segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Série Mastigado – Dividendos



 A Série Mastigado tem por objetivo abordar diversos assuntos que vez ou outra confundem os investidores, principalmente as pessoas que não conhecem absolutamente nada sobre o assunto. Como o próprio nome da série já diz, será utilizada uma explicação bem mastigada, com utilização de linguagem simples, para que o leitor tenha um maior entendimento. Apesar de explicar de forma bem mastigada, o assunto não será abordado profundamente, fazendo com o que leitor se dedique a fontes mais específicas. Entretanto, este artigo serve de ponto inicial para o esclarecimento das dúvidas mais frequentes. O assunto da vez são os dividendos.



O que é dividendo?
Dividendo é uma parte dos lucros da empresa que é distribuída aos acionistas. A empresa produz e vende seu produto e/ou serviço e lucra. Após isso, acontece uma deliberação na empresa que decide qual parte do lucro que será distribuída aos seus acionistas. Com tudo isso decidido, a empresa avisa ao mercado os procedimentos necessários para o recebimento dos dividendos.

O que preciso fazer para receber os dividendos?
Nos comunicados há 3 datas importantes: a data ex, última data com e data de pagamento.
As datas ex e com se referem a datas com ou sem direito ao recebimento dos dividendos. Para ter direito ao recebimento dos dividendos, basta a pessoa possuir a custódia das ações e dormir com elas na última data com (que é a última data com direito aos dividendos). Obviamente, a ação estará sendo negociada sem direito aos dividendos (data ex) no dia seguinte. Aos acionistas que possuem direito aos dividendos, eles serão depositados na data de pagamento.

Tem como colocar um exemplo de comunicado de dividendo?
Abaixo está a transcrição do comunicado de distribuição de proventos de uma empresa:

“Comunicamos que o Conselho de Administração da WEG S.A., em reunião realizada hoje, deliberou declarar dividendos intermediários no valor total de R$ 62.040.501,00, correspondente a R$ 0,10 por ação, aos titulares de ações escriturais nesta data, “ad referendum” da Assembléia Geral. A partir de 25 de julho de 2012 as ações serão negociadas “ex-dividendo intermediário”.
O pagamento do dividendo intermediário ocorrerá a partir do dia 15 de agosto de 2012.”

Vamos primeiro identificar as datas.
Data ex: 25/07/2012
Data de pagamento: 15/08/2012
A última data com é o dia anterior a data ex: 24/07/2012
Então, para receber os dividendos, basta dormir com as ações no dia 24/07/2012. Os dividendos estarão na corretora no dia 15/08/2012 (em algumas corretoras o dinheiro só aparece no dia seguinte).

Se eu vender a ação antes da data de recebimento dos dividendos, eu os recebo?
Sim. O que faz com que você tenha direito aos dividendos é se possui as ações na última data com.

Qual a periodicidade do pagamento dos dividendos?
Não existe uma rigidez acerca da periodicidade do pagamento de dividendos. O BBDC4 costuma distribuir mensalmente, mas o BBAS3 distribui trimestralmente. CIEL3 distribui 2 vezes ao ano, e a COCE5 distribui 1 vez ao ano. Além disso, nada impede que uma empresa mude sua periodicidade de pagamento dos dividendos.

Por onde eu recebo os dividendos?
Os proventos serão depositados na conta de sua corretora.

Quanto eu recebo?
Basta multiplicar a quantidade de ações da última data com pelo valor de cada ação. Ex.:
Você tem 300 ações de uma empresa que distribuiu R$0,80 por ação em forma de dividendos. Você receberá:
300 * 0,80 = R$240,00
Caso o provento a ser distribuído seja JCP, deverá multiplicar por 0,85. Ex.:
Você tem 250 ações de uma empresa que distribuiu R$0,42 por ação em forma de JSC. Você receberá:
250 * 0,42 * 0,85 = R$89,25
Por que 0,85? Por causa da retenção de 15% do imposto de renda.
Se você quer registrar seus dividendos, mas não tem nenhuma planilha para isso, acesse a planilha que disponibilizei para download clicando AQUI.

Que parte do lucro que é distribuída aos acionistas?
Esta parte do lucro possui o nome de Payout. Uma empresa que distribuiu 50% de seus lucros possui um Payout de 50%.
Não há um valor definido de Payout. Algumas empresa possuem em seus estatutos um valor mínimo de Payout, mas isso não quer dizer que ela não irá distribuir mais.
Simplificando, o Payout mínimo de 25% é o que está na legislação brasileira (apesar de existirem algumas peculiaridades que tornam possível distribuir menos do que isso, não é o caso discuti-las).

Como posso estar antenado aos comunicados da distribuição dos dividendos?
Se você costuma ficar na frente do computador por um bom tempo, deixe uma aba do seu navegador com o Plantão Bovespa aberto. Por lá aparecem todos os fatos relevantes das empresas, inclusive os comunicados de dividendos.
Outro bom local para se conseguir a informação é no Relação com Investidores (RI) do próprio site da empresa. Toda empresa que possui o mínimo interesse pelos acionistas minoritários possui um RI decente, que é constantemente atualizado.
Há o dividendobr.com, que é uma agenda que organiza todos os dividendos. A página também informa quais empresas recentemente comunicaram a distribuição dos dividendos. Este site é bem organizado, mas as fontes confiáveis são as duas que citei anteriormente.

O que são os Juros sobre o Capital Próprio (JCP)?
Para fins didáticos, entenda que os JCP é uma forma diferente que a legislação brasileira permite da empresa distribuir dividendos para seus acionistas. Mas a empresa declara de uma forma que no longo prazo ela será beneficiada. É bom salientar que 15% do JSC é retido na fonte na forma de imposto de renda.

É melhor receber dividendos ou JCP?
Os JCP são declarados de forma que a empresa se beneficie no longo prazo. Entretanto, há a retenção de 15% do JCP na forma de imposto de renda. Para quem pretende investir no longo prazo, os JCP são mais interessantes do que os dividendos. Para quem investe em prazos curtos, os dividendos são mais interessantes do que os JCP.

Como é tratado o imposto de renda do JCP?
O imposto de renda é retido na fonte, então o dinheiro aparece já descontado na conta. Não é necessário preencher nenhum documento (leia-se DARF).

O que acontece com a ação após os dividendos?
Haverá um ajuste da cotação da ação na data ex. Uma ação cotada a R$10,00 e que distribui R$1,00 de dividendos, será reajusta para R$9,00 no pregão da data ex.
Por que? Porque a empresa distribuiu seus lucros. A empresa “empobreceu” na distribuição de seus lucros, o que torna necessário um ajuste de sua cotação.
Para algumas pessoas é difícil assimilar isso, mas pense como aquele carro que na venda tinha um som potente, mas quando você foi pegá-lo, o antigo dono deliberadamente arrancou o som. Ou quando você planejou fechou um negócio de compra de apartamento mobiliado, mas na hora da mudança os móveis não estavam lá. Tanto o carro sem o som quanto o apartamento sem a mobília valem menos do que com o som e com a mobília. O mesmo se aplica a empresa sem seus lucros em caixa.

Se a cotação é ajustada, qual o benefício dos dividendos?
Particularmente só vejo dois motivos para o recebimento dos dividendos:
O primeiro é para gastos pessoais. Sim, é possível construir uma carteira robusta e viver de dividendos. Assim, você não precisa vender ações para garantir o seu estilo de vida.
O segundo motivo é o reinvestimento dos dividendos. Após receber os dividendos, você comprará mais ações, o que te garante mais dividendos. Com estes dividendos, você compra mais ações ainda, o que faz com que a bola de neve aumente.
Mas comprar uma ação só para receber dividendos e depois vendê-la não faz muito sentido.

O que é o Dividend Yield (DY)?
É um termo utilizado para relacionar (1) o quanto a empresa pagou de dividendos em um ano (2) e a sua cotação atual.
Uma empresa que pagou em um ano R$1,20 de dividendos e que possui sua cotação a R$20,00, possui um DY de 6% (1,20 / 20,00). Podemos concluir que quanto maior o DY, maior é o valor pago em dividendos de uma empresa em relação a sua cotação.

Onde posso conseguir os valores históricos de pagamento de dividendos das empresas?
O site da Bovespa possui muitas informações relevantes, inclusive esta. Entretanto, para os navegantes de primeira viagem, surfar por lá e achar estas informações não é uma tarefa nada fácil. Mas não se preocupe, o tio ADP te passa o link. É só clicar AQUI e fazer o download.

Todas as empresas pagam dividendos?
Como os dividendos são uma parte dos lucros de uma empresa, as empresas precisam lucrar para distribuí-los. Empresas que dão prejuízos não distribuem dividendos. Entretando, algumas vezes as empresas distribuem mais do que lucram, devido a distribuir parte de uma valor que estava provisionado na empresa.

Por que algumas empresas pagam mais dividendos que as outras?
Em tese, uma empresa distribui dividendos quando não possui uma forma melhor de remunerar seus acionistas. Quando uma empresa acredita que tem condições de crescer, ela absorve os lucros e reinveste no seu próprio negócio.
Logo, é comum vermos, por exemplo, empresas elétricas pagando mais dividendos do que as empresas de outros setores, devido às suas atividades se concentrarem em apenas um espaço geográfico, o que limita suas chances de expansão.
Já empresas mais dinâmicas, que não possuem tantas limitações de crescimento, costumam distribuir menos dividendos e reinvestir uma maior parte de seu lucro.

É uma boa estratégia investir em empresas que pagam bons dividendos?
Estratégia e investimentos são palavras difíceis de serem abordadas. O que pode ser estratégia para mim pode não ser para você, pois cada um tem seu modo de investir.
Há estudos estatísticos que dizem que investir em empresas “dividendeiras” é uma boa estratégia. Mas também há estudos que dizem que investir em empresas que pagam bons dividendos é irrelevante, que não faz diferença.
De uma forma ou de outra, recomendo você a fazer simulações e a tirar suas próprias conclusões. Lembre-se que as empresas que possuem baixo Payout são as que reinvestem os lucros em seu próprio negócio. Se forem bem conduzidos e administrados, a empresa poderá retornar valor de forma muito mais eficiente do que se tivesse distribuído os dividendos. Muitas pessoas enxergam também que dividendo distribuído é dinheiro garantido na mão, o que também é um pensamento válido. Nós pequenos investidores não temos informações precisas de como o dinheiro retido está sendo empregado, então muitos preferem o dinheiro garantido na forma de dividendos do que um reinvestimento duvidoso.

Como declarar os dividendos na declaração anual de imposto de renda?
Os dividendos são declarados no item 5 da aba "Rendimentos Isentos e Não Tributáveis".





Os JCP são declardos no item 11 da aba "Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva". O valor declarado aqui é o valor líquido, ou seja, já descontado do imposto de renda.





Espero que tenham gostado desta postagem. Caso tenha alguma dúvida referente aos dividendos, deixe seu comentário. Caso tenha alguma sugestão do tema da próxima série “Mastigado”, fique a vontade para fazer sugestões.

39 comentários:

  1. Excelente série ADP! Muito esclarecedora!

    Eu gostaria de sugerir que na próxima séria você abordasse Análise de Balanço e as principais variáveis utilizadas para investidores em suas avaliações: P/L, P/VPA, etc.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. legal, um resumo p utilizar em aula p a baby :D
    dá p incluir imagens ilustrativas e gif´s animados por favor? rsrssrs
    beijão, boa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. gostei muito, era mais ou menos isso que pensei em sugerir a d. ostra. sem bem que as dicas delas nao ficam atras nao. otimo pessoal.

      Excluir
    2. Eu gostaria muito de incluir imagens, mas não faço ideia de quais incluir. E não tenho nenhum dom artístico kkkkkkk.

      Abraços

      Excluir
  3. Rapaz,

    mastigado mesmo, hein?? rsrsrs

    Acho q vou passar pra minha mãe, pra ver se ela sai da Poupança! kkkkkkkk

    Muito bom, mesmo!

    []!

    ResponderExcluir
  4. Beleza, mastigado e cuspido. Só não entende quem não quer.

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pela iniciativa AdP, abraço!

    Corey

    ResponderExcluir
  6. excelente!

    Eu gostaria de sugerir que na próxima séria você abordasse Análise de Balanço e as principais variáveis utilizadas para investidores em suas avaliações: P/L, P/VPA, etc.
    to com o Abastado!

    ResponderExcluir
  7. AdP, muito bom mesmo. Seu blog eh altamente recomendavel.

    Abracos!!

    ResponderExcluir
  8. Essa é uma mentira que de tanto ser repetida todos acham que é verdade. Mas não existe absolutamente nenhum dispositivo legal que determine o mínimo de 25% do lucro para ser distribuído como dividendos.

    A única regra legal é que, caso o estatuto não preveja a porcentagem mínima do lucro a ser distribuída, a empresa terá que distribuir 50%. Mas nada impede que o estatuto determine que o mínimo será 1%, ou então algum valor fixo, como R$ 0,01.

    Se não me engano, o estatuto do UOL previa esse pagamento mínimo de R$ 0,01 por exercício. A empresa pagou isso em todos os exercícios enquanto teve capital aberto, e não há nenhuma ilegalidade.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo
      A lei que tratada deste assunto é a lei 6.404, que é a Lei das S.A. Especificamente quanto aos dividendos, os artigos são de 201 ao 205.
      Ela estabelece que, caso o estatuto da empresa seja omisso em relação a parcela que será distribuída a seus acionistas, estes tem o direito de receber metade do lucro líquido ajustado. Caso a empresa, em uma assembleia geral, decida alterar o estatuto, esta alteração não poderá resultar em um payout inferior a 25%.
      Não quis entrar em detalhe e nem vou entrar. O propósito da postagem é apenas informar o básico.
      A brecha da lei é que se a empresa já tinha sido formada com um distribuição de 10%, por exemplo, e ela abrir seu capital, estará na lei. Os 25% são para alterações.
      Entretanto, a maioria das empresas distribuem pelo menos 25% de seus lucros. Sim, existem casos como o da UOL, mas não faremos da exceção uma regra, não é verdade? Se eu entrasse em detalhes, iria mais confundir do que esclarecer. Espero que compreenda.

      Abraços e obrigado pelas informações.

      Excluir
  9. Putz....
    Bem o que eu queria dizer é o seguinte, apesar destas quedas que tivemos ultimamente a bolsa continua cara, pois o lucro medio das empresas cairam 47% e isso fez com que o P/L das ações ficasse mais alto, acho que o fundo esta na faixa dos 52 mil pontos e não acho que vai cair mais do que isso.

    Um abração!!!

    ResponderExcluir
  10. Grande ADP... Só o IR já valeu o ANO

    Obrigado !!!

    ResponderExcluir
  11. Surpreendendo sempre.Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  12. Ao pessoal que sugeriu informações sobre P/L, P/VP, etc, acredito que isto vai de cada um. O conceito destes indicadores é muito simples, mas seu uso é pessoal. Eu por exemplo, considero quase irrelevante o P/VP e a liquidez corrente das empresas. Bem, isso é critério meu, mas outros utilizam e eu respeito.

    Eu já fiz um artigo com a relação P/L e algumas estratégias:
    http://alemdapoupanca.blogspot.com.br/2012/01/relacao-precolucro-pl.html
    http://alemdapoupanca.blogspot.com.br/2012/01/estrategias-envolvendo-pl.html

    Talvez eu faça um artigo explicando estes indicadores, mas já há um farto material na internet sobre este assunto. Sobre dividendos também tem, mas a informação da internet é sempre picada, ou seja, nunca aborda todas as informações básicas.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma empresa VALE pelo quanto que tem hj (patrimônio líquido) somado o que ela vai gerar em valores de hj (fluxo de caixa descontado).

      O P/VP apenas relfete a 1a parecela, sendo que a 2a é infinitamente mais importante.

      O acionista só veria o P/VP fazer diferença em caso de falência, mas se estamos comprando empresas boas, a falência está longe da realidade.

      Outra coisa: ativos são mto depreciados em balanços e normalmente não refletem o valor real de mercado dos mesmos. Um carro, por exemplo, não lembro ao certo, mas é depreciado em 10 anos. Isso quer dizer que se a empresa tem um carro 2002 hj ele num tá valendo quase nada no balanço, mas na verdade ele vale um bom dinheiro ainda.

      Enfim, é um rolo parecido desses, não lembro bem agora...

      []s!

      Excluir
    2. Sim, exato. Como o patrimônio líquido possui muita coisa por trás, eu prefiro analisar a empresa principalmente pelos seus lucros. liquidez corrente também é algo quase irrelevante para mim.

      Abraços

      Excluir
  13. Muito obrigado AdP,

    o blog é excelente, aliás, andei passeando pela blog esfera e tem muita gente boa por ai, estou ate me animando para criar um blog tmb.
    Pra eu entrar no ranking do Pobretão eu preciso de um blog???

    Abraços para todos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Segundo os critério do Pobretão, você precisa ter um blog e detalhar um histórico desde janeiro deste ano. E quando o mês virar não pode demorar para atualizar o blog.

      Abraços

      Excluir
  14. Poxa, que pena que não tinha um blog desse qd comecei a investir em ações.
    So posso enaltecer a iniciativa de alguem que passa aquilo que estudou.
    parabens ADP. E boa sorte em seus investimentos.

    ResponderExcluir
  15. Muito obrigado AdP!!

    Fico aguardando a próxima mastigada xD


    Abraço!

    ResponderExcluir
  16. Lerei com afinco!
    Será muito útil pra mim.
    Obrigado.

    ResponderExcluir
  17. Olá AdP!

    O que houve com seu blog? Pessoal já estava preocupado por aí.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O google disse que havia "atividade incomum" no blog e por isso ele desativou. Só consegui reativar agora porque sómente neste momento que tive tempo para ver o que estava acontecendo. Acredito que eu tenha sido alvo de alguma atividade hostil.

      Abraços

      Excluir
    2. Entendi... Menos mal, já pensaram que estava pulando fora, rsrs até te mandei e-mail.

      Excluir
    3. Sim, você e a Ostra me mandaram um email. Muito obrigado pelo apoio de vocês. Estou muito feliz por isso.

      Abraços

      Excluir
    4. Disponha, o que precisar só falar, inclusive seria bom pesquisar uns plugins para segurança e fazer o backup do blog, no meu faço isso todo dia.
      To indo dormir!

      Abraços

      Excluir
    5. Vou pesquisar sobre isso. Obrigado pela dica.

      Abraços

      Excluir
  18. Outra dica:

    Você deixa o e-mail "alemdapoupanca@gmail.com" explícito no início da página. Se algum Troll mal intencionado quiser destruir sua conta no Blogger, é só quebrar a senha da sua conta do GMail.

    Minha sugestão: transfira seu blog para outra conta do Blogger (ou outro e-mail do GMail) e mantenha este e-mail só para você.

    Na conta nova você mantém toda a atividade do Blogger, e na conta do "alemdapoupanca@gmail.com" você continua recebendo seus e-mails normalmente, mas sem acesso ao blog.

    Mais detalhes em:
    http://support.google.com/blogger/bin/answer.py?hl=pt-BR&answer=41448&ctx=cb&src=cb&cbid=1netz8g3n1042&cbrank=0

    E sobre backup/importação/exportação do blog:
    http://support.google.com/blogger/bin/answer.py?hl=pt-BR&answer=97416

    ResponderExcluir
  19. Que susto AdP, tentei acessar seu blog ontem e ele tinha sumido, faria uma falta imensa. Obrigado por esclarecer tantas coisas importantes e disponibilizar tanto material.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  20. Excelente série !
    Parabéns !

    ResponderExcluir
  21. "Haverá um ajuste da cotação da ação na data ex. Uma ação cotada a R$10,00 e que distribui R$1,00 de dividendos, será reajusta para R$9,00 no pregão da data ex."

    O inverso também ocorre? Quando uma empresa divulga lucro nos seus resultados, esse lucro é incorporado ao valor da ação?

    Abraço. Ótimo post =D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo, desculpe não ter te respondido. Como esta postagem é antiga, não costumo entrar aqui para verificar os comentários.
      Não. O lucro não é incorporado ao valor da cotação. O que determina o valor da cotação são as forças compradoras e vendedoras desta ação. Entretanto, se uma empresa reportar fortes lucros, há uma boa possibilidade da força compradora ser mais forte que a força vendedora, fazendo o preço da ação subir.

      Abraços

      Excluir
  22. Excelente! Obrigado pelas informações.

    ResponderExcluir
  23. Como vai?
    Sou iniciante.
    Gostei muito das dicas e tenho uma dúvida:
    Entendi a diferença entre dividendos e JCP: mas, como faço a opção? Na hora da compra das ações?

    PS. nunca comprei as mesmas, apenas estudando antes.

    Muito Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Haroldo,
      Não há nenhuma opção. Quem determina é a empresa.
      No anúncio de proventos, ela anuncia se pagará na forma de dividendos ou se na forma de JSC, ou nos dois tipos.
      Algumas empresas costumam pagar só na forma de dividendos. Outras costumam pagar só na forma de JCP. Mas a maioria paga nas duas formas.
      Seja qual forma for, o importante é receber.

      Veja por exemplo este anúncio, com os dois tipos:
      http://www.bmfbovespa.com.br/Agencia/corpo.asp?origem=exibir&id=18201210242414&manchete=ETERNIT (ETER - NM) - PAGAMENTO DE JUROS E DIVIDENDOS

      Abraços

      Excluir

Anônimos, contribuem e deixem um nome para que seja possível outras pessoas fazerem referências, estabelecendo melhor a troca de ideias. Educação é sempre bem vista.
Mensagens de trolls serão moderadas.