quarta-feira, 23 de julho de 2014

Concursos públicos – O Pulo do gato



Na postagem de Introdução desta série foi falado que eu compartilharia com vocês algumas experiências que obtive no percurso para me tornar um servidor público.
Esta postagem tem por objetivo retratar o que eu chamo de O Pulo do Gato, agrupando uma pequena quantidade de dicas valiosas coletadas através da observação de aspectos em comum entre pessoas que passaram em concursos. Acredito que se você também der maior atenção a estes aspectos, suas chances de sucesso aumentarão consideravelmente.

Banca
A banca é a instituição organizadora do concurso público. Para elaborar e divulgar um concurso, um órgão público realiza a contratação de uma entre as diversas bancas existentes. Algumas delas são a Cespe, Esaf, Cesgranrio, FGV, Iades e a FCC.
Tão importante quanto estudar para o concurso público é analisar a banca organizadora, pois cada uma possui um estilo próprio na elaboração de suas provas. Entender este estilo é de suma importância para ficar classificado em um concurso público.
Por exemplo, ao estudar uma determinada banca, um candidato pode constatar que na disciplina Português sempre cai uma questão de figuras de linguagem ou questões que frequentemente utilizam as palavras "conquanto" e "porquanto". Em direito, uma banca pode ter o costume de utilizar o texto exato da lei em suas questões, enquanto outra pode utilizar situações hipotéticas para perguntar ao candidato se a atuação de um dos atores desta situação estava correta. É possível, por exemplo, ver que algumas questões são bem similares entre as provas da banca, mudando uma coisa ou outra. É a procura de padrões que um candidato deve se preocupar, de forma a saber mais ou menos o que ele pode esperar em sua prova.
Ao escolher um determinado concurso público, verifique se normalmente seus concursos são realizados por uma banca específica. Os concursos da Receita Federal normalmente são realizados pela ESAF, permitindo que o candidato tenha maior previsibilidade no estudo do estilo da banca. Já concursos como os do Banco Central não possuem uma banca recorrente. Nestes casos, recomendo que o candidato se atenha ao material de estudo e que fique atento sobre qual banca que será contratada. Quando o candidato possuir a certeza da banca, ele deve visitar seu sítio eletrônico e baixar todas as provas disponíveis, a fim de analisá-las, permitindo que o candidato se adapte ao seu estilo. Acredite, esta observação fará uma diferença surpreendente em seu desempenho.

Tempo
Já bati nesta tecla nas postagens passadas, mas nunca é demais repetir. Um candidato deve preparar-se para um concurso com um período razoável de antecedência. Um período razoável não é três meses, tempo comum entre a divulgação do edital e a prova. O período deve ser de pelo menos uns dois anos. Esta é uma característica bastante comum entre os candidatos que conseguiram passar em um concurso.

Bunda na cadeira
Como não poderia deixar de mencionar, estudar é uma atividade totalmente necessária. Não existe fórmula mágica nem aquele papo de que pode tentar passar na sorte.
Quando digo “bunda na cadeira”, não faço referência a cursinhos. Como disse em postagens anteriores, eles são importantes, mas o estudo individual é estritamente necessário. O concurseiro precisa ter o costume de ler seu material repetidamente de forma a esgotar todos os assuntos previstos no conteúdo programático do edital.

Se você unir os três itens citados nesta postagem, ou seja, se você se preparar com um bom período de antecedência, estudar repetidamente e analisar meticulosamente a banca que está preparando seu concurso, suas chances de passar serão altas. Para algumas pessoas pode parecer que estudo + tempo + preparo é uma dica óbvia, mas normalmente o que derruba as pessoas nos concursos é justamente a não atenção a pelo menos um destes itens. Esta tríplice justifica o motivo de muitos concursados afirmarem que não precisa ser um gênio superdotado para passar em concursos. Um bom planejamento prévio e muita dedicação valem muito mais do que o Quociente de Inteligência.

31 comentários:

  1. Da-lhe falta de criatividade...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas para passar em concurso é isso mesmo. Se você achava que tinha uma fórmula mágica está enganado.
      Abraços

      Excluir
    2. Boa. Para passar tem quer ralar no estudo. Incrível que quando você passa em um, em seguida você passa na maioria que você se inscreve.
      Eu, por exemplo, levei ferro em uns 10 concursos, mas depois que passei no meu primeiro (escrivão da PF), passei em mais 3 (CGU, TCE-SP e Auditor de SC) em seguida. Optei pela CGU, onde pretendo aposentar.
      A história dos meus colegas que entraram comigo na CGU é muito parecida.
      Em concurso público não existe "almoço grátis", ou você estuda, ou você não passa.
      Valeu!

      Excluir
    3. Parabéns AdP. Não existe mágica. É esforço, método e disciplina.

      Só quem chegou sabe como é. Aos demais, resta a inveja.

      Excluir
    4. Anônimo das 18:28,

      Parabéns pela trajetória! Abrir mão do Auditor de SC não é para qualquer um, praticamente um dos Top 5 entre os fiscos brasileiros.

      Excluir
  2. Disciplina, dedicação e estratégia são fundamentais para uma aprovação.

    Ótimo post.

    ResponderExcluir
  3. Já passei em alguns concursos e posso dizer que o segredo é: estudar, estudar e estudar

    Se puder estudar 16 horas por dia então estude as 16 horas, não caiam nessa falácia que muitas horas de estudo são improdutivas, as únicas horas improdutivas são as que você não está estudando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Depois que entra neste ritmo de estudo dá até um sentimento de culpa nos momentos em que não se estuda.
      Abraços

      Excluir
  4. Obrigado pelas dicas ADP! Mudando de assunto, você sabe me dizer se sua planilha de rentabilidade está com algum problema? Ao calcular a rentabilidade manualmente eu chego num valor. A aba anual e a aba histórico, contudo, mostram outro, menor do que eu havia chegado.

    É normal? Eu estou simplesmente somando as rentabilidades de cada mês positivo e diminuindo dos meses em que ela foi negativa. Veja também que no ranking do Victor Sierra as rentabilidades não batem com a da sua planilha.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Eu estou simplesmente somando as rentabilidades de cada mês positivo e diminuindo dos meses em que ela foi negativa."

      Não é assim que funciona.

      Veja um exemplo bem idiota:

      Janeiro 100,00
      Fevereiro 105,00 (+ 5%)
      Março: 99,75 (- 5%)

      Pela sua metodologia, a rentabilidade do período é 0%, mas o correto é perda de 0,25%

      Excluir
    2. Esse investidor livre não sabe o básico e fica discutindo com o dimarcinho sobre método. Complicado isso

      Excluir
    3. Olá IL. Não se pode somar as rentabilidades.
      É aquela velha questão de que um investimento que cai 50% precisa subir 100% para empatar, ou seja, ficar no zero.
      Abraços

      Excluir
    4. Anônimo,

      Valeu pela explicação!

      ADP,

      Aonde posso ler mais sobre isso? Você já produziu algum artigo sobre o tema?

      Abraços.

      Excluir
    5. Estas postagem que envolvem cálculos costumam ser muito chatas e eu já reparei que a maioria não gosta. E o assunto "Cálculo de rentabilidade" além de entediante é um dos que menos contribuem para o investidor. Tem assunto muito mais bacana, interessante e agregador para abordarmos.
      Abraços

      Excluir
    6. Apenas para encerrar, devemos então ignorar cálculos externos e considerar apenas o que a planilha mostra pois ela está 100% correta?

      Abraços.

      Excluir
    7. Não se ignora nada, pois existem várias formas de calcular a rentabilidade.
      Abraços

      Excluir
    8. cê bem q podia fazer um post explicando aquelas colunas ocultas do preço médio que cê usa para calcular a anual e a histórica

      não era pra bater com a variação do preço das cotas no mesmo período?

      Excluir
    9. ADP,

      O que eu quero saber é se a planilha desenvolvida por você é, no momento, a forma mais correta de calcular nossa rentabilidade.

      Abraços.

      Excluir
  5. Respostas
    1. Não mais, pelo menos por enquanto, rs.
      Abraços

      Excluir
  6. Uma lástima que o sonho de mais da metado dos brasileiros seja ser Funcionario Publico...

    ``estabilidade - segurança```nada mal..

    Sou contra essa idéia porém respeito todos funcionarios publicos até pq toda minha família é!!!

    E cada segue seu rumo, seu post é lógico e claro, a pessoas porém que tem de se ``descobrir`` saber como estudar, sua maneira de concentração. Mais vale uma hora bem estudada do que tres horas ``viajadas`` na cadeira...

    abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Giga, sou servidor público após empreender por 10 anos. Aqui no Brasil, ou você sonega ou prospera, infelizmente. O serviço público hoje recebe a maior parte da mão-de-obra mais qualificada, mesmo que seja subutilizada, infelizmente. Nada-se conforme a maré.

      Excluir
  7. Vou postar aqui pois é o artigo mais recente.. Como sabem o Site INI foi encerrado.. será que alguém teria um backup dos seus artigos mais relevantes?? Obrigado!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já entrei em contato com o Portinho sobre isso, particularmente sobre o método INI. Ele respondeu que estava escrevendo um livro sobre o assunto e que não ia demorar muito para lançar. Só que faz tempo que fiz esta pergunta ele. Também não tenho backup dos artigos, que eram bem legais.
      Abraços

      Excluir
  8. O que significa o símbolo do blog?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma tentativa de fazer um A com um P no meio. Acabou virando o símbolo, rs.
      Abraços

      Excluir
  9. Qual concurso vai tentar ? tenho que voltar a estudar, passar em algo melhor.....

    ResponderExcluir
  10. Existe um site chamado "archive.org" que grava capturas de tela de sites periodicamente, para fins de consulta posterior.

    Vejam a captura de tela do site "archive.org", referente ao blog do Zé Mobral:

    https://web.archive.org/web/20140517025936/http://zemobral.blogspot.com.br/

    O Guardião do Zé Mobral roubou o endereço do blog!!! Vejam lá!!!

    ResponderExcluir
  11. AdP, adicionei seu blog a minha lista, aguardo sua visita. Suas dicas serão muito bem vindas!!!

    ResponderExcluir

Anônimos, contribuem e deixem um nome para que seja possível outras pessoas fazerem referências, estabelecendo melhor a troca de ideias. Educação é sempre bem vista.
Mensagens de trolls serão moderadas.