quinta-feira, 20 de março de 2014

Concursos públicos – Dicas de estudo – Parte 2

Na postagem de Introdução desta série foi falado que eu compartilharia com vocês algumas experiências que obtive no percurso para me tornar um servidor público.
Esta postagem tem por objetivo retratar algumas dicas sobre estudo que podem ajudar na prestação de concursos públicos.

Busque todo o material
Olhe o edital e veja qual o conteúdo programático que será cobrado para seu cargo. Depois disso, busque TODO o material necessário para o estudo. Não negligencie esta dica. Concurso público é onde a Lei de Murphy funciona mais claramente. Se no seu concurso cairá “Figuras de linguagem” na disciplina de Português, mas você não achou um material para estudar este assunto, pode ter certeza que cairão umas 5 questões sobre este assunto na prova, cada uma valendo 3 pontos.

Estude todo o material
É preciso frisar aqui. Buscar o material não é o bastante. É preciso estudá-lo. Se você está com dificuldades de entender um determinado conteúdo, procure ajuda. Não se acanhe. Se você não procurar ajuda, a Lei de Murphy estará esperando por você.

Descansar na véspera da prova?
Quem nunca viu na televisão um especialista dizendo que o ideal é você relaxar um dia antes da prova do concurso, aproveitando para ir ao Shopping ou ao cinema? Duvido que você nunca leu sobre isso.
Essa decisão cabe a cada um. Particularmente estudo no dia antes da prova. Cada minuto que você estuda é proveitoso, independente se você está estudando um ano antes da prova ou um dia antes. Por que a véspera seria diferente?
Imagine que você está estudando por anos para uma prova. Seu corpo e sua mente já estão acostumados, estando no ritmo frenético há muito tempo. Que diferença faz você deixar de estudar um dia antes? Você descansará em um dia todos os meses anteriores que você estava estudando? Descansar do quê? Em minha opinião, isso é balela. Estudo sim na véspera e faço este estudo com muita alegria. O descanso surge quando você dorme a noite. Como reservar a véspera para ir ao Shopping "descasará" a mente do concurseiro? 
Uma coisa é importante: você precisa dormir bem entre a véspera e o dia da prova. E nada de bebida alcoólica ou qualquer coisa que possa trazer efeitos colaterais. Estude um dia antes sim, mas durma bem e se alimente bem no dia seguinte. Também evite acontecimentos que podem deixar sua mente frustrada. Certas pessoas, após uma pesada discussão no trânsito, por exemplo, ficam com isso na cabeça por dias. Estas frustrações devem ser evitadas na véspera pois podem diminuir sua concentração na hora da prova. Mais um motivo para ficar em casa estudando na véspera.

Estudar no dia da prova?
Da mesma forma que estudo na véspera da prova, estudo inclusive no dia da prova. Normalmente pego meus resumos e estudo desde quando eu acordo até o local da prova. Claro que estudo de uma forma relax, sem exageros. Acredito que é possível ler algo que cairá na prova. Como as redações de hoje em dia estão relacionadas com o conteúdo da prova, também é possível que eu veja algum modelo ou gráfico que está diretamente relacionado com o tema da redação. Entendo quem ache ser besteira estudar no dia da prova, mas pode acontecer na prova de cair uma questão justamente sobre uma informação que estava lendo no meu resumo meia hora atrás.

Não economize com material de estudo
Não seja pão duro em relação à compra de materiais de estudo. Se você achou um livro interessante, mas está titubeando comprá-lo porque seu custo é de 150 reais, não pense duas vezes, compre-o. Se você encontrou um livro interessante e achou uma versão ebook mais barata do livro, mas prefere estudar no livro físico, compre o livro físico. Se você achou um cursinho mas ele está com um preço salgado, dê uma organizada no orçamento e pague este cursinho. Na grande maioria das vezes, um único mês do novo salário será suficiente para pagar com folga todo o investimento feito no estudo, então não há motivos para a sovinice. Será o dinheiro mais caro que você economizará em toda a sua vida.
Claro, se você encontrou um livro interessante por 150, não deixe de procurar o mesmo livro por um preço mais em conta. Mas não deixe de comprar o material.

Esqueça literatura
Concurseiro e literatura são palavras que não podem estar na mesma frase. Quando você estiver estudando para concurso, esqueça seus livros da Aghata Christie, Tolkien ou Fernando Pessoa. Se você gosta de ler sobre investimentos, empreendedorismo, iluminismo, ocultismo, romantismo, humor ou assuntos que não caem em concursos, corte-os. Você é concurseiro e apenas material referente a concursos estarão na sua lista. Você terá muito mais dinheiro para comprar e tempo para ler depois que passar no concurso.
Se você é um apaixonado fanático pela literatura e não consegue largar estes livros por nada, faça um esforço para diminuir a leitura destes livros de forma a dedicar 10% do seu tempo à literatura e 90% do seu tempo ao concurso, no mínimo.

Esqueça Faustão e Gugu
Nem preciso me alongar muito. Corte o que atrofia sua mente. Gugu, Faustão, BBB, Casos de Família, A Fazenda e outras diversas programações deverão ser sumariamente cortadas. Se puder cortar de uma vez será melhor ainda. Mesmo assim, você ainda poderá encontrar utilidade em programas jornalísticos e na CBN, caso seu concurso caia atualidades.

Estude confortável, mas não exagere
Estar confortável na hora de estudar ajuda na absorção do conteúdo. Mas não exagere no conforto. Dificilmente você estará na melhor capacidade de entendimento se você decidir estudar deitado ou estudar com sua série preferida passando na televisão. Um conforto mínimo é desejável, mas qualquer coisa além disso é distração e perda de foco.

Diminua seu lazer, mas não o elimine
Como concurseiro, seu objetivo deverá ser a busca pelo cargo público. Por mais que eu deseje que você se torne um tarado por estudo, entendo que não há como você cortar definitivamente seu lazer. Assim como recomendar a dieta do alface é algo totalmente desestimulante e que dificilmente será levado a sério no longo prazo para as pessoas que querem emagrecer, recomendar o estudo absoluto é algo que não será produtivo no longo prazo para a maioria dos mortais (apesar de que eu conheci uma pessoa que conseguiu esta proeza).

A recomendação é de que você estude além do normal. Para estudar, você terá sim que diminuir seu tempo de lazer, mas eliminá-lo poderá ser algo desestimulante, podendo resultar em um efeito contrário no seu estudo. Afinal de contas somos mortais, meras formas de vida temporárias baseadas em carbono, e por isso temos nossos desejos. Lutar contra isso pode ser prejudicial.

14 comentários:

  1. 5h liquidas/dia, +/- 6.5h brutas, sao suficientes

    ResponderExcluir
  2. Eu consegui passar numa prova e ser chamado sem estudar nada... só não me pergunte como... rs...

    ResponderExcluir
  3. Um país onde o sonho de 95% da população é ser servidor público não pode ser um país sério. Ótimas dicas ADP.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade! O Corey foi o primeiro a abordar isso, foi tão criticado que ficou com medinho e nunca mais tocou no assunto mexer com concurseiros é criar encrenca pro resto da vida. Nada contra querer ganhar mais mas ser funcionário público é compactuar com a roubalheira do governo e seus salários inflados

      Excluir
  4. Domine dir administrativo, constitucional, tributário e portugues.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essas matérias devem ser estudadas a todo tempo, independente do concurso que pretende fazer ou mesmo se ele ainda esta muito longe.

      Vá estudando um pouquinho todo dia sempre.

      Excluir
    2. É só meus comentários que estão moderados ou de todos?

      Excluir
  5. Não se esqueça da importância da persistência.
    Só pare de estudar depois de passar.
    Estudei longos 4 anos até passar em um bom concurso.
    Agora é só alegria (no sentido da tranquilidade financeira; favor não levar para o lado pejorativo).

    ResponderExcluir
  6. "Um país onde o sonho de 95% da população é ser servidor público não pode ser um país sério"

    O que quer dizer país sério?

    Mais que 95% da população quer os maiores salários e as melhores condições de trabalho, e com alguma garantia de que não será despedido da noite para o dia.

    Por coincidência o concurso publico oferece isso, poderia ser qualquer Vale ou Petro, Google ou Apple, no Brasil só coincidiu de ser o governo, pois ele não visa lucros e nem mede custos, ao contrario de qualquer empresa no mundo.

    ResponderExcluir
  7. Off-Topic

    Como faço para declarar o saldo em opções de compra de Ações? É igual à declaração de ações?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dê uma olhada no item 9 desta postagem:
      http://alemdapoupanca.blogspot.com.br/2014/03/guia-de-declaracao-de-imposto-de-renda.html
      Abraços

      Excluir
  8. Como eu disse na postagem de introdução desta série, eu recomendei que as pessoas que não concordam com o serviço público nem tivessem o trabalho de ler a série. Eu gosto de boas discussões, mas discussões relacionadas a serventia ou não do serviço público normalmente não levam a nada, são guiadas mais pela emoção do que pela razão e geram mais discórdia e rancor do que algo construtivo.
    Não quero muito menos alguém exaltando o serviço público. O objetivo é discutir metodologias de estudo.
    Abraços

    ResponderExcluir
  9. Olá AP, legal essa série, estou colecionando e vou mandar pra amigos. Quando voce continua ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pretendo postar uma por mês até acabar.
      Abraços

      Excluir

Anônimos, contribuem e deixem um nome para que seja possível outras pessoas fazerem referências, estabelecendo melhor a troca de ideias. Educação é sempre bem vista.
Mensagens de trolls serão moderadas.