sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Fechamento - Agosto de 2014

Com toda certeza, este mês foi, até agora, o mais impactante desde que comecei com a estratégia de investimento em ações no longo prazo. Tudo estava dentro da "normalidade", até que aconteceu um terrível acidente envolvendo Eduardo Campos, um dos candidatos à Presidência. Foi um fato totalmente inesperado que chocou todos os brasileiros. Todas as pesquisas sobre as candidaturas que tinham sido feitas até aquele momento não serviriam para mais nada. O jogo havia mudado completamente.
No dia do acidente o mercado de ações ficou desanimado. Em um primeiro momento caiu. Mas no restante do mês disparou com vigor. Ironicamente,  a bolsa disparou justamente no momento em que alguns blogueiros questionavam o investimento em ações. Se esta subida é sustentável, só o tempo irá dizer.

Há três meses atrás eu disse que iria parar de divulgar os valores monetários de meu patrimônio. Este é o mês em que colocarei o que foi falado em prática. 
As tabelas possuem uma novidade. Antes o cálculo de valorização era baseado apenas no preço médio e preço atual. Mas este cálculo era injusto para as empresas que pagam maiores dividendos e para os FIIs. Agora foi inserida uma coluna mostrando a quantidade relativa de dividendos/aluguéis recebidos.
Sobre o índice Ibovespa, o destaque positivo do mês foram HGTX3, ELET3 e BBAS3, com subidas respectivas de 32,53%, 30,40% e 26,55%. No campo negativo estão MMXM3 (de novo, pela terceira vez seguida), CSNA3 e BRAP4, com -43,45%, -14,24% e -11,09%.

Vamos aos números:
Seção Fundos Imobiliários - FII
Esta seção mostra detalhes dos FII que compõem a carteira.
A tabela abaixo contém uma visão geral dos FII, mostrando o seu código, o preço médio de aquisição, o preço de fechamento do mês atual, os aluguéis históricos por cota e a valorização atual, que é o cálculo levando em consideração o preço médio, preço de fechamento e aluguéis.

Aluguéis recebidos:

Conclusão da seção Fundos Imobiliários
Neste mês, a carteira de FII obteve uma rentabilidade de -1,20%, acumulando 2,18% no ano.

Seção de ações
Esta seção mostra detalhes das ações que compõem a carteira.
A tabela abaixo contém uma visão geral das ações, mostrando o seu código, o preço médio de aquisição, o preço de fechamento do mês atual, os dividendos históricos por ação e a valorização atual, que é o cálculo levando em consideração o preço médio, preço de fechamento e dividendos.

Neste mês foram divulgados os resultados das empresas restantes.
ALUP11 obteve um resultado razoável, com manutenção dos lucros e da dívida. Um resultado nota 5.
BBAS3 com um resultado não recorrente razoavelmente bom. Nota 6.
CCRO3 com um bom aumento de receita, mas uma leve queda nos lucros. Dívida com aumento de meio bilhão. Nota 5.
CMIG3 com um belo aumento de receita e de lucro. Empréstimos com aumento de cerca de 2 bilhões. Um resultado interessante para uma elétrica, com nota 9.
CGRA4 surpreendeu positivamente com um belo aumento dos lucros. Atenção com a relevante diminuição de caixa. Nota 9.
ETER3 com resultado fraco, com queda de receita e de lucros e subida da dívida. Resultado nota 3.
EZTC3 apresentou um bom resultado diante do contexto o setor. Queda dos lucros compreensível diante da base de comparação. Margens fantásticas. Resultado nota 8.
PRBC4 surpreendeu positivamente com relevante aumento dos lucros. Nota 8.
Levando em consideração estas notas, minhas empresas tiveram um desempenho operacional de 6,7.

Dividendos recebidos:

Abaixo a valorização de cada ação no mês.

Destaque surpreendentemente positivo para BBAS3. Nem o mais otimista grafista ou fundamentalista poderia ter previsto uma oscilação tão forte em um mês, o que faz muitos duvidarem que este patamar seja mantido. Entretanto, se a cotação está em 35 reais, é porque, além de venda, há também gente comprando.
Esta subida das ações, na minha opinião, não é interessante. Quanto maior cotação, menos compramos, e, por conseguinte, menos acumulamos.
A Eternit anunciou no mês uma proposta de desdobramento de suas ações de 1:2, alegando provimento de liquidez, proposta meio banal, na minha opinião. A cotação já está na casa dos 8 reais, baixa o suficiente para prover liquidez para qualquer acionista.


Abaixo está a tabela de remanejamento de ações, contendo a porcentagem atual e a porcentagem pretendida.

Conclusão da seção de ações
Neste mês, a carteira de ações obteve uma rentabilidade de 5,01%, acumulando 9,21% no ano. 
Após observações do colega Investidor Livre, percebi que os valores atuais das ações estavam errados e que não estava sendo considerado o valor em caixa.
Retificando: Neste mês, a carteira de ações obteve uma rentabilidade de 8,67%, acumulando 13,01% no ano.
Enquanto isso o Ibovespa obteve rentabilidade de 9,78% no mês, acumulando 18,99% no ano.

Abaixo um gráfico comparando o desempenho da carteira de ações com o Ibovespa, o CDI e o ISE desde seu ponto inicial no final de dezembro de 2010.

Resultado Consolidado
Esta seção reúne o FII e as ações, fazendo uma consolidação dos resultados.

Carteira de investimentos com valorização de 3,93% no mês e 8,24% no ano.
Carteira de investimentos com valorização de 6,95% no mês e 11,38% no ano.

Frase para reflexão:
"O melhor programa econômico de governo é não atrapalhar aqueles que produzem, investem, poupam, empregam, trabalham e consomem" - Barão de Mauá

Seguindo com disciplina e determinação!

Continuando com a tradição dos colegas que curtem uma música:
 

Veja também

De nenhuma forma esta postagem destina-se a explanar recomendações ou dicas de compra, venda ou manutenção de qualquer um dos ativos listados. Lembre-se que esta postagem foi feita por uma pessoa comum, assim como você. A responsabilidade pelo resultado de seus investimentos é exclusivamente sua. Então estude, dedique-se e tire suas próprias conclusões. Com certeza você tem capacidade para isso.

80 comentários:

  1. Nossa, se não estivesse no Buy E hold, talvez venderia BBAS, para embolsar os lucros hehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito gente fez isso, inclusive eu que vendi um lotinho nos 30,12. Vou alocar este dinheiro na CGRA4. BBAS3 subiu demais e está acima de seu patamar superior de P/L recorrente dos últimos 5 anos. Acho improvável que ela tenha atingido um novo patamar da mesma forma que aconteceu com a Cielo, quando seu P/L era comumente negociado na casa dos 8 em 2011 e agora é negociado na casa dos 20.
      De qualquer forma, vou manter minhas ações e se cair não vou me lamentar.
      Abraços

      Excluir
  2. Daqui a pouco aparece um maluco dizendo que enxergou a recente arrancada da Bolsa nos gráficos! rs... Parabéns pelo mês!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem maluco para tudo neste mundo. São os futurologistas da bolsa, rs.
      Abraços

      Excluir
    2. Sei que o Doutor não está fazendo nenhuma generalização, mas convém informar que é claro que há os picaretas sensacionalistas que operam o lado esquerdo do gráfico, mas também há os verdadeiros traders, os quais não fazem nenhuma previsão. Olha um exemplo rudimentar de operação em BBAS3, com data do dia 10/07, logo no início da arrancada:

      http://guardiaodomobral.blogspot.com/2014/07/movimentacao-na-carteira-tempo-real.html?showComment=1405021715913#c3477086163110732884

      Com esse setup rudimentar, a BBAS3 teria sido comprada em 25,63 e vendida em 29,04 (lucro de 13,30%). Após, teria sido comprada em 28,49 permanecendo a operação aberta até hoje.

      Excluir
    3. Você foi muito feliz nas suas considerações, principalmente no parágrafo abaixo:
      "No lugar de liquidar toda a posição, eu deixaria um stop gain na região do gap. Caso BBAS devolva a alta, você ainda assim realiza um bom lucro. Caso dê continuidade ao movimento de alta, inclusive podendo formar pivot de alta se superar os 26,79, você pode continua posicionado e pode ir subindo o gain."
      Não estou olhando o gráfico, mas de cabeça acredito que, caso ele tivesse feito isso, ele estaria com as ações até hoje, com o stop devidamente ajustado, rs. Aí sim, seria um belo "trade de valor".
      Abraços

      Excluir
  3. ADP,

    Parabéns pelos resultados e bem-vindo ao time dos que não divulgam valores, rs. Você poderia explicar-nos melhor a necessidade dessa nova coluna de proventos na tabela das ações?

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ADP,

      Outra coisa, acredito que alguns preços de fechamento da sua tabela de ações estejam errados. Eu tenho MDIA3 e ela fechou em R$ 101,00. BBAS3 está quase em R$35,00! Acho melhor você conferir isso e refazer os cálculos.

      Abraços.

      Excluir
    2. "Você poderia explicar-nos melhor a necessidade dessa nova coluna de proventos na tabela das ações?"
      O rendimento das empresas é proveniente de sua valorização no mercado e dos proventos por ela pagos. Logo, se uma empresa valia 10 Bi, após isso pagou 2 Bi de dividendos e está valendo agora 12 Bi, o seu rendimento é referente a 4 Bi, e não apenas a 2 Bi.
      A planilha de antes considerava apenas o valor atual das ações (valor de mercado), desconsiderando os proventos. Por isso, empresas voltadas para o crescimento apresentavam % positivas e empresas voltadas para dividendos tinham maiores chances de apresentar % negativa ou % muito baixa. Considerar apenas o valor de mercado seria injusto com as empresas dividendeiras, da mesma forma que caso eu considerasse apenas os dividendos seria injusto com empresas de crescimento.
      Como tenho todo o histórico registrado, dediquei um tempo para calcular o dividendo relativo a cada ação. Neste cálculo não podemos apenas somar os dividendos e dividir pela quantidade de ações, a não ser que o investidor nunca tenha vendido nenhuma ação daquela empresa.
      Sobre a necessidade, é mais para eu ter uma visão do efeito real sobre dividendos e crescimento. Entretanto, esta nova coluna em nada vai interferir no meu modo de investir, nem servirá para subsidiar tomada de decisões. É mais por questões de organização. Com a adição desta nova coluna, a porcentagem mostra efetivamente se estou com lucro ou prejuízo na ação.

      "Outra coisa, acredito que alguns preços de fechamento da sua tabela de ações estejam errados."
      Sim, estavam errados. Este é o problema de fazer duas coisas ao mesmo tempo.
      O preço de várias ações estavam errados e pior, não estava considerando meu caixa no cálculo (e meu caixa hoje está considerável). Obrigado pelo aviso.
      Abraços

      Excluir
    3. Adp,

      Eu tinha feito algumas alterações na sua planilha para obter a rentabilidade real das ações, porém usando a métrica do preço médio dividendos. Basicamente eu calculo o quanto eu gastei com as ações subtraio dos dividendos e divido pelo número de ações.

      Será que está correta está forma?

      Excluir
    4. Não precisa subtrair nada. Some os dividendos com o valor de mercado atual e calcule sobre o seu preço médio. Tem que fazer uma média dos dividendos, pois ações mais antigas pagaram mais dividendos do que as mais recentes. Além disso, se você vender ações no meio do caminho, terá que subtrair seus dividendos correspondentes.
      Abraços

      Excluir
    5. ADP,

      Entendi. Mas para nós, que usamos suas planilhas, quais modificações devem ser feitas para o cálculo ficar correto a partir de agora?

      Abraços.

      Excluir
    6. Acho melhor vocês não esquentarem muito a cabeça com isso, não. Foi apenas uma mudança que fiz para ver os dividendos de cada ação.
      Pretendo fazer uma postagem sobre isso para esclarecer a mudança.
      As mudanças na planilha não são simples. Tem que fazer uma breve análise para apurar estes dividendos, além de manipulação de colunas e fórmulas.
      Abraços

      Excluir
    7. ADP,

      Entendi! Vamos ficar no aguardo da sua postagem então.

      Abraços!

      Excluir
    8. Fala AdP,

      Primeiro, parabéns pelo resultado e pelo blog!

      Continuamos no aguardo da sua postagem que vai esclarecer a mudança! =)

      E, se possível, vc pode disponibilizar o novo modelo da planilha?

      Um abraço!

      Excluir
  4. Olá.
    Eu também percebi que deveria incluir os dividendos no meu comparativo de rentabilidade. A forma que eu encontrei de fazer isto é diminuir o valor recebido em dividendos do preço médio da ação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alan,
      O correto é criar uma coluna somando os dividendos recebidos. Vou te dar um exemplo simples do motivo:
      Imagine que você comprou há algum tempo ações por 20 reais. Suponha que durante um tempo você tenha recebido 19 reais de dividendos e hoje, a ação valha 30 reais.
      O seu ganho real na operação é os 19 reais de dividendos e os 10 reais de valor de mercado (30 - 20), ou seja, 29 reais. Como você comprou por 20, o seu ganho é de 145%.
      Se você descontar os dividendos do preço médio, seu "preço médio ajustado" será de apenas 1 real. E como você está calculando sobre os 30 reais (valor de mercado), você achará um ganho de 2900%, o que está completamente fora da realidade.
      Além disso, se você continuar descontando os dividendos do preço médio, uma hora ele ficará negativo, o que matematicamente dará uma rentabilidade negativa.
      Abraços

      Excluir
    2. Amigos, o certo mesmo seria usar a metodologia que a Bovespa usa para ajustar os dividendos pagos dos valores antigos. Isso não é feito subtraindo o valor nominal do dividendo, mas subtraindo o valor proporcional (percentual) do valor de compra.
      Ex.: Você pagou há 1 ano 10,00, ontem ela estava 20,00, pagou 1,00 de dividendos hoje, isso representa 5%, então o valor de compra do ano passado para a ser 9,50 (desconta 5%).

      Isso só vale para efeito de cálculo real de rentabilidade, mas para efeito de Imposto de renda o valor de compra permanece 10,00.

      Abraços

      Excluir
    3. Amigos,
      Concordo com "Economicamente Incorreto". Acredito que a forma com menos rolo de avaliar o rendimento de uma ação, seja descontar do preço médio o percentual relativo do dividendo recebido, ajustando assim o preço médio para valor de hoje da ação.
      Abs.

      Excluir
    4. Para uma única compra funciona, sim. Mas ficaria inviável para compras contantes, onde o investidor recebeu mais dividendos das ações mais antigas do que das novas.
      Abraços

      Excluir
    5. AdP, não é inviável não para compras constantes.
      Veja, se você comprou, comprou, comprou, recebeu proventos, comprou, recebeu proventos e nunca calculou, pode dar um pouco de trabalho mas não é impossível.
      Agora, para proventos que você recebe hoje, tem que descontar o percentual daqui pra trás e a melhor forma é descontar do preço médio de compra.
      Não vejo razões para não funcionar.
      Abraços

      Excluir
    6. Utilizei a palavra "inviável" erradamente. A palavra adequada seria "incorreto".

      "Agora, para proventos que você recebe hoje, tem que descontar o percentual daqui pra trás e a melhor forma é descontar do preço médio de compra."
      Pelo meu entendimento, isso só funciona para uma única compra e para reinvestimento na própria ação a custo zero, e na data ex (desconto máximo). É assim que funciona os ajustes históricos no gráfico. Com compras constantes não é assim.
      Mas se você não vê razões para não funcionar, acredito que a solução é muito simples, pois pode-se provar matematicamente. Faça uma simulação de compras de ações e recebimento de dividendos em datas diferentes, com compras de ações intercaladas entre os recebimentos de dividendos, fazendo o devido ajuste no preço médio. Se no final o valor percentual for igual ao ganho ou perda do investidor, o cálculo estará correto.
      Abraços

      Excluir
    7. AdP, fiz as simulações e é possível descontar o percentual do preço médio de compra, independentemente do número de aportes, sejam constantes ou não, e intercalando com proventos recebidos. Porém isso só funciona se houver o reinvestimento dos dividendos na data "ex" ao custo de abertura.

      Desta forma eu diria que não é "incorreto", mas realmente pode ser considerado "inviável" pois na prática ninguém vai ter condições de reinvestir os dividendos nestas condições.

      De qualquer maneira não deixa de ser uma forma de calcular a rentabilidade por aproximação, uma vez que o cálculo da rentabilidade por papel sem o reinvestimento de dividendos sempre será impreciso.

      No meu dia-a-dia eu faço de uma maneira diferente, eu acumulo o dinheiro dos proventos no saldo de cada ação e no momento de uma nova compra eu desconto este valor do aporte.

      Ex.:
      Compra 1000
      Compra 1000
      Compra 2000
      Saldo 4000
      Dividendos 200 (Saldo 3800 + 200)
      compra 1000 (aporte real 800)
      saldo 5000 (total de aportes 4800)

      Abraços

      Excluir
    8. Olá Ei,
      Agora me lembrei porque utilizei a palavra "Inviável", kkkkkkk.
      Exato. O que você falou é exatamente o que ocorre com os gráficos. Eles ajustam percentualmente os dividendos e dão a rentabilidade da ação (valorização + dividendos), desde que os dividendos sejam reinvestidos. O problema é que o gráfico reinveste na data ex, considerando o desconto máximo do dividendo. Improvável que um investidor consiga comprar sempre nestas condições, mesmo assim a rentabilidade fica bem aproximada.
      Para ser sincero, eu fiz esta mudança na planilha baseado numa curta simulação. Terei que fazer simulações mais pesadas para comprovar se realmente o valor indicado está correto. Se der certinho, pode ter certeza que farei a postagem. Se der errado, pode ter certeza que contarei para vocês.
      Abraços

      Excluir
  5. Bela rentabilidade, AdP!

    Gostei da sua forma de calcular a rentabilidade composta dos ativos. Estive tentando criar algo parecido, mas encontrei muita dificuldade para distinguir, no meu patrimônio atual, o que é aporte do que é fruto de provento - o que acabaria gerando duplicidade no resultado.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem que ter tudo registrado para fazer o cálculo com confiabilidade. Se você tiver os valores recebidos como dividendos, suas datas de recebimento de dividendos e a data de compra das ações dá para calcular.
      Abraços

      Excluir
  6. Ola ADP,
    Estava olhando aqui sua tabela de FIIs e fiquei com uma duvida. Esta correto o valor dos alugueis recebidos por BRCR11? Pergunto isso pois tambem possuo esse ativo em minha carteira e os valores dos proventos nesses ultimos meses foram R$1,01.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, está correto, pois estes são os dividendos relativos ao total.
      As cotas mais antigas contribuíram com mais proventos, e as cotas mais recentes contribuíram com menos. Fazendo o cálculo é como se tivesse recebido 2,87 de cada uma.
      Abraços

      Excluir
    2. Entendi, nao tinha pensado dessa forma antes.

      Excluir
  7. Parabéns pela carteira ADP! Muito interessante a forma que você está utilizando para calcular a valorização das açoes.
    Vou dar uma analisada com mais calma pra entender depois.
    Impressão minha ou você não comprou nada este mês?
    Isso se deve ao fato dessa subida muito forte? Tudo ficou meio "caro"?
    Dei uma segurada esse mês devido a essa subida... tenho dificuldade de estabelecer um dia do mês e comprar algo naquela data exata... vou muito pelo valor das açoes. Quero sempre tentar pegar o que está mais "barato". Não sei se é a melhor estratégia, mas espero que dê resultados no longo prazo.
    Abraços.
    Gallo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comprei ações da CGRA3 e vendi um pouquinho de BBAS3. Desculpe não ter mencionado isso na postagem. Só não falo o valor de compra da Grazziotin porque, com um pouco de disposição, daria para saber quantas comprei através do meu antigo preço médio e da minha quantidade de ações antiga.
      Não levo tão a risca deixar de comprar ações que "subiram muito". Depende muito do meu feeling. MDIA3 subui bastante desde que comprei e continuei comprando, mas BBAS3 vou deixar de molho. Não por causa da subida, pois hoje faz exatamente um ano que não compro BBAS3. Mas sim porque quero comprar mais ações de outras empresas.
      Vou acabar fazendo uma postagem sobre esta minha mudança. Sei que o pessoal não curte muito postagens com cálculos matemáticos, mas preciso esclarecer isso para o pessoal que acompanha o blog.
      Abraços

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. ADP,

      Pode ter certeza que tem uma parcela do seu público que adora ver essa matemática financeira bem explicada e mastigada. Da para aprender bastante...
      Abraços e parabéns!

      Excluir
  8. ADP, se eu considerar provento recebido como um aporte negativo na respectiva ação naquele mês está correto o raciocínio?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que está errado, pois o provento recebido já estará sendo considerado no valor da carteira (seja como dinheiro parado na corretora ou sendo reinvestido em uma ação, ele estará na carteira). Dividendo como aporte negativo estaria corretora caso você sacasse esses dividendos para compras pessoais.
      Abraços

      Excluir
    2. ADP, o provento recebido ao ser reinvestido eu considero como um novo aporte.
      Eu uso como controle para valorizar as ações individualmente, só pra ver se estou no lucro.
      Faz sentido?

      Parabéns pelo blog, foi a partir daqui meu interesse na RV.
      abs

      Excluir
    3. O provento recebido não pode ser aporte. Deve ser somado à carteira.
      Aporte é o dinheiro novo, fruo do seu trabalho, que é transferência de sua conta no banco para conta na corretora.
      Abraços

      Excluir
    4. E se partiu daqui seu interesse pela RV, recomendo a leitura de livros. Algumas recomendações:
      http://alemdapoupanca.blogspot.com.br/2013/05/voce-pergunta-o-blog-responde-10.html
      Abraços

      Excluir
    5. Eu tenho feito os dois controles, da carteira e também das ações individualmente. eu fiz copia da planilha (uma para cada ação), sinceramente ainda não entendi o porque estaria errado. não estou entrando no mérito da definição sobre o que é aporte (concordo com você nesse ponto). Mas vou pensar melhor aqui, fazer algumas simulações de rentabilidade para chegar em uma conclusão. rs

      Excluir
    6. Quanto aos livros, já li um desses inclusive! peguei em inglês mesmo (stocks for the long run).

      Atualmente estou lendo, "all about asset allocations". muito bom!

      Blogs como o seu e outros aqui referenciados ajudam muito ao sintetizar informações e dar um direcionamento, mas concordo que conhecimento adquirido com leitura de bons livros para formar sua própria estratégia é fundamental!

      abs e sucesso.

      Excluir
    7. Eu recomendo que você utilize a informação dos livros em primeiro lugar. Os blogs podem passar uma informação ou outra, mas seja crítico com todos, inclusive com o meu, rs.
      Dê uma lida no "Warren Buffett e a análise de balanços" e "O Jeito Peter Lynch de Investir".
      Tem os nacionais "Fique rico com ações antes que seja tarde" e "Mercado de ações em 25 episódio". Nunca li estes livros, mas todos os depoimentos que já vi de pessoas que leram são positivos.
      Abraços

      Excluir
    8. O livro do Peter Lynch é sensacional, li e recomendo.

      Li o WB e Análise de balanços tb, mas é mais técnico.

      Abraços

      Excluir
    9. Serão os próximos da lista! abs

      Excluir
  9. Fala AdP

    Vc poderia dispoinibilizar a nova planilha para download ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa parte da planilha não é automatizada. Eu preciso fazer os devidos ajustes no final do mês. Não sei como automatizar isso no excel, apenas por um programa.
      Abraços

      Excluir
  10. Opa, o que está pensando desta ETER para o futuro? Vai parar de aportar para chegar na porcentagem objetivada?
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. To começando a ficar de saco cheio da ETER. Lucros de lado ou caindo há anos. Essa fábrica de cerâmica (CSC) parece que não está dando certo. E agora esta proposta de desdobramento, irrelevante na minha opinião. Parece falto do que fazer. Só os dividendos para salvar, e olhe lá.
      Faz tempo que só compro com os dividendos da empresa e até isso parei. Vou diluir a participação dela na carteira.
      Abraços

      Excluir
    2. Pois é, eu já tirei esta empresa da minha lista de ações candidatas a compra, e o setor nao está nada bem. Gostava dela mais por causa dos dividendos. Tá dificila char empresa de dividendos no Brasil.
      Abraço!

      Excluir
    3. ADP e UB,

      Duas opções que poderiam substituir ela seriam a DTEX3 e a PTBL3. Sobre os lucros, como ela distribui tudo, é mais difícil que os mesmos cresçam consistentemente.

      Abraços.

      Excluir
    4. IL, nao quero nem uma nem outra, inclusive vendi metade das minhas DTEX hoje.
      ETER hj levou uma cassetada.

      Excluir
  11. AdP, Parabéns pelo resultado. Muito consistente, mais uma vez. O Ibov, desde que mudou a metodologia, ficou muito mais complicado de ser batido, mas aí dá pra ganhar no longo prazo.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Ibov tirou as tranqueiras de empresa X e melhorou muito. Ainda sobraram algumas, com a MMXM, com o terceiro mês consecutivo de pior desempenho do Ibov. Por isso adicionei o ISE no comparativo, por possuir menos tranqueiras.
      Abraços

      Excluir
    2. Sim, melhorou, mas a próxima queda, como se diz, irá separar os homens dos meninos. Quem escolheu as melhores ações, como sempre, ganhará do IBOV.

      Excluir
    3. Pessoal,

      É óbvio que ficou mais complicado bater o Ibovespa. Só que mais complicado não significa impossível, exceto para o Dimarcinho. O grosso do Ibovespa realmente está composto por empresas boas. Mas eu ainda confio muito mais no desempenho das empresas da minha carteira.

      Abraços.

      Excluir
    4. 48% da composição IBOV são ações ligadas ao rali eleitoral.

      Excluir
  12. Parabéns pelo resultado AdP !!! fico aguardando sua postagem com instruções das novas planilhas !!! Abraços !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, ZN.
      Não sei se virão instruções. Provavelmente apenas a explicação matemática.
      Abraços

      Excluir
  13. Qual a porcentagem média mensal de proventos da sua carteira?

    Parabéns pelo resultado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anon,
      De 2012 para cá é de 0,46%.
      Abraços

      Excluir
  14. Parabéns pelo belo resultado e obrigado pela experiência. abraço

    ResponderExcluir
  15. Parabéns, mestre, pela constância dos resultados, sobretudo. Avancemos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Idiota. Sua presença é sempre bem vinda neste endereço eletrônico. Sigamos em frente!
      Abraços

      Excluir
  16. Olá ADP! Més ótimo para todos! Você pretende ter quase metade do capital alocado em ações concentrado em somente 3 empresas: ALUP11, CGRA4 e EZTC3. Não acha um pouco arriscado?

    Setor elétrico: 20% (ALUP11, CGRA4 e EZTC3)
    Setor financeiro: 26% (PRBC4, CIEL3 e BBAS3)

    Quase metade do capital em somente dois setores aumenta o risco, ainda que sejam setores fortes e com boas empresas. Mas se você conhece bem e acompanha as empresas de perto, ok.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pretendo ter quase metade alocado em três empresas: ALUP11, CGRA4 e MDIA3. São as que mais confio. Pelo menos no momento esta é minha alocação desejável.

      Acredito que você tenha utilizado control C control V na hora de colocar os setores. O certo seria assim:
      Elétrico: 22% (ALUP11, CMIG3, CMIG4 e TBLE3)
      financeiro: 26% (PRBC4, CIEL3 e BBAS3)

      Sim, estou ciente que o risco é mais alto, mas por enquanto manterei esta alocação.
      Abraços

      Excluir
    2. Desculpe o erro de digitação. Eu ia fazer um comentário sobre CGRA4, mas desisti e esqueci de apagar. essa digitação em celular é algo que não me acostumo... Kkkk

      Excluir
    3. Fiquei curioso sobre seu comentário a respeito da CGRA4. Fique a vontade para fazê-lo.
      Abraços

      Excluir
    4. Era um comentário equivocado. A empresa continua espetacular. Eu deveria acompanhá-la mais de perto inclusive.

      Excluir
  17. Excelente Blog...já está na lista de favoritos do meu, que iniciei a pouco tempo.

    abraço

    ResponderExcluir
  18. Parabéns pelos resultados AdP.
    Uma pergunta: Entraria em Eztec na situação atual?
    Abraços e obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pergunta difícil. Eztec está bem representativa na minha carteira vou parar comprar suas ações por enquanto. Mas para entrar, sinceramente não sei. Talvez uma pequena exposição não faria mal, mas depende muito do investidor.
      Abraços

      Excluir
  19. Não haverá mais valores em real.? Perdeu até a graça assim.
    Mas respeito sua decisão.
    Sucesso meu amigo.

    ResponderExcluir
  20. Além da Poupança me tira uma dúvida, eu tinha 200 ações da BBAS3 e vendi um lote, então inseri na planilha de controle -100 com o preço que vendi, porém meu preço medio ficou meio absurdo (R$6) nas outras 100 ações na planilha, está correto isso?

    Muito Obrigado!

    Tom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tom,
      Sua pergunta está respondida na postagem da planilha:
      http://alemdapoupanca.blogspot.com.br/2012/07/planilha-de-registro-de-investimentos.html
      Abraços

      Excluir
    2. Obrigado, perguntei primeiro e fui pesquisar depois.rs
      Tom

      Excluir
  21. Adp parabéns pela rentabilidade. Sou novo na área. resolvi compartilhar com vcs um pouco da minha carteira e estratégia em investimento. abçss

    ResponderExcluir

Anônimos, contribuem e deixem um nome para que seja possível outras pessoas fazerem referências, estabelecendo melhor a troca de ideias. Educação é sempre bem vista.
Mensagens de trolls serão moderadas.