sábado, 21 de dezembro de 2013

Simulação de compras periódicas – ETER3

A história não pode ser esquecida, pois através dela os investidores evitam a repetição dos erros que foram cometidos e aprimoram suas estratégias através dos acertos encontrados. Nem sempre é preciso errar para aprender. Sábio é aquele que aprende com o erro dos outros.

Nesta série simulamos compras periódicas de empresas com perfis diferentes.
A primeira simulação foi da Embraer, representante nacional de produção de aeronaves, postagem que poderá ser acessada clicando AQUI. Acompanhamos a história do Zé Teimoso, que insistia em comprar ações da empresa. No final das contas, este investimento apresentou um resultado péssimo, menor do que a poupança, pelo menos no período estudado.

A segunda simulação foi da Souza Cruz, tradicional fabricante de cigarros, postagem que poderá ser acessada clicando AQUI. Vimos que Zé Abastado era mais informado que seu primo, obtendo resultados espetaculares. Poucas ações da bolsa retornaram tanto para o acionista.

A terceira simulação foi da Companhia Siderúrgica Nacional, maior indústria siderúrgica do Brasil e da América Latina, postagem que poderá ser acessada clicando AQUI. Sua performance na bolsa brasileira foi marcada por um período de glória e outro de danação. Vimos que o investidor comprou a ação a preços bem diferentes, alguns bem abaixo e outros bem acima do preço atual.

Simulamos então empresas de três tipos. Uma decepcionante, uma espetacular e outra cíclica. Com o objetivo de transformar esta série de compras periódicas em algo além do que uma simples simulação, seria interessante estudarmos o comportamento de uma empresa que obteve um padrão diferente.

A próxima ação a ser analisada possui como característica o alto retorno proveniente do pagamento de dividendos. 


Ao olharmos apenas o valor de mercado, em 2005 a empresa era avaliada por 260,6 milhões de reais. Hoje está avaliada em 780,4 milhões de reais. Isso representa uma variação de 299,4% no período ou o ganho de 1,29% ao mês. Entretanto, sabemos que o retorno que o acionista recebe não está representado apenas na variação do valor mercado da empresa. Os dividendos também devem entrar na conta. Através desta simulação de compras periódicas veremos qual seria o retorno considerando a cotação e a reaplicação dos dividendos.

Nesta simulação adotaremos as seguintes regras:
-O aporte mensal será o equivalente a R$1000,00 atuais (estamos em 2013). Então, para períodos anteriores, haverá um ajuste de acordo com a inflação. Por exemplo, o aporte mensal no ano 2005 foi de R$682,59. Esta medida de ajuste pela inflação foi realizada com o propósito de manter o mesmo poder de compra para todos os períodos.
-A simulação é iniciada em janeiro de 2005.
-O investidor aporta mensalmente, mas faz compras trimestrais. Logo, ele acumula dinheiro por três meses para depois comprar.
-O investidor falou para seu corretor sempre comprar no preço de abertura no primeiro dia de cada trimestre.
-Os dividendos e JSCP recebidos serão acumulados por três meses, de forma a coincidir com a compra trimestral.
-Os JSCP terão a sua retenção normal de 15% de imposto de renda.
-A cotação utilizada na simulação é a cotação de época, não ajustada.
-O investidor também decidiu com seu corretor para que ele compre o máximo de ações da ETER3 possível, utilizando seu dinheiro em caixa (aportes + proventos).
-O corretor disse que será cobrada uma comissão de 2% sobre o valor total de cada compra.
-Todos os dados utilizados para a simulação (dividendos, JSCP, cotação, desdobramentos) foram retirados da Bovespa.
Realizando a simulação de compra chegaremos a tabela abaixo. Ela resume o que aconteceu em cada ano. A "Cotação inicial" é a cotação de abertura do primeiro dia útil de cada ano. A "Quantidade de ações final" demonstra quantas ações o investidor teria no último dia útil de cada ano. Os "Dividendos recebidos" mostram a soma de todos os dividendos recebidos durante cada ano.



A primeira vista parece estranha a quantidade de ações no final de 2005, pois os aportes eram de cerca de 680 reais e a cotação era de cerca de 37 reais. A explicação é de que em 2005 houve um desdobramento das ações da empresa em 1:5. Na época nosso investidor tinha 110 ações e passou a ter 550 ações. E como a cotação das ações foram divididas por 5, ele conseguiu comprar no resto do ano outras 626 ações. A mesma explicação pode-se dar na grande diferença de quantidade de ações entre os anos 2006 e 2007, quando houve outro desdobramento com bonificação. Na data da bonificação com desdobramento nosso investidor tinha 2678 ações, que foram modificadas para 5623.

É interessante mostrar também que a partir de 2011 o valor dos dividendos recebidos passaram a ser maiores do que o valor aportado.

Outro ponto a destacar é que, se desconsiderarmos o reajuste dos dividendos, o pico das ações da empresa foi em 2011, quando atingiram o patamar de 11 reais. Na verdade, poderíamos considerar que as ações da empresa estão andando de lado desde meados de 2007. O ganho que o investidor obtém da empresa é proveniente dos dividendos que ela distribui. Para ficar mais perceptível a diferença do impacto dos dividendos, montei um gráfico que mostra a cotação da empresa considerando o ajuste apenas dos desdobramentos e bonificações efetuadas:



E abaixo está o gráfico de cotação da empresa reajustado pelas bonificações, desdobramentos e dividendos:


 Gráficos

Como sei que vocês adoram gráficos, separei algumas imagens que sintetizam informações interessantes de nossa simulação. As imagens abaixo mostram a evolução trimestre a trimestre, do início ao fim da simulação, de forma a dar um maior entendimento ao leitor.



Há dois saltos a serem observados: um em 2005 e outro em 2007. Estes saltos são os desdobramentos que aconteceram em seus respectivos momentos.
Podemos observar também que após os desdobramentos, a quantidade de ações cresce de forma relativamente linear, fruto da disciplina do investidor em comprar ações constantemente.



O gráfico do patrimônio costuma ser bem parecido com o gráfico da própria ação. Como a ação não possui variação tão destoantes, o patrimônio do investidor também não variou bruscamente.
Outro ponto a ser observado é que este patrimônio está encostando em 200k, mas este não é o valor atual. A última cotação do gráfico é a do início do 4T13, quando estava cotada quase em 10 reais. Hoje está em R$8,72, valor este que será considerado na nossa conclusão.



Podemos observar neste gráfico que os dividendos que a empresa distribui costumam ser bem constantes e previsíveis, ao contrário do gráfico de dividendos da CSNA3 que eram instáveis e imprevisíveis.

Conclusão
Nosso investidor terminou a simulação com 20.756 ações, cada com o preço de R$8,72 (fechamento de 20/12/2013), e com um caixa de R$4.159,33. Logo, ele tinha R$185.151,65 de patrimônio.

Em todo o período, ele aportou R$89.507,48. Fazendo uma conta rápida, ele obteve um rendimento direto de 106,85% no período sobre o que ele aportou.
No ano de 2013, ele recebeu R$14.234,70 em dividendos, equivalente a R$1.186,22 por mês. Seu aporte mensal em 2013 era de R$1.000,00.

Pela Taxa Interna de Retorno (TIR), o rendimento médio anual que nosso investidor obteve com as ações da Eternit foi de 15,20% ao ano, o que representa um rendimento médio mensal de 1,18%.

Se ele investisse apenas 1.000 reais em janeiro de 2005 e reinvestisse todos os dividendos, mesmo considerando todos os custos e imposto de renda sobre o JSC, estes 1.000 reais seriam hoje 644 ações. Contando com os dividendos em caixa, estes 1.000 reais se transformariam em R$5.751,26 em 20/12/2013, equivalendo a um rendimento de 21,05% ao ano, ou 1,6% ao mês, pela TIR.

A ação fechou a simulação com o preço de mercado de R$8,72. O preço médio de nosso investidor foi de R$7,42. Entretanto, o valor que o investidor efetivamente utilizou de dinheiro novo em suas compras foi de R$4,31 por ação.

Consideração Final
Podemos considerar que o desempenho do investidor foi satisfatório. Obter uma rentabilidade de 15,20% ao ano não é nada fácil. Claro que nosso investidor não pode ser considerado uma pessoa que atingiu a independência financeira. Ele tem um patrimônio de apenas 185k. A Eternit está com a política de distribuir R$0,20 por trimestre, ou R$0,80 por ano. Como ele tem 20756 ações, ele receberá (caso não reaplique os dividendos) por ano R$16.604,80, o equivalente a R$1.383,73 por mês. Não é um valor que garanta a independência financeira, mas também não é um valor a ser descartado. Caso ele reaplique os dividendos, supondo uma cotação de R$10,00, isso incrementaria seus dividendos do próximo ano em R$1.328,32, fora o dinheiro que ele poderia aportar por fora.

Além disso, é importante lembrar que a simulação considera apenas o período de 9 anos. Não espere atingir a independência financeira aportando R$1.000,00 ajustados durante este período. Nosso investidor ainda está na jornada rumo a este objetivo objetivo.

Não podemos esquecer também que a empresa ainda está a sombra da questão do amianto. Não sabemos o que poderá acontecer daqui a alguns anos. O amianto poderá ser proibido, o que deverá impactar consideravelmente o patrimônio do nosso investidor. Claro que o mercado já sabe disso e podemos supor que a cotação da empresa é penalizada com o desconto "amianto".

A empresa vem operando em um sistema de crescidendo, tentando aliar crescimento com dividendo. A empresa está investindo em busca da diversificação de seu portfólio ao mesmo tempo que se comprometeu a realizar o pagamento de dividendos trimestrais de R$0,20, valor este que não é baixo em relação a uma cotação no patamar de 9 reais. De qualquer forma, nosso investidor estaria mais protegido caso ele resolvesse diversificar um pouco mais seu patrimônio.

Esta postagem é um oferecimento ao colega Victor, Anônimo de 14/02/2013, Cachoeira, Zumbi e Zé das Couve:




Gostou da postagem? Deixe sua impressão. Deixe também nos comentários uma sugestão de empresa para simulação.

87 comentários:

  1. Acho que a questão principal acredito que não ser ou não all-in mas ter uma remuneração da carteira através de compra de ativos focados em dividendos.
    Se você fizer uma carteira com por exemplo, 5 ações de dividendos e mais 5 FII's o resultado será muito bom também, basta fazer a comparação.
    Uta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade. Se pegarmos algumas elétricas e alguns FII's o resultado deverá ser bom também.

      Excluir
    2. Vou dar uma sugestão às avessas...
      OGXP3 :)
      Uta!

      Excluir
    3. Estagiário, aew você desanima o pessoal...kk

      Excluir
    4. Simplesmente investidor não entra e não entraria em OGXP3.

      Excluir
  2. parabéns AdP, muito elucidativo


    Gostaria de ver um estudo da ELPL4 do pobreta

    ResponderExcluir
  3. Gostaria de ver um estudo com o BBDC4.


    Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. BBDC4 daria um trabalhinho maior para fazer por causa dos dividendos mensais, mas a sugestão está anotada também.
      Abraços

      Excluir
  4. Seu blog é o melhor, parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que nada amigo. Que bom que tenha gostado da postagem.
      Abraços

      Excluir
  5. Muito bom, AdP.

    Sobre a ETER3, eles comunicaram que o amianto sendo proibido, seu lucro irá cair 50%.

    []s!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, este foi o posicionamento da empresa caso o amianto seja proibido de forma abrupta. Mas acho que não será assim. Caso seja proibido, acredito que será de forma lenta e gradual de forma a dar um tempo para as empresas que trabalham com o amianto consigam adaptar sua produção. Acho que seria a forma mais sensata a se fazer. Há ainda a possibilidade do amianto não ser proibido, apenas inserindo um maior rigor na forma como ele é manipulado e/ou concedendo maiores benefícios ao empregados que manipulam a matéria prima. E este julgamento não deve levar em consideração apenas as questões técnicas. Há muitos interesses por trás. Na verdade são tantas possibilidades de julgamento e tantas coisas a considerar que ficar discutindo isso será como dar voltas sem sair do local, continuando perdido.

      Abraços

      Excluir
  6. Olá ADP, sem querer fazer auditoria, mas já fazendo hehehe...espero não estar falando besteira mas:

    "...ele tinha R$185.151,65 de patrimônio. Em todo o período, ele aportou R$89.507,48. Fazendo uma conta rápida, ele obteve um rendimento direto de 206,85% no período sobre o que ele aportou."

    Para calcular esse rendimento faltou tirar os 100% (R$ 89.507,48) que ele efetivamente investiu...
    Portanto na realidade ele ganhou 106,85% no período que ele aportou...
    Isso para efeito de cálculo, pois o ideal seria calcular a rentabilidade proporcional de cada aporte...

    enfim ele praticamente dobrou seu capital nesses nove anos, nada muito louvável não...

    Excelente post ADP, acho muito massa essa série....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Para calcular esse rendimento faltou tirar os 100% (R$ 89.507,48) que ele efetivamente investiu..."
      É verdade. Obrigado pela observação.

      "enfim ele praticamente dobrou seu capital nesses nove anos, nada muito louvável não..."
      Se ele tivesse investido todos os 89k5 em 2005 não seria louvável, mas como sabemos, ele investiu em partes. Começou investindo 682 reais e terminou investindo 1000 reais. Se ele tivesse investido todos os 89k5 de início hoje ele teria 519k de patrimônio, recebendo dividendos da ordem de 46k5 por ano, equivalente a 3k8 por mês.

      Abraços

      Excluir
    2. É verdade ADP...como eu tinha falado, a rentabilidade tem que ser proporcional ao tempo de cada aporte individualmente...coisa muito complexa de ficar calculando...nem vale a pena...
      Mas não tinha me atentado que seria tanto, caso fosse aplicado 89k em 2005...realmente uma boa rentabilidade, retiro o que eu disse....

      O pessoal está te pedindo que vc avalie umas 300 empresas diferentes...hehehe, a galera não sabe o trabalho que isso dá!!

      Excluir
  7. Excelente! Não teria tempo para realizar tal estudo, se possível há como realizar da Cemig ou Itausa?
    Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ok, amigo, sugestões anotadas.
      Abraços e sucesso.

      Excluir
  8. Muito, parabens pelo estudo, isso nos mostra como é importante ter disciplina e acreditar naquilo que esta fazendo, claro que com muito estudo para se embasar. Parabens pelo blog, acompanho você e admiro o seu esforço e trabalho. Abçs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, amigo. Obrigado por acompanhar o blog.
      Abraços

      Excluir
  9. Ótimo estudo ADP, parabéns!
    Faz muito tempo que vinha adiando montar posição e esperando uma decisão do STF.
    Como não da pra prever nem a data do julgamento quanto mais o veredito e suas consequências.
    Desencanei disso tudo e venho aproveitando a cotação penalizada pelo god market.
    Deixo minhas tentativas de previsão para a Mega Sena.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Outra que é muito boa de dívidendos mas tb com cotação penalizada seja pela ingerência do governo ou pela espera do julgamento sobre as correções é o BBAS3.
      O investidor de longo prazo agradece.

      Excluir
    2. "Deixo minhas tentativas de previsão para a Mega Sena."
      kkkkkkkk. Essa foi boa.

      Excluir
  10. Gostaria de ver uma simulação com a CEMIG, e parabéns pelo post....este tipo de iniciativa engrandece muito a comunidade blogueira e nos traz uma possível realidade a ser replicada, dependendo do perfil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cmig tem tanta bonificação e não recorrentes que deve ser bem complicado, mas seria bem interessante sem dúvida.

      Excluir
    2. Quanto mais bonificação e desdobramentos tiver, mais trabalho dá, kkkk. E CEMIG tem um monte delas.
      Mas a sugestão está anotada.
      Abraços

      Excluir
    3. Olá AdP, parabéns mais uma vez pelo excelente estudo. Vai mais um voto pra Cmig, essa sim eu gostaria de ver a simulação.
      Abraços, Adriano.

      Excluir
  11. Muito bom ADP. Esses estudos são importantes para termos calma em períodos turbulentos.

    ResponderExcluir
  12. Mais um belo estudo, AdP. Obrigado por compartilhá-lo conosco!

    Já que está aceitando sugestões, seria legal se fizesse um com uma das queridinhas dos analistas, a BEEF3.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  13. Muito bom Adp. Sempre trazendo informacao relevante ao mundo das Financas. Continue com seu bom trabalho.

    Abraco!

    ResponderExcluir
  14. Respostas
    1. Esta está sendo bem cotada. Mais uma anotada.
      Abraços

      Excluir
  15. AdP Parabéns !! esses estudos escancaram a importância da perseverança nos investimentos, esse resultado é incrível para um aporte "modesto" e o período estudado nem foi tão grande como nos outros exemplos, se a simulação pudesse continuar com certeza esse seria o momento em que a carteira do nosso investidor em ETER3 começaria a decolar rumo ao milhão !! Forte Abraço !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como você disse, nas empresas que tem dado retorno, quanto maior o período melhor é o resultado.
      Abraços

      Excluir
  16. ola boa noite parabens pelo estudo teria como sugerir uma carteira para 2014 de dividendos .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, não sou muito a favor deste negócio de carteira para dividendos. Você vai gastá-los com você ou vai reaplicá-los. Se for reaplicá-los, então não faz muito diferença entre você reaplicar ou a empresa reaplicar. Claro, você poderá pegar os dividendos de uma empresa e reaplicar em outra, mas de qualquer forma este dinheiro não será gasto com você. Eu acho que o investidor que está formando carteira deve ter sim algumas empresas de dividendos, mas empresas de crescimento são também importantes.
      Dividendo pode ser seu objetivo final, mas não precisa necessariamente ser o meio.

      Abraços

      Excluir
  17. Excelente post, mas dizer quebestá andandondenlado desde 2007 dá a entender que não existe rentabilidade, o que não é verdade. Dividendo conta pra rentabilidade, então a frase está incoerente. Importante dizer que o valor da cotação é o mesmo mas como desconta dos dividendos envolta a subir a rentabilidade é excelente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você só leu a frase "Na verdade, poderíamos considerar que as ações da empresa estão andando de lado desde meados de 2007."? Não leu o resto da postagem não? Na frase imediatamente após a esta está escrito: "O ganho que o investidor obtém da empresa é proveniente dos dividendos que ela distribui."

      Além disso, deixei bem claro na postagem que os dividendos devem ser contados para a rentabilidade.

      Meio do parágrafo 7:
      "Entretanto, sabemos que o retorno que o acionista recebe não está representado apenas na variação do valor mercado da empresa. Os dividendos também devem entrar na conta. Através desta simulação de compras periódicas veremos qual seria o retorno considerando a cotação e a reaplicação dos dividendos."

      Há a comparação entre um gráfico que não considera os dividendos e outro que considera os dividendos. O gráfico que considera os dividendos está ascendente, enquanto o que não considera não está.

      Não está incoerente, está bem claro.

      Excluir
    2. Não está tão claro assim. O termo andando de lado da uma conotação de sem rentabilidade. O mais adequado seria "a cotação ficou em torno de R$ x e y entre 2007 e 2013, porém há de se considerar que houve pagamentos de dividendos de R$ z por ano ou DY de n%"
      Alias deve dar um trabalhão pra fazer o estudo com a cotação da época, não seria mais fácil fazer com a cotação ajustada para dividendos?

      Excluir
    3. "a cotação ficou em torno de R$ x e y entre 2007 e 2013, porém há de se considerar que houve pagamentos de dividendos de R$ z por ano ou DY de n%"
      Caramba, acho que você não leu a postagem...

      Excluir
    4. A postagem está ótima, o problema é só esta frase "Na verdade, poderíamos considerar que as ações da empresa estão andando de lado desde meados de 2007". Pelo visto você tem dificuldade com críticas

      Excluir
    5. realmente, se tem uma coisa que NÃO aconteceu foi a empresa "andar de lado" neste período

      Excluir
    6. Não é dificuldades com críticas. Quer dizer então que se eu discordar de algo isso demonstra que tenho dificuldades com críticas? Interessante. Não sabia que sou obrigado a concordar. Tudo que você está dizendo está explicitamente escrito na postagem. É que você está falando que desconsiderei os dividendos como rentabilidade. Mas eu citei várias vezes que contam sim. Mas tudo bem, para acalmar os ânimos, vocês estão certos, ok?

      Excluir
    7. Anônimo das 15:29,
      Deixei bem explícito que estaria andando de lado se desconsiderarmos os dividendos. Os gráficos que vemos nos programas de AT são ajustados pelos dividendos, e não mostram qual foi a cotação real do período.
      Abraços

      Excluir
  18. Ótimo estudo, parabéns . Oque vc acha de fazer um estudo com mais empresas ? Por ex: fulano tem: cmig, abev, natu, ciel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito trabalhoso. E tem que adotar algum critério de quais ações seriam simuladas.

      Excluir
  19. Ou seja, misturamos crescimento com dividendos. Boas festas pra vc e sua família

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boas festas e uma ótima virada de ano para você e sua família.

      Excluir
  20. Excelente postagem, esse é um estudo trabalhoso e agradeço que tenha compartilhado. Acho que todo mundo já pensou em fazer um estudo como esse de sua empresa favorita, mas tem de ter coragem para fazê-lo. Como sugestão eu deixo BBAS3, é outra empresa que anda de lado há vários anos, mas que remunera o sócio minoritário com seus dividendos. Sugiro tb a Ambev,, ou uma outra empresa dessas ¨da moda¨que crescem muito e pagam pouco dividendo. Um estudo de longo prazo entre Ambev X Cemig ou Ambev X Eletropaulo daria um ótimo post, nesse caso vc poderia ter um resultado parcial antes da MP que derrubou as elétricas e outro considerando o momento atual.
    Abraço e um ótimo ano de 2014

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa ideia da Eletropaulo é interessante. Mas as outras sugestões também estão anotadas.
      Abraços

      Excluir
  21. Eu estava pensando em fazer um ALL in em Cemig em 2014, mas pelas simulações podemos ver que o melhor é diversificar um pouco,não temos bola de cristal, e a nossa vida não pode ser apostada ao avesso. Com estudo constância e disciplina é possível conseguir bons frutos.
    Obrigado ADP pela simulação

    Abraços
    Zé das Cove
    http://buscapelaif.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não tenho coragem para All in. Poderia até concentrar mais meus investimentos, mas sem all in.
      Abraços

      Excluir
  22. Muito legal essa série de simulações ADP, parabéns! Incentivado pelo seu blog, comecei a fazer simulações também. As primeiras foram da CCR e CEMIG. Para quem interessar, tem a planilha nos links abaixo. Informo q ainda tem alguns erros, como datas c dia 31 em meses q ñ há.. Mas no geral, dá pra ter uma idéia.

    O período das simulações foi de 2002 a 2012

    Links

    CCRO3:
    http://www.megafileupload.com/en/file/476736/simulacao-ccro3-custo-15-xlsx.html

    CMIG3:
    http://www.megafileupload.com/en/file/476742/simulacao-cmig3-custo-15-xlsx.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei, muito interessante. CCRO3 me deixou espantado! Mas cemig ainda me atrai mais,hehe

      Excluir
  23. Cara muito bom! Por isso você é um dos mitos da blogosfera...!

    Sou acionista de ETER e me dá um tesão incrível quando vou às lojas de material e vejo o desenho da coruja vermelha e pergunto aos vendedores como estão os negócios e eles dizem que tudo tem boa saída (louças e metais sanitários, telhas e caixas d'agua)...

    Obrigado mais uma vez AdP e bom natal e ano novo pra ti!

    Victor Fox

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Victor,
      É muito bom obter um feedback positivo da empresa que investe. Já passei por isso.
      Abraços

      Excluir
  24. Realmente, ótimo estudo!

    De muita valia!

    Parabéns amigo.

    Essa forma de calcular a rentabilidade de cada aporte proporcional ao tempo, como faz isso?

    Dá muito trabalho mesmo?

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dá uma olhada na postagem do Dimarcinho e veja a TIR:
      http://di-finance.blogspot.com.br/2013/01/cuidado-ao-comparar-rentabilidades.html

      Não seria a rentabilidade de cada aporte. Seria uma rentabilidade geral.

      Abraços

      Excluir
    2. Para eu poder comparar as rentabilidades eu tenho que simular os mesmos aportes como se estivesse investindo em IBOV, CDI ou IPCA (por exemplo)?

      Ou uso a valorização da cota?

      Excluir
    3. Utilizaria a valorização da cota.
      Abraços

      Excluir
  25. Parabéns e Obrigado.
    Não é por acaso que seu blog está na aba de favoritos de meu navegador.
    José Claudio.

    ResponderExcluir
  26. Olá ADP,

    Já que muita gente anda pedindo para vc analisar uma empresa, vou fazer um pedido diferente.
    Se vc puder, gostaria que vc analisasse, por exemplo se ao invés de ter investido na Eternit o investidor tivesse aplicado em PIBB ou no índice do ibovespa, quanto ele teria hoje.
    Só para avaliarmos a diferença do investimento em Eternit x investimento passivo.

    Só a título de curiosidade, já olhei que a taxa média de 2005 a 2013 foi de 5,8%.
    http://www.bmfbovespa.com.br/indices/ResumoTaxaMediaCrescimento.aspx?Indice=Ibovespa&idioma=pt-br

    Mas deixo a rentabilidade através dos aportes trimestrais pra vc descobrir!rs

    abs!

    Investidor Defensivo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa sua ideia de investimento em ETF é muito bacana. Bem cotada para ser a próxima simulação.
      Abraços

      Excluir
    2. ETF é cagada. Paga custódia e não ganha dividendos. Venda e pague 15% de IR, paga administração. Se o indice sobe, legal, da risada. Amanhã na hora que cai, é entubada... Só pra pagar custeio de custódia + corretagens + IR, você tem que ter uma valorizaçaõ de uns 30% a 40% pra compensar. To errado?

      Abraço!

      Excluir
  27. Muito, muito bom ADP!

    Eternit é uma extraordinária empresa! Tenho orgulho de te-la em meu portfólio!

    Abraços!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto muito desta empresa. Está andando de lado faz tempo mas os dividendos tem compensado.
      Abraços

      Excluir
  28. seria melhor empresas com dividendos mensais ou trimensais?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há melhor. Se houvesse todos investiriam em uma empresa e não na outra.
      Abraços

      Excluir
  29. cemig3 opina guri inteligente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Invisto na empresa e tenho gostado do resultado. Mas deverá ser minha menor exposição na carteira.
      Abraços

      Excluir
  30. ADP, como calculo meu novo preço das ações CMIG, depois da bonificação?

    Tinha 500 CMIG3 a PM de 21,52.

    Aparecem agora 153 CMIG 4. Como calculo o PM das CMIG4? E das CMIG3?

    ABraços.

    Betônio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Betônio,
      Como você receberá ações CMIG4, o PM de suas CMIG3 permanecerá inalterado, e você terá 153 CMIG4 a um PM de 5 reais.
      Abraços

      Excluir
  31. Seria interessante uma simulação com CMIG4

    ResponderExcluir
  32. Esqueci de te elogiar pelas excelentes simulações. Parabéns, tenho lido, relido epensado. Em especial, lembrei do Sr. Luís Barsi.

    ResponderExcluir
  33. Caro AP,

    Imaginava que se tivesse um milhão investido e bem diversificado ganharia em torno de 0,7% a 1% ao mês. NO entanto lendo esta reportagem diz que não é bem assim!!

    To vendo que vou ter que trabalhar a vida para juntar uns 10 milhões!!! Aí complicou!

    http://achadoseconomicos.blogosfera.uol.com.br/2013/10/24/viver-de-renda-hoje-exige-ser-tres-vezes-mais-rico-do-que-em-2003/

    Abs

    Paulo

    ResponderExcluir
  34. E que tal um do BBAS?

    Independente disso, esse estudo mostra como é possivel "viver" dos dividendos de boas empresas, sem se importar tanto com a cotação da ação.

    Show mesmo.
    No mais, um ótimo ano novo, e obrigado pelos posts desse ano!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  35. ADP,

    Fiz mais uma simulação, agora simulando o Buy & Hold com 6 empresas, aplicando diversos métodos de compra.
    Se te interessar, eu postei os resultados lá no fórum do Bastter. Inclusive lá tem link pra download das planilhas que geraram os dados.
    Segue o link: http://www.bastter.com/mercado/grupos/Forum.aspx?g=148&t=716474

    Abraços!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Belo estudo, amigo. Muito bom. Recomendo.
      Abraços

      Excluir
  36. como anonimo e mais simples de postar, por isso nao me identifiquei. abracos luiz frank.interesse em cemig, eter.

    ResponderExcluir
  37. Olá, Gostaria de fazer uma simulação de uma carteira de 2005 a 2015. Posso enviar pra você os resultados e publicar no site. Gostaria de sabe onde conseguiu o valor da ação em 2005, os desdobramentos, grupamentos, bonificações, JSCP e dividendos. Onde posso conseguir essas informações pra fazer uma simulação?

    ResponderExcluir

Anônimos, contribuem e deixem um nome para que seja possível outras pessoas fazerem referências, estabelecendo melhor a troca de ideias. Educação é sempre bem vista.
Mensagens de trolls serão moderadas.