quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Informações sobre o Tesouro Direto

Estava preparando para vocês uma Série Mastigado sobre o Tesouro Direto, mas o próprio site do Tesouro Direto fenece informações completas, bacanas e de linguagem simples. Reunirei abaixo alguns links importantes para quem se interessa por esta modalidade de investimento e quer tirar dúvidas:

É a página oficial do Tesouro Direto. Em nenhum outro lugar encontraremos informações mais confiáveis. Vale a pena dar uma conferida.

Primeira vez
Se você somente ouviu falar do Tesuoro Direto mas não tem ideia do que seja, clique neste link.

Neste link estão reunidas as dúvidas mais recorrentes sobre o Tesouro Direto. Quando uma dúvida surgir, provavelmente ela estará respondida lá.

Quer investir no Tesouro Direto pagando as menores taxas do mercado? Este link pode te ajudar.

Alguns custos não dependem da corretora, pois são referentes ao investimento. Neste link você poderá se informar melhor sobre estes custos.

Através deste link você poderá consultar as taxas, vencimento e os preços dos títulos do dia.

Esta calculadora permite que você faça simulações de compra de títulos, tendo ideia de quanto receberá no dia do vencimento ou em caso de venda antecipada.

Tesouro Direto na prática
Todos os links acima são teoria. Vamos comentar agora sobre alguns aspectos práticos.

-Como investir no Tesouro Direto?
Para investir no Tesouro é necessário abrir uma conta em uma das corretoras habilitadas. O link do ranking possui diversas delas.
Abrir uma conta em uma corretora é tão fácil quanto fritar ovos. Depois de escolher a corretora, você se cadastra pelo site dela. No final do cadastro ela te passará uma pequena lista de documentos para que sejam enviados pelos correios. Normalmente é comprovante de residência e cópia da identidade. Junto também deverá ser enviado o contrato, documento que ela mesmo fornece e que você deverá imprimir. Você envia estes documentos para a corretora pelos correios e espera a confirmação por email. Pronto, sua conta está criada! O procedimento está tão fácil hoje que algumas corretoras permitem que sejam enviados os documentos por email. É mais fácil que criar conta em banco.
Assim como na vida real, para comprar títulos é necessário dinheiro. para colocar dinheiro na sua conta é simples. Transfira dinheiro de sua conta para a conta da corretora. Ao fazer isso a corretora te identifica e adiciona o dinheiro na sua conta.
Comprar é a coisa mais fácil do mundo. É bem parecido com fazer compras pela internet. A similaridade é tanta que algumas corretoras fazem até a figura do carrinho de compras. Você vai adicionando os títulos que quer comprar, junto com a quantidade, e depois finaliza a compra. É muito fácil.

-Investir pelo meu banco ou por uma corretora?
Já recebi diversos emails de pessoas perguntando uma coisa ou outra de Tesouro Direto, mas sempre falando que vão investir pelo banco por causa da comodidade. Comodidade? Investir por corretora é tão fácil e não me incomoda nem um pouco. Além disso, se você olhar no ranking de corretoras, verá que a corretora de seu banco cobrará uma taxa de você. Muita corretoras independentes não cobram nada. Para que pagar por um serviço que você encontra de graça, e muitas vezes com qualidade superior? Muitas dessas corretoras trabalham com contas de diversos bancos, se forma que você não precise pagar nem o DOC para depositar.

-É preciso fazer DARF?
Não. O imposto de renda é retido na finte.

-Tesouro Direto vale a pena?
Se você gosta de renda fixa ou quer diversificar seus investimentos adicionando uma opção de renda fixa vale a pena dar uma olhada no Tesouro Direto. A rentabilidade é interessante, o trabalho que se tem para investir é muito baixo e a segurança é boa.
Vale a pena considerar o Tesouro Direto se você investe em um fundo de investimento renda fixa. Os fundos possuem uma série de custos, taxas e o famigerado come cotas. Além disso, é provável que o dinheiro que você coloca no fundo de renda fixa seja utilizado justamente para comprar títulos do governo. Se for para comprar títulos do governo, então que você compre diretamente, com menores custos. No longo prazo faz diferença, principalmente quando se leva em conta os juros compostos.
No mercado você pode encontrar até opções mais rentáveis de renda fixa, como CDB's, LCI's ou debêntures. Mas na comparação com o Tesouro Direto, é preciso levar em consideração a segurança e a possibilidade de resgate antecipado, muitas vezes inexistente em outras aplicações.

-Existe alguma estratégia que posso utilizar com os títulos?
Há investidores em ações que utilizam o TD como uma reserva de longo prazo. Quando suas ações estiverem em baixa, esta reserva seria utilizada.
Há também investidores que utilizam o TD como parte principal de seu investimento. Sua carteira seria alocada em diversos tipos de ativos diversificados.
Outra forma de utilizar o TD seria como uma espécie de aposentadoria programada. Uma pessoa poderia, por exemplo, decidir se aposentar em 2035 e comprar mensalmente títulos do TD indexados a inflação, com resgate para este ano. É uma estratégia bem simples e funcional para aqueles investidores que não tem apetite para o mercado de ações e que não querem pagar altas taxas para fundos de investimentos.

Separei um vídeo bem simples mas legal para quem está interessado no Tesouro Direto.


Espero que tenham gostado desta postagem. Se surgir alguma dúvida ou quiser discutir algum aspecto do Tesouro Direto, fique a vontade para deixar nos comentários.

37 comentários:

  1. Podia ter feito uns simulados entre poupança, cdi e os titulos... não consegui entender a rentabilidade para colocar na calculadora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo,
      A calculadora é simples. Coloque os valores nos campos e clique em Calcular. Cada campo da calculadora ainda possui um ponto de interrogação do lado. Já está muito mastigado.

      Dê uma lida:
      http://alemdapoupanca.blogspot.com.br/2012/07/voce-pergunta-o-blog-responde-3.html

      Abraços

      Excluir
    2. Oi, AdP!

      Eu fui usar o simulador do TD, mas lá eles pedem para você colocar a data da compra do título, mas fica como se nós tivéssemos comprando apenas uma vez e nunca mais, o que prejudica muito a simulação.

      Excluir
    3. O simulador é apenas para ter uma ideia da rentabilidade de um título. Para simular compras mensais, você pode pegar a rentabilidade líquida da calculadora do TD e colocar na calculadora do cidadão, do Banco Central:

      https://www3.bcb.gov.br/CALCIDADAO/publico/exibirFormAplicacaoDepositosRegulares.do?method=exibirFormAplicacaoDepositosRegulares

      Abraços

      Excluir
  2. Tem também uma outra estratégia pra usar com TD: especulação!

    É simples, se acha que a taxa de juros vai cair, se entope de títulos pré-fixados. Quando você achar que a taxa vai parar de cair, vende eles, espera a alta da SELIC e, quando achar que chegou no máximo, repete o processo.

    Vantagens: Dá pra ganhar dinheiro; se o cara errar o timing, não precisa realizar prejuízo, basta esperar o fim do contrato e pegar o dinheiro com os juros combinados; não é necessário acompanhamento constante, pois isso dá pra fazer uma vez por ano e olha lá!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apesar do TD não ter sido concebido para especulações, é possível sim. Como nossa taxa básica de juros é mudada diversas vezes, e muitas delas com o governo sinalizando antecipadamente suas intenções de alteração, é possível fazer alguns trades com o TD. Mas de uma forma bem lenta, como você mesmo falou.
      Abraços

      Excluir
    2. Acho que essa estratégia não funciona muito bem.
      Primeiro porque o mercado já precifica esses movimentos, e segundo pelo imposto de renda e taxas.

      Só da pra ganhar se a taxa subir muito, ou cair muito.

      Excluir
  3. Não esquecendo que algumas corretoras (spinelli, por exemplo) permitem deposito de recurso na conta através de boleto bancário emitido sem custo e não cobram taxa para aplicar em TD, ou seja, elimina o custo do DOC e é super prático.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou meio por fora destas possibilidades das corretoras. Não sabia desta transferência via boleto. Bem legal.
      Abraços

      Excluir
  4. Grande AdP, com a taxa de juros mais alta voltaremos a ouvir o Mauro Halfeld falar na CBN sobre TD. Creio que agora ele deve estar mais na LFT. Seus textos são muito pertinentes. Gostaria de uma opinião sua sobre um tema que é para agora! Oportunidade de momento na RV que julgo ser interessante para discutirmos. Gostaria de sua leitura no meu último post e exposição de sua posição. http://guardiaodomobral.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá AdP. Eu acho que a questão principal é deixar claro que na maioria dos casos no tesouro direto o melhor para a maioria das pessoas é segurar até o vencimento mesmo.

    Assim você garante o seu pequeno premio de renda fixa. E não fica rodando dinheiro e perdendo por aí.

    AdP você já está no meu blog row, se puder me adicione aí no blogs para economizar.

    Agradeço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. opa esqueci de deixar o link do blog

      http://manualdofrugal.blogspot.com.br/

      Excluir
    2. Está add. Espero que você mantenha o blog, e não suma depois de uns 3 meses, como muitos que aparecem de vez em quando.
      Abraços

      Excluir
    3. Se puder me adicionar tambem, agradeço!

      A muito tempo acompanho os blogs de finanças, e resolvi criar o meu tambem.
      http://viverbemeinvestir.blogspot.com.br/

      Valeu!

      Excluir
  6. Sempre acompanho o Blog do ADP (o mais sensato ), e nunca fiz um comentário, pois o que eu acho não é de interesse de ninguém... Não consigo entender 99% das pessoas que deixam posts em blogs, you tube, e redes sociais...Enfim...Mas como tudo, sempre tem a primeira vez...
    Há investidores conceituados, como Ken Fischer, que tem um ponto de vista interessante em relação a títulos públicos, do qual EM PARTE, eu compartilho.
    Ele acredita que não há nada mais arriscado do que títulos públicos. Nada em relação ao risco de calote por parte do governo.. não, não é nada disso...
    Em pessoas como a maioria daqui, que estão em busca da tão sonhada independência Financeira, deixar o dinheiro parado por 20, 30 anos em títulos de longo prazo, representa um custo de oportunidade absurdo...
    Algo parecido está ocorrendo atualmente...(era o tempo em que a taxa de juros era muito atraente)
    Vamos imaginar alguém, que há 5 meses atrás, comprou NTN B principal, com vencimento para 2035 com uma taxa de 4,15% + inflação, e o governo decide aumentar o juros para 5,54% + inflação (taxa atual), esse cara está ferrado porque esse acréscimo de um pouco mais de 1% faz com que o seu título caia imediatamente 25% a 30 %, ou seja dos 100.000 reais , vc vai ficar imediatamente com 70.000 reais, e se não houver nova redução da taxa de juros, vc realmente vai ter que segurar o título por 20 a 30 anos...
    Depois de segurar por 20 anos,aí vc pensa ótimo!! - vou receber o acordado no momento da compra... os 4,15 acima da inflação...
    Aí vc descobre que depois da inflação vc vai receber cerca do dobro do aplicado....
    Dobrar o capital depois de 20 anos de aplicação não é de deixar ninguém orgulhoso... imagine a perda, pelo custo de oportunidade...
    A retórica de que muitos economistas conceituados ficam vomitando a todos, de que o ideal é conciliar o vencimento com os seus objetivos de vida é muito bonito, mas não funciona para todo mundo...
    É ótimo para quem iria deixar esse dinheiro na poupança por exemplo, mas é péssimo para maioria dos leitores desse blog.
    Para realmente sair da maldita corrida dos ratos, vc tem que alavancar ou buscar retorno maiores que dobrar o capital após 20 anos...(por meio de ações de boas empresas, imóveis, empreendimentos etc... por isso meu conselho para todos é pense bem e ponha na ponta do lápis...
    Halfeld é um conceituado professor, e eu admiro muito ele, entretanto ele orienta a população em geral, os conselhos deles são ótimos para assalariados que vive em dívidas, ou que gastam todo o ano trocando de carro...
    Quem realmente está afim da independência financeira, tem que ter discernimento e bom senso para avaliar esse tipo de conselho..

    grande abraço ADP e continue com o seu blog, pois é um dos únicos que é realmente sério..

    Astor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bobagens óbvias, astor. Mas deve ter uma parte da carteira em renda fixa, o que também é óbvio

      Excluir
    2. Discordo da opinião. Acho que pra tudo existe o objetivo. Quando você fala em "custo de oportunidade", vc diz veladamente que existe outra oportunidade melhor, e já tasca a RV no meio... mas por ser renda variavel, como ter certeza que ela vai performar melhor que a renda fixa? Não tem como ter certeza, então não tem como afirmar com absoluta certeza que é uma "perda de oportunidade".

      Acho que o Halfeld como muitos outros que colocam a renda fixa como bom investimento, na verdade querem dizer várias coisas. Uma delas é que em renda fixa como tesouro direto, você pode comprar o papel e sentar e esperar, e não ficar ligado no mercado diariamente, semanalmente ou mensalmente, girando carteira, e nem preocupado com os balanços das empresas pra saber se elas se mantem boas ou saudáveis. Além disso muitos não querem ou não tem capacidade de investir em um negócio, e investir em TD é comodo e seguro. Pra finalizar, em vários períodos específicos de tempos, a renda fixa performa melhor que a RV; cito os ultimos 3 anos por exemplo, nesse caso a oportunidade foi melhor na renda fixa.

      Fecho meu comentário retomando minha opinião de que tudo depende do objetivo da pessoa. Se sua intenção é ir acumulando, sem stress, sem pressa, e sem desespero, e com baixo esforço, a renda fixa é uma boa oportunidade sim! Apesar de tudo que eu disse, a titulo de informação, gosto muito da renda variável, e grande parte da minha carteira está montada com ações, mas nem por isso acho a renda fixa ruim.

      Excluir
    3. Sobre o post, também há um tempo atrás já havia lido todo esse site do tesouro direto... É uma prova de que mesmo o governo pode fazer um bom trabalho em matéria de informação sobre investimentos; confiável, segura, precisa. Precisamos mais disso!

      Excluir
    4. Antes de tudo, muito obrigado pelas palavras e por compatilhar suas experiências. Adoro quando este espaço possibilita uma saudável troca de ideias.
      Vou ser direto ao ponto. Para investimento, se for para escolher entre ações e títulos, prefiro ações. Ações são pedaços de empresas, que são a essência do capitalismo. É possível investir em empresas que com o passar do tempo decuplicam seu tamanho em um prazo razoável de tempo. Com os títulos esta multiplicação seria bem lenta. Empresas são dinâmicas, em tese sempre pensando em gerar mais lucros. Títulos são apenas documentos representando uma dívida. Não sabemos o retorno que uma empresa dará, mas este retorno pode estar entre o decepcionante e o incrível. Títulos terão retornos razoáveis. Na minha opinião, quanto maior o prazo que o investidor reservou para investir, maior representatividade da carteira em ações ele deveria ter.
      Entretanto, temos que levar em consideração que muitas pessoas não tem estômago ou controle emocional para investir em ações. Muitas outras gostam de ter alguns títulos em carteira para diversificar, ou para funcionar como uma reserva para ser utilizada para comprar ações em períodos de queda do mercado. Por isso não podemos descartar esta modalidade de investimento.
      Abraços

      Excluir
    5. Parabéns ao Astor pela opinião sensata. Se os blogueiros investissem metade do tempo que usam para aprender sobre bolsa em estudar como empreender, como alavancar de maneira a controlar o risco, com certeza teriam muito mais sucesso na corrida pela IF. Dobrar o capital em 20 anos é ridículo quando é possível fazer isso em 4 ou 5 anos através de um empreendimento, mas as pessoas tem muito medo e acabam se fechando a essa oportunidade. Falam muito de bolha imobiliária, enquanto isso tem muita gente fazendo muito dinheiro com imóveis. Falam que é difícil empreender no Brasil enquanto o dono do bar da esquina tira 10 mil reais por mês.

      Excluir
    6. Parabéns ao Astor pela opinião sensata. Se os blogueiros investissem metade do tempo que usam para aprender sobre bolsa em estudar como empreender, como alavancar de maneira a controlar o risco, com certeza teriam muito mais sucesso na corrida pela IF. Dobrar o capital em 20 anos é ridículo quando é possível fazer isso em 4 ou 5 anos através de um empreendimento, mas as pessoas tem muito medo e acabam se fechando a essa oportunidade. Falam muito de bolha imobiliária, enquanto isso tem muita gente fazendo muito dinheiro com imóveis. Falam que é difícil empreender no Brasil enquanto o dono do bar da esquina tira 10 mil reais por mês.

      Excluir
  7. Eu não achei obvio não, eu não sabia disso. ficar 20 anos e dobrar o capital é coisa de trouxa. E o pior é que tem gente que a acredita no IPCA, que é o indíce mais manipulado do planeta, e sabidamente não mede a inflação real.

    ResponderExcluir
  8. Ola Doutor.. No texto eu escrevi que concordo EM PARTES com essa análise do Ken Fischer.
    Mas o fato é que dobrar capital em 20 anos, é uma meta muito conservadora para seus investimentos.

    Concordo completamente que temos que alocar uma parte em Renda fixa, mais eu quero atentar que títulos de longo prazo é uma faca de dois gumes, a pessoa tem que estar atenta para esse risco.
    Eu nunca interfiro no investimento de uma pessoa, se vc quer alocar 30 % da carteira, por exemplo, em títulos de longo prazo, e dobrar esse capital após 20 anos.... ótimo, isso é problema seu... Mas tem que estar ciente disso. (logicamente não estou me referindo a vc pessoalmente)

    Conforme o montante da sua grana cresce, vai surgindo novas oportunidades de investimento...o seu conhecimento financeiro vai aumentando, e a rentabilidade vai aumentando...se um terço do seu capital está em títulos de longo prazo, vc perde uma oportunidade de fazer um bom negócio... é por isso que existe títulos de curto prazo e outras formas de renda fixa...

    Descobri depois desses anos, que rentabilidade maior não é igual a risco maior, e que o grande segredo para seus investimentos é ter controle sobre a gestão dele.

    Quando vc compra um título de longo prazo, vc não tem controle nenhum, e como vc sabiamente disse só tem que esperar o prazo, sem preocupações...

    Eu invisto, muito antes da maioria das pessoas desse blog... e acho surpreendente como os mais jovens são muito mais evoluídos financeiramente do que a minha geração . Há muito mais interesse hoje em dia, e esse blog é prova disso. No final da década de 80 as pessoas só pensavam em gastar , porque amanha vc perderia o poder de compra.

    Comecei a investir em 86, e tenho um certo know how, mas me falta muita coisa para aprender...
    Já investi em ações, opcões, termos, indíce futuro, renda fixa (as mais variadas formas)...

    Mas o jeito que eu mais ganhei dinheiro, disparadamente, foram com os meu empreendimentos..

    Ganhei muito construindo casas e apartamentos, ganhei com leilões de imóveis e de carros, plantando eucaliptos, cultivo de ostras e até revendendo os mais diversos produtos.

    Também perdi muito quando tentei o agronegócio, em alguns imóveis que deram errado, e um negócio próprio, etc...

    Mas no geral , grande parte da minha riqueza vieram de ações como essa, desse empreendedorismo e quanto mais controle do gerenciamento eu tinha , menor foi o risco...

    Com ações propriamente dito, eu ganhei mais do que na renda fixa, porém nada muito extraordinário ( ganha muito em umas e perde muito em outras), e a renda fixa antigamente era muito bom...hoje em dia ela serve para proteger parte do meu capital contra a inflação.

    Referente a declaração do anônimo, que diz ser coisa te trouxa investir em títulos de longo prazo, eu posso afirmar que eu sou trouxa, pois eu tenho título de longo prazo...

    abraços a todos

    Astor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse ponto que vc colocou eu concordo 100%. tudo depende do objetivo da pessoa. Na verdade, trouxa eu acho aquele que esta em investimentos que nao cumprem o objetivo que tracou, ou ainda aquele que traca objetivos irreais. PS: desculpem a falta do cedilha, o IOS nao tem.

      Excluir
    2. Desculpe a intromissão, mas vale a dica... Deixe pressionada a tecla "c" que o ç aparece, bem como os acentos. Abraços.

      Excluir
  9. Hoje minha estratégia para TD é muito simples. Como meu objetivo com esta modalidade é aposentadoria eu escolhi o NTNB Principal para 2035. Fiz uma planilha de evolução de agora até esta data de forma que o capital atual feche em 2035 com 2.000.000. Em cada mês tenho então um valor de fechamento, por exemplo este mês é 31.594,36. No próximo mês realizo a apuração do valor atual dos títulos e desconto do valor que terei que fechar naquele mês. a diferença é o valor que terei que aportar naquele mês. Em outras palavras, se o preço do título caiu de um mês para o outro então meu aporte será um pouco maior, e vice-versa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bacana sua estratégia. Simples e funcional.

      Excluir
    2. Uorrem... compartilha comigo essa sua projeção! (ou faça um post a respeito).
      Curti a estratégia, muito inteligente.

      Excluir
    3. 2.000.000 em valores atuais, né?

      Excluir
    4. Posto hoje no meu blog a respeito.

      Excluir
  10. Caro Alemdapoupança, qual sua opinião sobre small caps/penny stocks?To comprado numa grande descoberta: HOOT4 Hotéis Othon pois o setor hoteleiro vai bombar no próximo ano (Copa do Mundo) e os ativos estão saindo muito barato...
    paineiras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou ser bem sincero com você.
      Minha opinião sobre HOOT4:
      http://alemdapoupanca.blogspot.com.br/2013/08/seja-um-pitecofobico-fuja-dos-micos-da.html

      Você está usando seu emocional ao "investir" em HOOT4. "To comprado numa grande descoberta". Descoberta? Literalmente o planeta todo sabe há muito tempo que acontecerá olimpíadas e copa do mundo no Brasil. Achar que foi uma grande descoberta é achar que está sendo mais esperto que o mercado, e isto costuma ser um sinal negativo. Você pode utilizar o argumento que for, mas este argumento de que "o setor hoteleiro vai bombar no próximo ano" é o que todo mundo supõe, o que não quer dizer que é verdade.

      Além disso, empresas ruins continuam ruins mesmo quando o vento está a favor:
      http://alemdapoupanca.blogspot.com.br/2013/02/empresas-boas-x-empresas-ruins.html

      Ela pode subir? Na bolsa tudo é possível, mas seu argumentos não estão com embasamento, na minha opinião. O que você disse todo mundo sabe e não é descoberta nenhuma.

      Minha opinião é de que se invista em empresas lucrativas, seja gigante ou small. Mas o dinheiro é seu e você tem o direito de investir em o que quiser. Mas como você pediu minha opinião, aí está ela.

      Abraços

      Excluir
  11. Olá Adp, certa vez vc disse que já fez operações day trade. Se obter lucro tem que recolher IR, gerar DARF no final do mês. Como vc faz para emitir o DARF, tem algum programa que faz o cálculo e a emissão automaticamente e que seja gratuito, ou vc faz tudo manualmente?
    Se puder compartilhar seu conhecimento a respeito fico grato. (fica a dica aí para um possível post).

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca fiz DayTrade, mas já paguei Darf. Tem um link na Receita que dá para emitir uma darf. Agora não tenho e não é fácil achar. Uma boa ideia para um post.
      Abraços

      Excluir
    2. ok, acho que me enganei quanto a day trade, talvez foi só trade mesmo rsrsrs, mas valeu pela dica.
      Obrigado.

      Excluir
  12. Baita post - tava querendo masi informações sobre o TD

    ResponderExcluir

Anônimos, contribuem e deixem um nome para que seja possível outras pessoas fazerem referências, estabelecendo melhor a troca de ideias. Educação é sempre bem vista.
Mensagens de trolls serão moderadas.