sábado, 20 de julho de 2013

Não tenha desdém de investir pequeno

Não é raridade encontrarmos artigos de um jornal ou uma matéria na televisão mostrando que a maioria das pessoas tem o costume de se endividar. Não só no Brasil. No mundo a fora, endividar é uma atividade considerada normal e praticada rotineiramente.

Dentre os que não se endividam há aqueles que permanecem no equilíbrio. Não gastam demais, nem poupam demais. Muitos têm uma pequena reserva de dinheiro acumulada, pronta para ser utilizada em casos emergenciais.

Outro grupo de pessoas que não se endividam são aqueles pequenos poupadores. Esta minoria populacional gasta menos do que ganha e guarda o restante, todos os meses. São investidores potenciais. Mas não investem. Ao deixar seu dinheiro na poupança, considerada erradamente como o investimento mais seguro, este grupo pensa que investe, mas se engana.


Afunilando mais os grupos, há também aqueles que estão cientes de que deixar seu dinheiro na poupança não é suficiente. É preciso investir. Possuem aguçada curiosidade sobre os CDB’s, Tesouro Direto, ações, fundos de investimento. Sabem que não se deve confiar em gerentes de banco. No final das contas, conhecem mais do que a média sobre os  investimentos além da poupança. Apenas uma coisa os separa dos investimentos: pouco dinheiro para investir!

Quem nunca viu renomados educadores financeiros estabelecendo valores predeterminados para se investir? Colocando ações como exemplo, já vi educadores estabelecendo o patamar de R$50.000 como um mínimo para se investir diretamente em ações. Para valores inferiores, o ideal seria investir em fundos de investimentos. Qual seria o sentido disso? Será que este procedimento é o correto? Tem algum fundamento por trás?

Nunca entendi os motivos para o estabelecimento de valores predeterminados para se investir em ações. Peguemos o exemplo de R$50.000. Vamos supor um investidor que tenha R$49.000. Por que este investidor deveria esperar o valor de cinquenta mil? Esta diferença entre os R$50.000 e os R$49.000 determinará o sucesso do investidor na bolsa de valores? O investidor que tem R$50.000 estará psicologicamente mais preparado? Possui estratégia melhor? Esta diferença é crucial? Se as ações custam 10, 20, 30 reais cada, por que são necessários R$50.000 ? Não tem absolutamente qualquer sentido nisso.

A maioria das pessoas associa o mercado de ações com alto valor inicial de investimento principalmente devido aos custos de corretagem. Peguemos uma corretagem de 10 reias. Para um investimento de 1.000 reais, esta corretagem representa uma mordida de 1%, enquanto que em um investimento de 10.000 reais, esta mesma corretagem representaria apenas 0,1%. Com isso, o investidor espera acumular um bom montante para que a corretagem não se torne pesada. Pode até fazer sentido, mas esta abordagem possui um efeito perverso.

Um iniciante tem maiores chances de errar. Este pode ter lido diversos livros, assistido vídeos, palestras, feito simulações, montado uma carteira virtual, mas não adianta, nada ensina mais do que o calor que a bolsa te proporciona ao colocar dinheiro de verdade. Fique tranquilo. Você como iniciante irá errar, e vai errar muito! Neste momento de adquirir experiência é interessante que o valor utilizado seja baixo. Adquirir experiência com dinheiro pequeno é tão válido quanto adquirir experiência com dinheiro grande.

Qual seria a situação ideal para um iniciante na bolsa? (1) juntar R$50.000 para entrar com tudo ou (2) entrar com uns R$5.000 reais e ir aumentando mês a mês conforme for adquirindo experiência e aperfeiçoando sua estratégia, até atingir os R$50.000 pretendidos? Por isso faz pouco sentido ter desdém de entrar pequeno na bolsa?


Se você que está esperando um ganho na justiça, a venda de um imóvel ou juntando dinheiro alucinadamente na tentativa de juntar um bom montante para investir na bolsa, talvez seja hora de você rever este planejamento. Não desperdice sua pequenitude. Compre livros, monte uma estratégia inicial, separe um dinheiro cuja perda não te deixaria na falência e compre ações. À medida que você for se acostumando com os altos e baixos do mercado, vá colocando dinheiro aos poucos. Para o iniciante, o requisito primordial é possuir montanhas de disposição para aprender, não montanhas de dinheiro. Não são raros os casos de pessoas que perderam apartamentos e heranças em investimentos mal sucedidos. Não seja um deles. Se você entrar pequeno, uma eventual perda também será pequena. Mas tenha certeza, seu aprendizado será grande.

68 comentários:

  1. Concordo Plenamente AdP !! Admiro sua lucidez nas postagens, esses "Gurus" só prestam p/ atrapalhar mesmo... rs

    "Uma vez que você tenha experimentado o vôo, você irá caminhar com os olhos voltados para cima, pois lá você esteve e lá você quer estar"
    Leonardo da Vinci

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá ZN, que bom que gostou da postagem e ótima frase. Leonardo da Vinci foi uma das mais brilhantes pessoas que já passaram pela Terra.
      Abraços

      Excluir
  2. Tem toda razão,Adp.

    O pequeno investidor deve buscar oportunidades para investir com pouco dinheiro.
    Veja o meu caso: consegui DOC free, corretagem free, a custódia eu rachava com outra pessoa. Praticamente eu não tinha custos.

    Comece com menos. Erre com menos. Perca menos. E seu aprendizado será mais barato.

    Abraços!
    Ludyson Klayn

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ludyson,
      Tem gente que acha que é preciso ter um monte de dinheiro para investir na bolsa. Uma vez uma amiga da minha esposa vendeu um apê por 200k e me perguntou como investir na bolsa. Falei pra ela que não tinha nada a ver, ainda mais quando ela me falou que ia precisar do dinheiro em 3 anos. Na cabeça dela a bolsa é um lugar onde quem tem bastante dinheiro vai multiplicá-lo instantaneamente.
      Abraços

      Excluir
    2. Eu sou totalmente contra essa ideia.

      Os retornos são os mesmos para o Buffett e para o cara que tem só uma ação da Coca... rsrsrs

      Tem que acumular patrimônio e estudar.

      Abraços!

      Excluir
  3. Adp,
    você tem toda razão. Nunca entendi pq esses gurus colocam um valor mínimo... Quanto maior, maior o tombo.
    É melhor viver a primeira experiência negativa com pouco dinheiro (as vezes a bolsa simplesmente desmorona, como agora).

    Mudando de assunto, excelente entrevista la no troll. Mas infelizmente acho que quase ninguém entendeu sua resposta a pergunta 10...
    Ainda assim parabéns por ter tenta amenizar os ânimos.

    Abs,

    Urso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Urso. Também nunca entendi porque alguns deles colocam um valor predeterminado. Quem entra com pouco poderá aumentá-lo com o tempo, tempo este suficiente para ir aprendendo. Este é um ótimo caminho para o iniciante.
      Minha resposta do 10 não foi dirigida especificamente à nenhuma situação, mas nada impede que ela não possa servir. Mas não é só na internet não. No trânsito, no trabalho, no dia a dia, as pessoas gastam muita energia com coisas que muitas vezes não vale a pena.

      Abraços

      Excluir
  4. Bom dia e usei que aqui não é o espaço certo para essa pergunta, mas gostaria de saber como faço para criar mais uma aba na planilha de investimentos que você criou aqui no site (sistemas de cotas). Não tenho conhecimento em informática e tenho mais investimentos que quantidade de planilhas.
    Vlw

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc tem mais de 8 tipos de investimentos diferentes ?

      Excluir
    2. Eu só preencho duas abas... hehehehe...

      Antes, nem isso!

      Pra mim o que importa é o bolo crescer e, se possível, no "azulzinho", no campo positivo.

      Essa história de 50 mil para entrar na bolsa é balela, ninguém se joga dentro de um rio sem antes conhecê-lo, verificando onde não é fundo e onde tem pedra.

      Excluir
    3. Sim tenho mais de 8 tipos de investimentos.

      Excluir
    4. Nossa Suerte, você tem mais que 8 tipos diferentes? Você poderá mandar duplicar uma das abas, mas deverá fazer o ajuste na tabela consolidado. Para fazer este ajuste será necessário somar o valor da nova aba em todas as células. Dá um trabalhinho.
      Eu limitei as abas em 8 porque acima disso a planilha estava demorando para abrir, dando inclusive alguns erros de fórmula. Não sei se era o meu PC, mas com 8 abas deu certo.
      Uma solução simples é você ter uma planilha com abas de renda fixa e outra com abas de renda variável. Depois disso você usa uma planilha com duas abas, uma com a soma da renda fica e uma com a soma da renda variável. Bem, eu disse simples? Me enganei. Não é simples, mas ter também mais que 8 diferentes tipos de investimento não é simples.

      Doutor,
      Pois é. Ninguém deveria se jogar dentro de um rio antes de conhecê-lo, mas tem gente que mesmo assim faz. Já vi na bolsa e já vi fazerem isso em uma cachoeira. O cara se jogou e caiu de cara em uma pedra. Saiu todo ensanguentado.

      Abraços e sucesso

      Excluir
    5. Entendi. Na verdade não são 8 "tipos" de investimentos, no caso são eu gosto de separar por exemplo os títulos do Tesouro no caso eu tenho 4 diferentes, tenho mais de uma variação de poupança também, ações e etc.

      Excluir
  5. Olá Adp,

    Tive a oportunidade de conhecer pessoalmente um renomado "consultor financeiro".
    Alcólatra, atolado em dívidas e separado da mulher, era visto com frequencia nos bares da boemia paulistana.

    Era tanto simpático quanto depressivo, e depois de algumas doses não escondia de ninguem que tudo que escrevia ou recomendava era fajuto, que não tinha bola de cristal e que era somente para preencher sua coluna diária.
    Dizia que nenhum consultor podia ser levado a sério.

    Era uma figura...

    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando o assunto é investimentos eu não confio em quase ninguém. Por isso sempre falo para o pessoal que, quando for comprar livros, comprar de autores que verdadeiramente fizeram fortunas na bolsa. Tem muita gente que aparenta sucesso com seus livros ou cursos, mas não se tem prova deste sucesso. Se que muitos criticam que Warren Buffett, Peter Lynch e vários outros estão em um nível muito superior a nós sardinhas, mas pelo menos sabemos que estes caras ganharam dinheiro. Já outros aí, que vendem muitos livros ou fizeram sucesso por causa de teorias de bolsa, não confio nem um pouco.

      Abraços

      Excluir
  6. E ai ADP como vai?
    Vi sua entrevista para o Troll e gostei bastante.
    Sou Sargento do EB e to doido pra cair fora, estudando pra concursos e terminando a faculdade. Achei legal ver uma pessoa que entrou como recruta na instituição como você, estar se encaminhando na vida.
    Infelizmente 99% do pessoal temporário do EB não tem essa visão e maturidade, por mais que agente oriente.
    Abração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou bem, anônimo.
      Sargento do EB é louco pra sair da força. Os que falam que gostam mentem, kkkkkkkk.
      Os temporários são umas figuras. Pelo menos onde eu estava, apenas uns 5% se preocupavam com sua situação temporária. O restante comprava um carro caríssimo, uma arma e gastava fortunas com mulheres de balada. Eles faziam muito sucesso com nós soldados, que não tinham dinheiro para nada, mas era tudo ilusão. O tempo acabava e eles saiam com uma mão na frente e outra atrás.

      Abraços

      Excluir
  7. Eu comecei muito pequeno na bolsa, com menos de R$ 5 mil e aportava, quando possível, R$ 500 por mês. Isso foi ótimo por dois motivos:

    1) Comecei jovem, o que me permitiu acumular quantia substancial ao longo do tempo.

    2) Comecei pequeno, com dinheiro que não iria precisar no curto prazo. Logo, as oscilações típica da renda variável pouco me afetavam financeiramente e psicologicamente. Com pouco dinheiro, também pude cometer muitos os erros comuns dos iniciantes sem ter perda substancial do patrimônio.

    Muito bom o post ADP!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Troll. Parece que o pessoal gostou da entrevista.
      Quando comecei, eu juntava 50 reias por mês. Fui aumentando com o tempo e minha meta agora é juntar R$1.200,00 mensais. Pretendo aumentar mais ainda.
      Quando eu entrei na bolsa, tinha 8k. E já era dinheiro grande. Não tinha orientação. Se eu tivesse a cabeça que tenho hoje, estaria muito bem. Mas faz parte. Pelo menos não saí com um grande prejuízo. O maior prejuízo foi ver a bolsa subindo em 2009 e meu dinheiro ficando de lado.

      Abraços

      Excluir
  8. Excelente ponto de vista, AdP. Uma pena que não seja este o pensamento institucional das nossas Corretoras - do contrário, existiriam planos específicos para os pequenos poupadores. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As corretoras propagam "estratégias" na qual o investidor realizará a maior quantidade de taxas de corretagem possível.
      Abraços

      Excluir
  9. Fala, AdP!

    Como toda poupança, às vezes qdo se tem muito pouco pode ser um pouco desanimador, mas com a disciplina o bolo vai crescendo.

    O negócio é poupar!

    []s!

    ResponderExcluir
  10. Fala ADP,
    Entrei com R$ 2.000,00 e com aportes de R$ 200,00.
    Nos primeiros meses, já levei um tombo com CARD3 (apostando num turn)...
    Estas experiências que nos fazem crescer! Abraços colega!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem nunca levou um tombo na bolsa? Eu também já tive meus reveses.
      Abraços

      Excluir
  11. Esse valor mínimo deve se feito em relação ao custos/corretagem para verificar se o investimento é viável ou não. Se irá dar lucro é outra historia...R$ 5 mil já está de bom tamanho. Um percentual da sua carteira para renda variável é um motivo bem aceitável, já valores predeterminados...ao vento, não faz sentido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, EF. Mesmo assim já vi pessoas falando que o ideal seria ter um valos X, normalmente alto. Abaixo dele só se for fundo de investimento, em se tratando de renda variável. Não vejo a lógica nisso.

      Abraços

      Excluir
  12. Olá, gostaria que opinassem sobre minha situação. Sou recém formado em engenharia e atuo na área técnica, atualmente não tenho tempo suficiente para aprender sobre investimentos. Para alguém que não sabe sobre investimento o bastante para investir de forma séria e também não tem tempo o suficiente para aprender, fundos de investimento seriam a melhor opção ? Pensei em fundos da Quest e da Sparta, variando entre renda fixa e variável. Pois assim, mesmo descontando os custos de adminstração e performance acreditoque ainda sim teria rendimento maior do que se investisse por conta própira. Vou aportar 2 mil e tenho 26 anos.

    Politécnico26

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Politécnico,
      Em se tratando de fundos, sou muito suspeito em falar. Não gosto deles. Prefiro investir diretamente.
      Tem certeza que você não tem tempo para investir? Também não tenho tempo. Trabalho e faço faculdade. Mesmo assim me arranjei para estudar sobre investimento e ainda tenho este blog nas horas vagas. Acredito que boa parte de quem está no meu blogroll também não tem muito tempo para se dedicar aos investimentos. Não precisa ter pressa. Dedicar talvez 30 minutos a cada dois dias pode ser suficiente, ou então dar uma estudada no final de semana. Isto te permitirá entrar pequeno e administrar seu próprio dinheiro. Depois que se começa a receber seu próprio dividendo e ter a liberdade de reinvesti-lo no que quiser e quando quiser, os fundos perdem um pouco de seu atrativo.
      Mas se você acredita que mesmo assim os fundos valem a pena, então pesquise. Não tenho experiência com fundos, então não sei dar dicas de nenhum deles.

      Abraços

      Excluir
    2. desconfia politecnico... nao tenho tempo pra estudar...
      sou engenheiro, trabalho que nem uma mula, e tenho tempo pra uma porrada de coisa. de noite, horario de almoço, domingo.
      sai dessa de fundo... é uma cilada bino

      Excluir
  13. No Troll, vc falou sobre "método ini". Tem algum material sobre o que é isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente não. Pesquisei bastante na internet também e vi que muita coisa se perdeu. Só restaram alguns resquícios. Basicamente o método INI é baseado em cinco pilares:
      1-investir regularmente
      2-Reinvestir todos os dividendos
      3-comprar empresas em crescimento
      4-Diversificar o investimento
      5-Comprar empresas com boas práticas corporativas

      Uma pessoa que provavelmente deve ter algum material é o Portinho.
      http://blogdoportinho.wordpress.com/

      Abraços

      Excluir
  14. ADP, ótimo artigo. Um professor meu sempre dizia "Pense grande, comece pequeno". Acredito que a única coisa que deve ser feita é estipular um limite máximo para os custos da corretagem em relação ao valor investido. O pequeno investidor pode começar com algo em torno de 2% e ir reduzindo gradativamente (quanto menos, melhor). Considerando uma corretagem de 10 reais, já poderia-se investir 500 reais mensalmente. Se encontrarmos uma corretora que cobre algo em torno de 5 reais, o valor dos aportes pode começar em 250 reais. Acredito que o ideal é não deixar os custos ultrapassarem 0,5% sobre o valor investido, mas isso pode ser feito quando o investidor já estiver mais acostumado com o mercado de ações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa ideia, GDG. Encontramos alguma corretagens quese podem ser bacanas para quem tem pouco dinheiro para aportar.
      Abraços

      Excluir
    2. Exato, um trecho do meu novo artigo trata exatamente sobre isto, como o pequeno investidor pode "driblar" os custos com corretagem e iniciar na bolsa. Sei que você é contra os ETFs, mas não há dúvida que, para o iniciante, estes podem ser boas opções pelo menos para começar e aprender.

      http://gurudagrana.com.br/2013/07/30/como-entrar-na-bolsa/

      Excluir
    3. Olá Guru,
      Não sou contra os ETF, apenas não tenho o perfil para investir neles. E também não concordo 100% com a ideia de que "não há dúvida que, para o iniciante, estes podem ser boas opções pelo menos para começar e aprender."

      Abraços

      Excluir
  15. Exatamente isso que estou fazendo AP.
    Comecei com 1k na bolsa e gradativamente estou aumentado, a medida que vou me sentindo mais seguro. Acompanho diariamente notícias e o mercado, só tenho receio de ficar paranoico rsrsrsrs. Mas estou lendo vários livros, pegando dicas com a blogosfera e poraí vai! O importante é ao menos tentar, não ficar naquela mediocridade dos fundos mútuos, pra mim é ''Ou vai ou racha''.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então começou bem. Investidores iniciantes devem começar com valores pequenos. O valor aumentará a medida que o investidor vai ganhando experiência.
      Abraços

      Excluir
  16. Acho que é só tomar cuidado para que os custos do investimento não corroam muito o valor investido...

    Não adianta começar com 1000 reais, pagando 10 reais de custódia e 10 reais de corretagem.

    Por isso é bom estipular um valor minimo pra começar. Não precisa ser super alto, mas tambem não pode ser muito baixo.

    As pessoas que investem em previdência tambem perdem MUITO, devido a taxa de carregamento + taxa de administração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A corretora que uso não cobra taxa de custódia se vc fizer ao menos 2 compras ao mês, e como por enquanto minhas compras foram fracionarias, paguei só 10 reais em duas compras que fiz.
      E como estou com receio ainda, apenas invisto em empresas bem sólidas, como PETR4 e BBAS3 por estarem com preços ótimos.
      Ao menos até agora já recuperei as taxas que paguei.

      Excluir
  17. Meus centavos para a conversa.. Como invisto um valor muito baixo, faço o seguinte: compro no fracionário o que dá para comprar seguindo minha estratégia, em uma corretora X que me cobra uma pechincha pela corretagem, mas que não é lá muito boa. Quando atinjo um patamar bom (ex.: 5 lotes) transfiro todos (vendo e compro a mercado) para minha corretora de preferência, que considero boa mas que me cobra caro pela corretagem. O montante não é alto, mas a diferença entre as corretoras chega a 5 vezes, e meu $$ é suado pra valer a pena o trabalho. Abcs, Bruno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa estratégia. Economiza bastante fazendo isso.
      Abraços

      Excluir
    2. Estou pesquisando mais sobre ações para poder iniciar, gostaria de saber o que define se uma corretora é boa ou ruim.

      Excluir
    3. Estou pesquisando mais sobre ações para poder iniciar, gostaria de saber o que define se uma corretora é boa ou ruim.

      Excluir
  18. "Ao menos até agora já recuperei as taxas que paguei."

    Se ficar focando em preço vai pra roça rapidinho.

    ResponderExcluir
  19. Muito bom AdP.


    O importante é começar. Pequeno, para a dor da perda ser menor.
    O que importa para o iniciante não é o valor do dinheiro. Mas o valor do conhecimento adquirido.

    Dinheiro é um ativo, um ativo financeiro.
    Tempo é um ativo também. Intangível, porém essencial. O tempo ensina a ter paciência e foco.
    Conhecimento também é outro ativo. Ele deve ser fomentado para que possamos crescer. Não podemos perder o conhecimento. Pelo contrário, devemos sempre investir o que pudermos nele. Podemos perder nosso dinheiro e tempo, mas o conhecimento fica para a vida toda.


    Abraços!

    ResponderExcluir
  20. ADP: aproveito o espaço pra parabeniza-lo pela entrevista e o Troll pela iniciativa.

    A propósito do tema, comecei pequeno em 2003, com 1000,00, e fui investindo até 2007 (mais trade e um pouco de AF que outra coisa). Cheguei a ter cerca de 15.000 em 2007, quando fali e tive que tirar tudo e gastar. Em 2008 ensaiei uma volta que não deu certo. E há um ano, juntei 50% do salário por 6 meses (=3 meses de salario portanto) e aportei. Daí pra cá, venho aportando.

    Agora estou com a micro carteira do casal e estou feliz por poder comprar ações mesmo no fracionário, pois a corretora que uso pro casal (diversa da principal) da isenção de custodia se fizer operação no mês.

    Então mesmo sem aporte, com o rendimento dos FII dá pra fazer alguma coisa e livrar da custodia, já que de todo jeito eu teria que gastar essa grana.

    Assim que começar aportar, o custo de corretagem é diluido e, como estou só comprando e acumulando, não importa muito quantas ações consigo comprar por vez. Claro que seria mais adequado comprar mais ações por operação, mas no dia em que for preciso/desejável vender, irei gastar somente uma corretagem.

    Então vejo como uma idiotice, ou uma "guruzice", esse lance de valor minimo e de diversificar ao maximo. Estive um bom tempo allin numa ação (que ainda tenho hoje e ficara mais uns 30 anos la se tudo continuar igual ou parecido) por falta de aportes decentes. Tenho 8 papéis hoje e talvez chegue a 12 (já estudados).

    O mais importante no meu ponto de vista é comprar sempre, seja 1 ou 1000 ações de empresas boas e lucrativas e mantê-las enquanto as condições que motivaram a compra forem verdadeiras.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá VFS,
      Também não vejo muito sentido em estabelecer um valor mínimo. Já vi diversos iniciantes fazer grandes besteiras com grandes valores. A diversificação extrema também é outro ponto que não me entra na cabeça. Diversificação é importante sim, mas tem gente que glorifica. O que tem que se focar é na saúde das empresas.
      Abraços

      Excluir
  21. Olá ADP,
    Concordo Plenamente com você! Já li varias vezes esses caras falando que o ideal é começar a investir em ações com valores na casa dos R$ 50.000,00.
    Agora imagina um pequeno poupador, até ele juntar 50 mil vai perder muitas oportunidade e quando chegar a esse valor só vai fazer besteira na bolsa, pois vai está muito ansioso.
    Quando começei investir em ações, começei com 5 mil e fiz besteira, comprei papeis que até então eram ótimos. Mas as quedas não seguraram ninguém.
    Aos poucos fui adquirindo experiência, maturidade e controle emocional para aguentar o tranco.
    Agora imagine um pobre poupador esperar juntar 50 mil e ver ele despencando na bolsa.
    Ótimo post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já que uma pessoa tem condições de juntar 50k, por que não começar a investir na bolsa com uns 5k e ir aumentando aos poucos? Assim, quando de fato ele tiver seus 50k, vai estar bem mais preparado.
      Abraços

      Excluir
  22. AdP, muito bacana esse post. Gostaria de aproveitar e saber sua opinião sobre uma oferta de debenture que paga IPCA + 7% com aplicação ate 2028 e que tenha isenção de imposto de renda. Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que esta debenture é muito boa, mas tem que ver de qual empresa é. O risco de calote de uma empresa possivelmente é maior do que o de um país.
      Abraços

      Excluir
  23. AdP : voce fez um (maravilhoso) post sobre termo influenciado pelo post do dividendos sobre um termo com HRTP3. O que pensa agora que sabe que era tudo mentira do Dividendos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, sendo sincero com você, fiquei bastante decepcionado. Me passaram algumas coisas na cabeça, mas deixa pra lá. The life goes on.
      Abraços

      Excluir
  24. AdP ia comentar sobre seu post, que como de costume foi ótimo. Mas vendo o último comentário aqui compartilho o mesmo sentimento e até coloquei isso no blog do Dividendos dias atrás. Como vc mesmo diz : "life goes on". Ao contrario do que pode pensar ou possa ter sido insinuado pelo anonimo acima o tema abordado foi excelente e eu aprendi muito! Assim o lado bom (único) dessa coisa toda que passou foi a questão "termo" que passou a ser debatida e conhecida. Mais uma vez parabéns pelo texto. Não é a toa que vc é super respeitado no nosso ambiente : tem cabeça, linguagem facil, boa índole. Parabéns, pessoas como vc vão longe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Guardião, obrigado pelas palavras.
      Abraços

      Excluir
  25. AdP, so teremos voce e mais uns 2 blogueiros de confiança. o restante peidou no pau.

    quem é serio ? Mobral, com sua fantasia de india rica? O pobretao com seu all-in fake? O troll, do aporte de 40k? A ostra, que tinha 3M? nada feito, estamos todos sem modelos...

    agora o dividendos que era nosso idolo se mostra um manezao... não teve graça...

    desculpe falar assim no seiu blog, mas espero que voce tambem nao nos decepcione... gosto de voce!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anônimo,
      Não vou comentar muito sobre o que você escreveu. Mas o lado bom da internet é que da mesma forma que ela é livre para uma pessoa escrever postagens, também é livre para outras pessoas lerem, se quiser. Se uma pessoa não acredita nas postagens de outras (sejam as minhas, do Mobral ou de quem for), é só ela parar de ler.
      Abraços

      Excluir
    2. Eu me divirto muito com essas figuras que acham 40K muito dinheiro. Eu sei como é difícil trabalhar o ano todo para juntar 20% desse valor, mas nunca invejei ninguém. Apenas trabalhei e estudei para chegar onde estou.

      Sinto muito por vc, anônimo, mas ter 40K na conta corrente é a realidade de um homem solteiro que ganha acima de 10k líquidos mensais e não é esbanjador.

      :-)

      Excluir
  26. ADP,
    Convido você e todos seus leitores a participar da votação da Carteira Virtual do Pobre - AGOSTO 2013:

    Acessem e votem pelo link:

    http://www.pobrepoupador.com/2013/07/carteira-do-pobre-votacao-aberta-ago13.html

    Abraço a todos!

    ResponderExcluir
  27. Olá AdP, excelente post como de costume : ) já aprendi muito contigo meu amigo!

    um grande abraço AdP!

    ResponderExcluir
  28. Eu tinha ouvido que precisava de uns R$10 mil para fazer sentido entrar na bolsa. Nunca tinha ouvido falar do mercado fracionário, nem das corretagens de 5 reais ou até menos para tal mercado.

    Agora sei que isso é besteira, e que se deve entrar aos poucos na bolsa. Mas acredito que não é com qualquer dinheiro que um investidor deve já começar no mercado de ações. Primeiro, é preciso de um dinheiro líquido para gastos imprevistos, etc, na poupança. Algo da ordem de 2 a 6 vezes seus gastos mensais. Segundo, o que importa para o controle dos custos de corretagem/custódia é o aporte mensal: se a pessoa poupar apenas 100 reais por mês, é melhor ela investir esse dinheiro no tesouro direto e trabalhar para poupar mais. A partir de uns 300 reais mensais já dá para começar a conversar, não se esquecendo que parte disso é bom diversificar na renda fixa.

    ResponderExcluir
  29. Oi, eu tenho pouquíssimo dinheiro pra investir, então to pensando em ir no mercado fracionário e comprar pelo menos uma ação de alguma empresas, que ainda vou ver quais são, mas tava pensando e uma ação blue chip, 2 small cap de empresas diferente e uma mid se encaixar na conta, isso é viável ou to dando tiro no pé?, o meu objetivo é de lucro a longo prazo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O mais importante é você investir em empresas boas e sólidas, sejam elas blue chips ou small caps. A longo prazo os lucros acompanham a cotação.

      Portanto estude a empresa e seus balanços.

      Excluir
  30. Eu invisto R$300 por mes na bolsa e to nem ai!!!!
    O importante é ir colocando os ovos na cesta para quando aposentar ela estar bem gorda!!!

    ResponderExcluir
  31. o Home Broker da CAIXA pode ser RUIM de usar.... porem a CORRETAGEM e CUSTÓDIA compensam... para quem está ACUMULANDO patrimônio... não precisa de outas ferramentas de HB.
    Corretagem até R$ 200,00 = R$ 0,75 Fixo + Custódia de R$ 6,90
    ou seja, investindo R$200,00 por mês você paga 0,38% de corretagem..... Valor irrisório comparado a outras empresas.


    o que acham...???

    ResponderExcluir

Anônimos, contribuem e deixem um nome para que seja possível outras pessoas fazerem referências, estabelecendo melhor a troca de ideias. Educação é sempre bem vista.
Mensagens de trolls serão moderadas.