

      Abraços

      Excluir
    2. GI isso não pode ser serio! :S
      que babaquice!!!!! por aí já dá p ver o nivel das pessoas, realmente, impossivel manter uma conversa decente, triste, muito triste!

      Excluir
    3. Infelizmente é a realidade, inclusive eu sai dessa empresa e esse foi um dos motivos, em minha atual empresa ninguém nem sabe que invisto. Vale ressaltar que trabalho com indústrias de grande porte e multinacionais...

      Excluir
    4. Também já passei por isso, em um cliente fui advertido por conversar sobre investimentos com um colega de trabalho, hoje só falo a respeito se alguém pergunta algo, é bem desagradavel ser advertido por um assunto que deveria ser importante, até pensei em trocar de empresa, fiquei mau pra caramba. Hoje prefiro ficar quieto, o ruim é não ter ninguém pra trocar ideias sobre setups, papeis etc. Enfim vamos rumo a independência financeira e conhecer o mundo..Boa sorte pra nós "et's" rsrsrs. Mas de vez enquanto sempre vem alguém pedir dicas..

      Excluir
  8. Rapaz!

    Verdade, é uma coisa muito complicada. Existem alguns amigos meus que falam assim, e ai quanto ta perdendo na bolsa ? Já perdeu muito ? Tá vendo, se você gastasse esse dinheiro...

    As vezes tenho a vontade incontrolável de abrir minha boca e falar algumas coisas interessantes sobre, posso guardar dinheiro, mas não tenho que ficar criticando meu salário, e falando que não tenho dinheiro para a gasolina, ou ainda que não consegue um valor bom nos bancos para financiar em 200 vezes uma casa.

    Realmente, essas pessoas são duras de conversar, por isso não abro a boca, só quando perguntam e se eu ouvir um "louco", "arriscado", paro de falar na hora.

    Uta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já aprendi isso. Procuro não abrir assunto sobre ações. Quem sabe daqui a uns 20 anos a situação não melhore.

      Abraços

      Excluir
    2. Tb, Fila! Evito ao máximo o assunto sobre ações com a maioria das pessoas. É muito cabeça dura que se acha o "tampa" para definir o que presta e o que não presta. [ManoScience]

      Excluir
  9. Na realidade não tenho ninguem pra conversar sobre absolutamente nada muito menos investimentos. Não tenho afinidade com nenhuma pessoa do meu trabalho, portanto todos os assuntos se limitam a trabalho. Perdi meu Pai ano passado e minha família se resume a minha Mãe que sofre muitas dores pois tem problemas de artrite, artrose e reumatismo, e por sinal os remédios são bem caros. Tenho uma irmã que perdeu o marido faz dois meses de cancer ele era um cara muito legal e tinha menos de 47 anos e com isso ela esta super depressiva.
    Moro numa cidade e trabalho em outra portanto passo a semana num hotel o que é uma coisa muito impessoal, portanto de solidão entendo bastante.
    Não tenho namorada nem amigos mais conheço um monte de gente que se bobear puxam meu tabete.
    Creio que sou uma pessoa forte pois consigo conviver com tudo isso sem pirar. Acho que isso se deve ao fato de ter que enfrentar a vida desde muito cedo. Com 23 anos ja era uma pessoa totalmente independente e percebi que a vida poderia ser bem cruel com pessoas descuidadas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma pena Sandman que você esteja passando por uma situação complicada. Mas acredito que no final tudo dá certo. Tenha fé.

      Abraços

      Excluir
    2. Muita fé na missão, Sandman. Tudo tem um porquê. Tenha foco! Paz! [ManoScience]

      Excluir
  10. ADP,

    Quando minha namorada descobriu que eu investia em ações, me disse que eu era doido, que gostava de ficar "brincando" com dinheiro, de perder dinheiro.
    Quando a bolsa cai, fica me enchendo o saco dizendo quanto que eu perdi, vê se pode rs

    Abs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkk. Pelo menos minha esposa me apoia na bolsa. Não entende, mas não critica.

      Abraços

      Excluir
  11. ADP,
    Perfeito este post! Comigo aconteceu o seguinte: quando comecei a falar que "investiria" dinheiro, minha mãe achou que eu estava com $$ sobrando e resolveu começar a pedir emprestado pq ela é completamente descontrolada nas finanças, gasta muito no cartao de credito e ajuda todossss da familia..ai no final, ela está sempre endividada..
    Meu pai me apoia..adora comprar livros e revistas sobre finanças p mim.. mas nao entende mt do assunto..
    Meu namorado acha que ser "investidor" se resume a investir na bolsa e ponto. Não sabe o que é renda fixa..tesouro direto..contou q um amigo teve que vender um apartamento pq perdeu $$ na bolsa..ele fica apavorado! rsrss..aos poucos, tenho conversado sobre isso..talvez consiga ampliar a visão sobre "investidores" que ele tem..
    E amigos.. esses são impossiveis de conversar..pessoal da minha idade só pensa em gastar..e gastar! Incrível! como pode vc morar com seus pais, quase não ter despesa fixa e torrar em uma semana 5 mil!! dá até pena..
    Resumindo.. vcs ( a comunidade blogueira ) são as pessoas que converso, troco idéias, tiro dúvidas.. como o anônimo disse, são discussões de alto nível! Realmente enriquecedoras e reflexivas..
    Estão todos de parabéns!
    Não vejo outro caminho senão se preparar desde cedo para que possamos ter uma vida mais tranquila no futuro..
    é isso aÍ! Não vamos desanimar! O importante é ter disciplina!
    Abrços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma tarefa quase impossível achar alguém que não tenha essa visão sobre investimentos. Boa culpa disso tudo é da mídia, que é sempre sensacionalista quando toca nesse assunto.

      Abraços

      Excluir
    2. Engraçado que eu não vejo uma única propaganda de banco falando sobre algo com "Invista no Tesouro Direto conosco, você pode ganhar $$$ reais", "Seja um investidor a partir de R$100,00", "Comece o seu futuro agora" ou algo do tipo.

      Agora, empréstimos, financiamentos, cartões de créditos que são aceitos até em Marte, baixa nos juros dos empréstimos consignados, isso tem de monte! É impressionante como a mídia prepara as pessoas para o consumo. E o pior é ver que as pessoas caem como patas.

      Excluir
    3. Banco ganha dinheiro com a falta de educação financeira das pessoas. Infelizmente (ou felizmente?) meus bancos lucram muito com isso.

      Abraços

      Excluir
  12. Só com minha prima,que está estudando para começar a investir em ações.Mas mesmo assim,ela é muito insegura (o pai dela é gerente de banco e mesmo assim é endividado -/-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma coisa que aprendi é que educação financeira pouco tem a ver com grau de instrução. Tem muita dona de casa que mal tem o primário, mas que sabe administrar dinheiro bem melhor que muito professor universitário.

      Abraços

      Excluir
  13. Que "bonitinho" (não tem adjetivo melhor pra isso que eu passei e que você está passando, rs), eu vejo em seu texto como eu era há alguns poucos semestres atrás.

    Desista. Eu desisti há muito tempo de tentar conversar com qualquer pessoa. Ao invés de amigos, tenho vários colegas. Conversas sobre investimentos não são interessantes, mas sim sobre dívidas. Conversas sobre saúde não são interessantes, mas sim sobre legalização da maconha, beber e fumar cada vez mais. Conversas sobre política são piores ainda, quando você expressa uma relativa revolta com a situação você é considerado um "chato" ou então recebe uma resposta linda: "É, eles roubam muito, são inefiecientes e não fazem nada, mas a gente faria a mesma coisa no lugar deles né?"

    Isolar-se dessa sociedade doentia e estúpida é uma coisa extremamente saudável que faz qualquer um progredir muito, a não ser que seja estupido. Ao invés de interessar-se por ufc, mulheres, carros, bebidas, dívidas e drogas, o "isolado" interessa-se por um corpo mais saudável, crescimento patrimonial e maneiras de tornar-se uma pessoa melhor (tudo sem exageros ou obsessão). Além do mais, deixe que endividem-se. Nós precisamos disso pra ganhar com nossas ações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No fundo, essas pessoas ao se endividar estarão ajudando nossas empreasas a lucrar kkkkkkk.
      Mas conversar sobre investimentos é muito bom. Minha conversa com este meu amigo era muito bacana. Infelizmente ele se foi.

      Abraços

      Excluir
  14. Isso é um papo quase filosófico. Poucas pessoas realmente se interessam. O mais engraçado é que as pessoas amam dinheiro, mas não gostam de estudar sobre o mesmo. Isso é um paradoxo daqueles!

    Muitas coisas contribuem para isso. Quando falamos de Bolsa, por exemplo, as pessoas só enxergam na mídia o Ibovespa, que como todos sabemos, é um dos piores índices para medir o mercado, visto a qtde enorme de empresas merda que estão inseridas nele.

    A ignorância (por falta de informação mesmo) é tanta, que algumas acham que as empresas do Eike são as melhores do mundo, qdo na verdade dão mtos prejuízos.

    Enfim, as pessoas vêem apenas a ponta do iceberg: as cotações. Mas elas são reflexo de um processo muito maior.

    E até por isso imóveis são populares. O cara só precisa comprar e vender mais caro. Nada mais simples. Vai explicar que preço de imóvel pode cair? Vixe, quase porrada que sai....

    Ainda bem q temos a internet para trocar ideias!!

    []s!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "O mais engraçado é que as pessoas amam dinheiro, mas não gostam de estudar sobre o mesmo."
      Impressionante como esta frase é a mais pura verdade.

      Sobre imóvel, se as pessoas se dedicassem a investigar as ações da mesma forma que se dedicam em investigar um imóvel para morar, muita gente não iria quebrar a cara.

      Abraços

      Excluir
  15. ADP parabéns pelo post. Eu continuo sem pessoas físicas para conversar sobre investimentos. Somente vcs.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou na mesma situação. Só amigos virtuais.

      Abraços

      Excluir
  16. É AP,

    o papo sobre investimento fica só no virtual, infelizmente.
    Muitas vezes me sinto um peixe fora dágua...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A sensação é que todo mundo tá certo e só a gente está errado. Como pode isso?

      Abraços

      Excluir
  17. Discordo um pouco sobre o assunto.

    Não acho que todo mundo deve conversar sobre o que a gente gosta de conversar. Por exemplo, odeio futebol. Quando alguém vem falar de futebol comigo, simplesmente digo que não acompanho e a gente procura um assunto comum, simples assim. Então se eu quiser conversar sobre investimentos, que eu busque uma pessoa que queira falar sobre isso. Não é porque eu gosto do assunto que todo mundo tem que gostar...

    Outra coisa que comentam é sobre a questão do certo e do errado errado. Não concordo também com o raciocínio, pois pra mim, sobre esse assunto, acredito que não tem muito disso de certo e errado. Se a pessoa quer ter uma vida investindo dinheiro e é feliz assim, que seja. Se ela se entope de dívidas mas é feliz, que seja. Não é meu problema o que a outra pessoa fez ou deixa de fazer. Logo também não é da minha conta os assuntos que outras pessoas curtem ou não.

    Além disso, mesmo que não existisse uma única pessoa no mundo para conversar sobre um determinado assunto, sempre existem os livros. Leia sobre aquilo e estude. Quando não tiver mais o que estudar e o assunto já estiver terminado, vire pesquisador sobre o tema e invente coisas.

    Enfim, não é porque fulano de tal guarda dinheiro e ciclano tem dívidas que fulano é melhor do que ciclano.

    Respondendo a pergunta do post, as vezes converso com alguns familiares (uns 2 ou 3). Mas muito de vez em quando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá A38
      Entendo seus questionamentos, obrigado pelo enriquecimento na discussão. Permita-me acrescentar alguns questionamentos.

      O objetivo da postagem não foi dizer que as pessoas tem que conversar sobre o que a gente gosta, como se fosse uma obrigação. Foi dito sobre a dificuldade de encontrar alguém que converse sobre investimentos. O título da postagem é "O difícil diálogo sobre investimentos" e não "É obrigação nossa conversar investimentos". Ninguém é obrigado a concordar ou discordar de nada. Mas o problema é que quando o assunto é "investimentos" as pessoas nem chegam a esse ponto de discutir. Não há qualquer discussão, ninguém concorda, ou discorda, simplemente porque não há diálogo.
      Falei em um ponto da postagem que invisto em ações e ninguém se interessa. Conforme está descrito na postagem, poucas pessoas no Brasil investem em ações. Mas te digo uma coisa. Garanto a você que se eu fizesse uma outra atividade que poucas pessoas fazem (como por exemplo aeromodelismo ou rádio amador) alguns iriam perguntar como é ou saber curiosides. Mas por que ações não? Por que investimentos não? É sobre esta dificuldade que falo, entende?

      Discordo sobre o ponto de que não existe certo ou errado. Existe sim o certo ou errado, independente da pessoa ser feliz ou não com aquilo. Uma pessoa pode muito bem se sentir feliz em jogar lixo na rua, mas é errado. Uma pessoa pode se sentir feliz desviando recursos através de seu cargo público, mas é errado. O certo é a pessoa conseguir pagar suas compras com seu salário, ou pelo menos manter a dívida num patamar sustentável. Se não for isso está errado também. Você citou "Não é meu problema o que a outra pessoa fez ou deixa de fazer", e concordo com você. Mas só por causa disso, o que essa pessoa está fazendo não pode ser considerado certo ou errado?

      Só para concluir, em nenhum momento disse que quem guarda dinheiro é melhor do que outras pessoas.

      3 familiares? Parece que 3 é o recorde dos que comentaram kkkkkkk.

      Abraços

      Excluir
    2. Olá!

      Então, meu comentário não foi destinado apenas para o post, e sim foi feito pensando de uma forma mais geral de acordo com o que tenho visto nos blogs da área recentemente.

      Ainda sobre o assunto, eu até entendo porque as pessoas não querem falar sobre isso. É porque elas não gostam e não tem interesse. Aeromodelismo ou qualquer outro hobby de forma geral atraem as pessoas. Investimentos não. Dinheiro fácil atrai. Então é difícil falar sobre qualquer investimento, mas é fácil, por exemplo, falar sobre a mega sena. Além disso, se eu for falar sobre aeromodelismo eu provavelmente vou achar um monte de gente pra conversar. Mas assuntos considerados difíceis não. Se alguém for falar de física quântica, quantas pessoas vão parar para ouvir ou tirar dúvidas? Muito poucas também, assim como o assunto investimentos... De forma geral, tudo que atrai números e contas é visto com certo nojo entre as pessoas. Você(s) já leram a história dos números? Vocês acham que a maioria das pessoas iriam se interessar se alguém chegasse no serviço contando uma história sobre a origem dos números? É a mesma coisa com investimentos...

      Quanto à questão de certo e errado, eu quis dizer apenas sobre esse ponto de dinheiro, desde que vinculada à uma prática legal, lógico. Jogar lixo na rua é errado, roubar dinheiro público é errado. Pegar dinheiro emprestado a juros de 100% a.a. no banco é burrice pra mim, mas não acho que é certo ou errado.

      Abraços.

      Excluir
    3. Taí uma explicação excelente do porquê investimento não é assunto de conversa. As pessoas acham que investimento é um assunto difícil. Excelente observação.

      Megasena é um assunto muito debatido. As pessoas não gostam de ser esforçar. Querem tudo fácil.

      Abraços

      Excluir
  18. Olá AdP!

    Minha sorte (ou não) que por ser dono, não tenho colegas de trabalho pra conversar. Os funcionários jamais comentam sobre isso comigo, quando ouço o papo de dinheiro entre eles quase sempre aparece as frases "carnê das casas bahia", "parcela do carro", "mínimo do cartão de crédito". Nunca ninguém chegou e perguntou uma dica, ou conselho sobre dinheiro. Eles devem me achar louco: o patrão vai trabalhar de bicicleta!

    Minha última tentativa de falar sobre saúde financeira foi com minha sogra, que só foi perceber que gastava com coisas desnecessárias após não conseguir mais trabalhar. Pelo menos consegui impedi-la de trocar os móveis da casa sem necessidade.

    Ainda bem que a blogosfera de finanças está cada dia maior!

    Boa semana!

    Corey

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando eu era recrutão era a mesma coisa. Meu colegas recrutas tinham o celular mais potente, moto, empréstimos, etc. Eu via muito sargento que ia e voltava de busão ou de bicicleta. Meus colegas achavam o cúmulo isso kkkkkk. São visões diferentes.

      Abraços

      Excluir
  19. Oi Adp,concordo contigo quando parece que vc é um ET no meio de uma multidão que tem um monte de atitudes medíocres como jogar lixo nas ruas, destruir o patrimônio, enfim, me sinto fora de órbita!!! Quanto a mentalidade financeira,o ato de se endividar e não poupar, é algo corriqueiro!!! Só uma lavagem cerebral para mudar a mentalidade de uma sociedade que tem costumes negativos, pouco civilizados e tão animalescos como os que existem na nossa!!! O Brasil ainda está nos moldes coloniais, não evoluiu como alguns outros países!!!Mas isso não atinge apenas o Brasil, outro dia , vi na CNN DINERO, que metade da população dos EUA não tem nem 2000$ poupados!!! E assim as coisas continuam caminhando!!! quando o outro é leigo é difícil fazê-lo entender um mundo novo, ele realmente tem de estar interessado!!! e se a pessoa for "empurrar goela abaixo" se torna o chato da história!!! Eu troco experiência apenas com meu marido, entramos nessa mudança de consciência juntos!!!abraços e boa semana p ti

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me impressionei com esse dado da CNN. Se nos EUA está assim, imagine aqui na terra Brasilis. Ainda temos muito a avançar.

      Abraços

      Excluir
  20. Tenho um primo que investe. E só.

    Ah, tem os meus amigos lá do escritório local da XP (corretora). Ainda bem que pelo menos eles investem. hehehehehehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deve ser um dos poucos lugares onde a concentração de investidores é maior.

      ABraços

      Excluir
  21. Falar seriamente sobre dinheiro devia ser a cosia mais normal do mundo, visto que todos os humanos vão usar dinheiro alguma vez na vida.Alguns podem morrer virgens, nem vão conhecer o sexo, mas vão ter de lidar com dinheiro.

    Esse é mais um exemplo de quanto nossa sociedade é absurda. Não se aprende nada na escola que sirva para o enriquecimento, a tv só quer lançar modas estúpidas para as pessoas gastarem mai, o governo se omite.

    Numa Expomoney, há uns 2 anos, ouvi uma palestra do Cerbasi em que ele recomendava conversar o máximo possível sobre dinheiro. Ele dizia que falamos sobre tudo, mas sobre dinheiro existe um tabu escroto. Desde então sempre procuro puxar este assunto em qualquer lugar.

    Dinheiro é bom de se ganhar e de se investir. Todo mundo deveria poder falar sobre ele tranquilamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Compartilho o mesmo pensamento que você. Lidamos com dinheiro constantemente. Conversar sobre ele deveria ser normal, mas é um verdadeiro tabu.

      Abraços

      Excluir
  22. Mais um excelente post AP. Parabens!

    Com meus amigos e familiares que tem o hábito de poupar e investir consigo conversar tranquilamente e até mesmo já trouxe alguns para investimento na bolsa de valores. Mas como você e os colegas comentaram, a imensa maioria dos contatos são gastadores, nem querem ouvir falar do assunto e ainda me acham um mão-fechada!...rs

    Uma reflexão interessante sobre essa diferença de perfis, ampliada para toda a população dos países está nas páginas amarelas da Veja desta semana, com Raghuram Rajan. Chega até mesmo nas causas e consequências da crise financeira atual.
    Recomendo a todos.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou ver se dou uma olhada nesta revista Veja.

      Abraços

      Excluir
  23. Consegui conversar com 1 primo 1 amigo e um grupo de tres amigos...

    Meu primo ficou super animado quando falei que INVESTIA em ações, foi correndo abriu uma conta na mesma corretora que a minha (XP) e ja feiz um curso para iniciantes ficou super impolgado, e eu fiquei muito feliz, pois achei que poderia discutir futuramente sobre ações com ele... Minha surpresa: A primeira acao que ele compra: MILK11, putz, que decepicao, resultado acao cai, ele perde dinheiro e sai, e diz isso ae nao serve para mim nao...

    Amigo: esta firme, investindo visando longo prazo, mas conversamos bem menos do que eu gostaria.

    Grupo de 3 amigos, esses amigos sabiam que eu investia, mas nunca falavam nada, um dia resolvi desabafar sobre umas operacoes que tinha feito alavancado em commodities, e que tinha perdido uma parte da minha graninha, e tive que vender umas acoes para cobrir meu prejuizo, minha surpresa, comessaram a me zuar dizendo que eles tinham certeza que mais cedo ou mais tarde eu iria perder dinheiro. E soh conversam comigo sobre investimentos quando apos uma queda expressiva anunciada no jornal nacional, perguntando ironicamemente como estao minhas acoes. Pena que eles nao sabem que eu nao invisto em papeis e sim em empresas. E fico muito xateado por em vez de querer aprendeer e tentar ter uma vida financeira melhor preferem ficar torcendo contra quem tenta fazer o certo.

    Obs: Hoje nao faco mais alavancagens. rsrs

    Abraco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está sua história chega a ser cômica de tão trágica que ela se tornou. Conseguiu trazer o amigo para as ações, mas o cara colocou escorpião na mão. Coitado.

      Esses zé pimenteira que são os piores, kkkkkkkk. Tem "amigo" que gosta de secar os outros.

      Abraços

      Excluir
  24. Tenho até medo de conversar sobre investimentos. As pessoas, ao invés de tentarem aprender, começam a te pedir dinheiro emprestado. Parece que a maioria têm ódio de dinheiro: não pode ver um sobrando , que já quer destruir. Sai capeta!!! kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando a gente fala que investe, muitos acham que somos pão-duro, mão de vaca e endinheirado. É uma pena que a situação é assim.

      Abraços

      Excluir
  25. Infelizmente converso pouco sobre investimentos justamente por não ter "ninguém" para conversar. Meus poucos amigos que se interessam estão muito endividados. Além disso, acham o tema Educação Financeira surreal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Educação financeira é um assunto pouco atraente. As pessoas gostam de futebol, novela e BBB. Ainda temos muito o que avançar.

      Abraços

      Excluir
  26. AP, devo considerar nos aportes o valores obtidos com os FIIs também, além de eventuais proventos e dividendos, ou apenas o dinheiro à parte disso? É que até agora não vinha contabilizando esses valores no cálculo dos aportes. Qual a distorção para o cálculos efetivo da porcentagem apreciada, mensal e anual? Posso desconsiderá-los, haja vista que esses valores (proventos, aluguéis e dividendos) já comporão o valor total da carteira?

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para simplificar.
      Aporte é APENAS o dinheiro transferido. Simples não?

      A segunda pergunta não entendi. Poderias falar mais claro? rs.
      Se for em relação a distorção de considerar os rendimentos como aporte. Sim, vai causar sim. A regra do aporte é a que citei acima.

      Abraços

      Excluir
  27. AP, defina transferido. Grato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Transferido. Dinheiro sai do salário através de DOC ou TED para sua conta da corretora. Este é o valor do aporte.

      Abraços

      Excluir
  28. Consigo conversar sobre investimentos com meu pai, meus irmãos e um colega, mas imagino a sua dificuldade na questão.
    Você acha que esse assunto está sendo mais discutido? Creio que está.
    É incrível, e lamentável, como algo tão importante não é disseminado como deveria entre a população. Status e consumismo é tudo que absorvem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rodrigo
      Acho que a situação já foi pior. Mas ainda estamos muito longe de alguns países.

      Você tem sorte de poder conversar este assunto em família. Eu cresci numa família endividada até o pescoço, então o assunto "investimentos" não está em pauta.

      Abraços

      Excluir
  29. Realmente, é muito difícil convencer as pessoas de que investir na bolsa é um bom negócio. Meu marido e eu tentamos conversar com amigos e parentes a respeito. Meu marido até montou palestras com powerpoint e chamou nossos amigos para demonstrar o quanto é importante guardar dinheiro para o futuro. Todos olham, perguntam, se interessam levemente, mas não investem. Temos pessoas (endividadas) na nossa família que ganham quase 3 vezes mais do que nós e dizem que é impossível guardar 50 ou 100 reais por mês para começar a investir. Após tentar arduamente e muito se indignar, meu marido desistiu de tentar convencer as pessoas. É uma pena, pois nós que guardamos dinheiro, sabemos que temos praticamente uma fórmula mágica para garantir o futuro nas mãos e as pessoas estão cegadas demais pelo consumismo para pensar nisso. Elas só vão perceber seu erro quando estiverem na fila da aposentadoria, esperando para sacar o salário mínimo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E não apenas em ações que as pessoas tem medo. Tudo que elas não podem conseguir através do seu banco são investimentos "arriscados" para estas pessoas, inclusive Tesouro Direto.
      Abraços

      Excluir
  30. Muito bom o post - retrata bem a dificuldade dos investidores em aprimorar suas ideias (eu mesmo fui estudar sobre investimentos praticamente sozinho - lendo bons livros) depois que iniciei minha carteira so discuto o assunto com meus irmaos e pais (ate hoje somente 2 pessoas me perguntaram algo sobre o que era investimentos em bolsa de valores e orientaçoes - nao que eu seja um expert mas o primeiro passo eu ja dei),fui a um casamento de um amigo de faculdade e me espantei como as pessoas sao analfabetas em termos financeiros (alguns ganham muito 20-30k por mes !!!)sem nenhum acumulo de patrimonio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá paoduro
      É incrível como há pessoas extramamente bem educadas e ganham muito bem, mas no assunto investimentos são completamente ignorantes. Conheci uma vez uma pessoa que é expert em SELIC, sistema bancário, títulos públicos e coisas que você nem imagina. Explicava tudo de uma forma bem didática e com muita propriedade. Mas quando esta pessoa comentou sobre Tesouro Direto, ela explicou o que era mas eu percebi que ela nunca tinha investido nada nessa modalidade. Ela na verdade perguntou se alguém investia naquilo (eu me omiti), e ela finalizou com um "vou ver se algum dia desses eu invisto no Tesouro Direto". E olha que essa pessoa ganha muito bem.

      Abraços

      Excluir
  31. Adp! Você me salvou.

    E agora tenho certeza que fiz o certo ao criar o blog pra conversar com vocês.
    Pra onde olho, vejo dezenas de conhecidos, colegas e amigos ganham bem, tem dinheiro, mas só pensam em onde vão gastar o próximo salário, isso me deixa revoltado.
    Dá pra contar nos dedos de uma mão a quantidade de pessoas que eu consiga ter uma mínima conversa sobre dinheiro e investimentos.

    Pessoas me olham com cara de espanto quando digo que pagarei no débito!!! Não me conformo com isso.

    As vezes penso que nossa sociedade está perdida. Penso ser culpa da mídia, mas aí lembro que são as próprias pessoas que se deixam influenciar por tanto estrume recebidos pela televisão.
    A mídia só transmite o que dá audiência, e se é merda que as pessoas querem ver, é merda que elas recebem. (pra não ser hipócrita, eu até vejo BBB as vezes)

    Talvez eu tenha nascido no País errado. Pessoas que elegem um presidente que as incentiva a gastar, se endividar e se ferrar cada vez mais, só pra manter a economia aquecida, merecem o País, governo e vida que tem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felizmente há projetos de educação financeira em andamento. Espero que com o passar do tempo este tabu de falar sobre dinheiro seja quebrado.

      Abraços

      Excluir
  32. No meu trabalho é a mesma coisa. A maioria só quer saber de gastar. Como sei que existe muitos mitos em relação a ações, divulguei que sou investidor. Alguns me perguntam sobre onde aplicar determinadas quantias, mas a maioria nem liga para isso.
    Já consegui trazer 2 para o mundo dos investimentos, e um outro voltou a aplicar em ações e trocamos bastante informações.

    Mas esse assunto é tabu onde trabalho. Se começo a conversar sobre isso em meio a muitas pessoas, tem sempre alguém que começa a distorcer a conversa.
    Tem um que diz que " a terra vai rejeitar essa matéria". Mas já desisti de mostrar a importância de ter uma vida financeira organizada e investir em algo, mesmo que seja a caderneta de poupança

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há casos de pessoas que foram perseguidas no trabalho por comentar que investem no mercado de ações, e os chefes associarem esta ideia aqueles especuladores que ficam com o olhar atento no monitos. Ou seja, o cara falou que investia em ações e os chefes pensavam que ele passava todo o horário de trabalho ligado no Home Broker. Pegou mal para ele.

      Abraços

      Excluir
  33. Seu blog virou o meu favorito justamente por isso! :)

    ResponderExcluir
  34. Prezado ADP,
    Foram muito esclarecedoras as suas colocações e os comentários dos seus leitores pois achava que só meu círculo de amizades era composto de pessoas que preferem as facilidades de um financiamento para comprar o tão idolatrado carro 0 km, viagens para Disney e Nova York parceladas, adoram roupas de grife. Me sinto uma sovina perto deles. Mas tudo é questão de educação financeira, não é mesmo? Já percebi que consigo abrir mão de prazeres mais imediatos em prol de um objetivo maior. Aprecio muito seu blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tenho nada contra em viajar para a Disney ou comprar um carro zero. É até legal e dinheiro realmente serve para estas coisas. Mas o que me incomoda é aquele pensamento incrustado na cabeça das pessoas que para se conseguir as coisas é necessário se endividar, ou que investir é sinônimo de sofrimento e sovinice. É plenamente possível ter o equilíbrio gastando e investindo ao mesmo tempo parte do salário. Mas o consenso é de que podemos morrer a qualquer momento e que por isso não vale a pena investir.

      Abraços

      Excluir
  35. Eu não ia comentar aqui pq é um texto do ano passado e deve ser ruim para o escritor ter de voltar a assunto tão "velho" (e tão atual), mas entre um comentário e outro chequei minhas mensagens e vi que recebi um e-mail, vindo de pessoa que não fala comigo há muito tempo, com aquele esquema de vc colocar seu nome numa lista e ir recebendo R$ 2,00 de todos daquela lista. Fiquei morrendo de vontade de responder somente com o link para este e tantos outros blogs de finanças/investimentos, mas vi que este tipo de pessoa quer $ fácil e não valia a penas eu gastar meu tempo com ela, preferi vir aqui e escrever este comentário.
    (Estou entrando no mercado agora e descobrindo esse mundo maravilhoso destes blogs, me aguardem que estarei visitando e perguntando sempre!)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Retornar a um assunto antigo não tem problema nenhum.
      As pessoas falam mal da bolsa porque é um "investimento de risco", mas adoram estes esquemas de corrente e pirâmides que aparecem. Vai entender.
      Vai mandando as perguntas que o pessoal responde.
      Abraços

      Excluir
  36. Consigo conversar com dois amigos. Pena que um, que era do trabalho, foi transferido.

    ResponderExcluir

Anônimos, contribuem e deixem um nome para que seja possível outras pessoas fazerem referências, estabelecendo melhor a troca de ideias. Educação é sempre bem vista.
Mensagens de trolls serão moderadas.