segunda-feira, 11 de junho de 2018

O poder de influência da Blogosfera de finanças e sua responsabilidade social

Estava eu querendo realizar corridas ocasionais para melhorar meu condicionamento físico e minha qualidade de vida, pois de nada adianta ficar guardando dinheiro e investindo se não puder prolongar minha expectativa de vida para desfrutar futuramente o que abnego hoje.

Para realizar esta tarefa, precisava comprar um tênis apropriado. Não precisa ser um daqueles profissionais caríssimos, pois quero corridas leves que duram no máximo 20 minutos. Como bom mão-de-vaca que eu e todos vocês que visitam esse blog somos, procurei no Google por “tênis de corrida com melhor custo benefício”. 

A referida busca me direcionou a um blog que listava os tênis de corrida low cost. Colocando meus dotes de muquiranagem em prática, procurei na lista de tênis de corrida com bom custo/benefício aquele que tinha o melhor custo/benefício. Pesquisei em sites como Netshoes, Centauro, dentre outros, e acabei escolhendo um.

Este tênis chegou hoje e estou, como primeira impressão, satisfeito com ele, apesar de não o ter usado ainda nas minhas corridas.

Ok, mas qual o problema disso? O problema é que eu estava totalmente ciente de que, em questão de tênis de corrida, eu não sabia de nada. Mas ao invés de pacientemente estudar sobre o assunto, deleguei a um site uma filtragem de tênis. Sinceramente, não conheço a confiabilidade do site, não sei quem era o autor da postagem e quais critérios ele utilizou, não sei seu background, não sabia de nada. Estava totalmente ciente disso, mas quis correr o risco.

Esta é uma constatação. Na internet, uma ampla parcela da população delega suas decisões para portais e blogs que supostamente entendem de um assunto, ou pelo menos parecem entender mais do que você.

Este episódio mostra o poder que sites e blogs de internet possuem. Um simples texto na internet consegue influenciar uma pessoa a ponto de ela abrir a carteira e gastar seu dinheiro em algo que ela não tem a menor ideia. E olha que me considero uma pessoa chata, que costuma ponderar questões como confiabilidade e custos envolvidos. Arrisco-me a dizer que ser humano médio não se preocupa com estas questões.

Ultrapassando a esfera dos blogs e sites que relatam assuntos sobre os melhores tênis de corrida, vinhos ou drones, podemos considerar que, quando o assunto é sobre investimentos, a responsabilidade e seus efeitos são bem maiores, mais potencializados. Nos blogs sobre assuntos gerais, se tudo der errado, as consequências seriam alguns calos no pé, uma dor de barriga ou algumas ingratas parcelas no cartão de crédito. Mas quando se fala de investimento na bolsa, títulos de renda fixa, fundos de investimento e até criptomoedas, há pessoas que colocam em risco o dinheiro de toda sua vida. O estrago é enorme perante esses assuntos.

Além disso, arrisco-me a dizer que os mortais comuns tendem a acreditar mais em blogs de investimentos do que em blogs sobre coisas menores, como tênis, roupas e bicicletas. Sobre estes últimos itens, quando uma pessoa está se procurando informações na internet, ela sempre possui algum conhecido que tem uma opinião sobre o assunto e que já comprou um produto parecido, ou pelo menos conhece alguém que conhece alguém que manja disso. Mas quando o assunto é investimentos, a coisa muda de figura. Quase ninguém conhece uma pessoa que investe. A “responsabilidade de informar” recai quase que totalmente sobre a internet.

Por isso, devido a esse grau de responsabilidade, os riscos envolvidos e a ânsia por qualquer tipo de informação que os leitores buscam, considero que a blogosfera de finanças possui uma responsabilidade social. Entretanto, a responsabilidade não é de informar. Ninguém aqui é um Warren Buffett tupiniquim ou qualquer especialista para ficar realizando indicações (até porque eles próprios erram). A responsabilidade social da blogosfera é evitar e diminuir a desinformação. O simples fato de indicar fontes confiáveis (ou pelo menos dar o caminho das pedras para elas) e evitar avaliações emotivas (como por exemplo evitar as palavras “certo”, “certeza”, “sempre”, “nunca”, “impossível”, “totalmente”, “sem dúvida”, ou expressões como “a empresa X é a melhor do setor elétrico”), já ajudaria. Também sempre lembrar ao leitor que o blog ou site é feito por um investidor que não está fazendo indicações de compra nem venda, e que a responsabilidade por suas ações recairá sobre o próprio leitor.

Vou citar um exemplo que se revelou danoso para aqueles que seguiram suas dicas. De antemão, afirmou que nada tenho contra a pessoa que vou citar, e que qualquer um aqui na blogosfera está passível de cometer erros. Entretanto, esse caso é um dentre os inúmeros que retratam bem o que estou dizendo nesta postagem:
A referida pessoa era bastante entusiasta da HRT (hoje chamada PRIO3), assim como disse que valia a pena estudar os fundamentos da INEP4. Quem comprou a dica sem realizar estudos prévios, encontrou-se nesta situação:




Parece que não, mas quando você cria um blog, possui um poder que pode influenciar as ações de algumas pessoas, ainda mais quando é referente um assunto que poucos estão inteirados. Por isso, se você é dono de um blog de investimento, reflita sobre sua responsabilidade social. Pense duas ou três vezes antes de escrever algo. Tenha cuidado!

E eu que sou leitor, o que posso fazer?
Se você é leitor, tenha uma atitude mais crítica sobre o que você lê na internet. Não apenas sobre a blogosfera de finanças, mas também sobre portais de investimento, fóruns, sites e vídeos. Desconfie sobre as informações prestadas e principalmente sobre recomendações. Não se iluda com sites bonitos, serviços pagos, declarações de analistas ou postura de quem tem 300 anos de bolsa.
Tenha uma postura crítica e não se prenda a uma única fonte de informação. Seja humilde, não faça desdém de outras pessoas e procure sempre se informar. Sobre se informar, não me refiro a notícias e cotações. Falo de livros de investimento. Eles são, sem dúvida, a melhor fonte de informação que se pode ter. Sim, eu disse as palavras “sem dúvida”, mas acredite, o nível de confiabilidade dos livros é mais alto.

Na próxima postagem farei um texto que fará você refletir sobre o que você pode fazer para evitar perdas como a do investidor acima, que foi uma pessoa influenciada pelas opiniões alheias na internet (eu sei pois tive contato direto com ele). Enquanto isso, deixe no comentário suas observações.

52 comentários:

  1. Muito bom esse seu post... já vai direto p Reddit Fire Brasil, mas acredite q tem coisa pior surgindo na internet além de blog dando dica furada, são as centenas ou milhares de “coaches” surgindo do dia para a noite. A receita para virar coach é bem simples segundo um meme q eu vi esses dias:
    1- Invente que vc decidiu virar coach para ajudar as pessoas.
    2- Crie uma falsa imagem de que vc é bem sucedido e encontre alguém mais perdido dq vc e disposto a pagar.
    3- Leia livros de auto-ajuda e repita oq leu como se fosse um expert em psicologia, sem saber psicologia.

    Estou observando na prática uma pessoa do meu círculo de convívio fazer exatamente oq está descrito acima, não é problema meu mas conhecendo a pessoa de perto dá pena de quem cair na conversa dele.

    Sr. IF365

    Blog do Sr.IF365 | Acompanhe meus últimos 365 dias antes da IF e Aposentadoria Antecipada
    www.srif365.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá IF365,
      Impressionante, mas tive contato com uma coach de investimento também. A pessoa é muito gente boa, mas pelo que conversei, minha impressão é a de que eu entendia mais do que ele e até me expressava melhor que ele. E olha que não me considero uma pessoa ruim de se expressar verbalmente. Ele me disse que estava ganhando um bom dinheiro com coach.
      Abraços

      Excluir
    2. Corrigindo: me considero uma pessoa ruim de se expressar verbalmente.

      Excluir
  2. Publicação bastante pertinente e informativa.
    Depois que passei a ler sobre investimentos, notei que muitos portais - atrelados a corretoras - adoram fazer alarde em cima de notícias e que no final das contas querem te "empurrar" para um produto que prometem ser a "galinha dos ovos de ouro". Pode servir para quem está começando sobre essa área, porém conforme o tempo passa e o conhecimento aumenta, sabemos discernir facilmente o que é bom ou ruim para nossos objetivos, evitando cair em ciladas onde quem irá realmente ganhar são alguns poucos indivíduos. Obrigado pela publicação!
    Papai dos Investimentos - http://papaidosinvestimentos.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Papai,
      Sim, é verdade. O investidor sempre tem que ter um pé atrás com aqueles que vendem produtos. Isso não significa necessariamente que estes vendem ciladas, pois pode haver produtos bons, mas o investidor precisa pensar muito bem antes.
      Por isso sempre recomendo livros. A informação que eles passam superam em muito qualquer portal ou site pago na internet. Olhando por este aspecto, os livros que custam até uns 60 reais revelam-se uma barganha perto do conhecimento que passam.
      Abraços

      Excluir
  3. A blogsfera desde seu início funciona na minha opinião em grande parte como um refúgio. Na vida real sabemos que não é aconselháel falar sobre finanças e planos pessoais em qualquer ambiente ou pra qualquer um, isso inclusive pode até ser perigoso.
    E a blogsfera surge como uma ambiente propicio a essas discussões e trocas de informações. Além disso a blogsfera tem também um viés reflexivo sobre a vida, muitos posts de muitos blogs tem cunho reflexivo acerca de assuntos pessoais e do cotidiano.

    Tem alguns blog mais técnicos e algun blogueiros mais especializados, mas hoje esses são minoria, mas ratifico que a presença deles é importante.
    Ao meu ver a grnade qualidade da blogsfera é o fato da mesmo ser bem diversificada , tendo blogueiros das mais diversas origens e perfis, assim como o público que comenta e acessa tais informações.
    A únicacrítica que tenho a fazer é que em alguns blogs percebo uma certa necessidade em se invesntar estórias.

    Por fim, coplemetando o comentário do Sr. IF 365, hoje em dia ser coach vivou mais uma profissão, um meio de vida, um nicho de mercado.
    O que me deixa um tanto quanto cabreiro é a quantidade de pessoas que aparentemente sentem necessidade de seguir alguém. Cada a opinião própria?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Na vida real sabemos que não é aconselháel falar sobre finanças e planos pessoais em qualquer ambiente ou pra qualquer um, isso inclusive pode até ser perigoso."
      Esse foi um dos motivos que me fizeram criar este blog.
      Obrigado pela participação e abraços

      Excluir
  4. Muito bom ADP. No AA40 sempre procuramos passar uma visão conservadora sobre investimentos justamente para não acontecer isso. Temos que ter responsabilidade sobre a informação passada pois é o sonho de muita gente e principalmente o suor de muita gente e isto não se pode arriscar nem brincar jamais !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande AA40, tudo bem?
      Compartilho a mesma ideia que você diz.
      Abraços

      Excluir
  5. Olá AP,

    Legal, eu também corro. É besteira comprar tênis caro. Há muitos bons e baratos. Eu corro com tênis com preços de R$ 80,00 a R$ 150,00. Todos me atendem muito bem.

    Agora sobre investimentos. O pessoal quer ficar rico rápido e sem muito esforço e acaba entrando em roubadas. O que mais vemos é gente caindo em pirâmides financeiras, comprando ações de empresas ruins, etc.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cowboy,
      Isso que você diz é polêmico, kkkkk.
      Quando eu era do quartel, eu corria com tênis bem baratos mesmo. Mas sabe como é né, a garotada é mais resistente, tem mais energia e se recupera mais rápido.
      Hoje mais velho, eu prefiro pagar mais caro por um tênis mais apropriado. Não precisa ser um daqueles bem caros, que custa na casa dos 600 reais ou mais. Um que tenha um sistema bem básico de amortecimento está de bom tamanho. Os especialistas dizem que isso é importante, pois a pisada mexe até com a coluna vertebral e com uma série de coisas. Tem têni$ por aí que o pessoal diz que parece que você está pisando em nuvens. Mas creio que não preciso de tanto. Eu invisto só um pouquinho a mais, considerando que tenho dinheiro pra isso. Se eu futuramente sentir que preciso de algo a mais, aí eu compro.
      Abraços e sucesso

      Excluir
  6. Análise pertinente. Sobre esse tema, abro ao debate: não é perigoso divulgar a sua carteira, quais papeis você comprou e quantos % tem cada um? Eu vejo que a maioria da blogosfera faz isso, e pelo que vejo nos comentários, ninguém tem problemas ou é prejudicado por isso, mas e se aparecer um iniciante e ele resolver seguir os seus papeis? Por mais que a pessoa diga no texto que não é analista, só por ter um blog com textos e dicas para investidores, meio que passa a imagem de que você é entendido do assunto, e então nesse sentido, o seu blog passa a funcionar como um desses sites de analistas que fazem indicações de papeis. Foi pensando nessa responsabilidade que eu optei por não divulgar minha carteira (apesar de às vezes ter vontade, já que quase a blogosfera inteira faz isso rs). Gostaria de saber o que você, Adp, e os outros blogueiros pensam sobre isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Calvin, eu penso como você. Nunca divulguei minha carteira na rede. No máximo, faço colocações pontuais de algumas operações realizadas.

      Acredito que, por eu não ter um pseudônimo, ou seja, todo mundo sabe quem sou eu, não me sentiria bem em ver alguém querendo copiar algo e depois, sem uma estratégia de saída como cobertura, se machucar.

      O ponto é que as pessoas não entendem que tudo está envolvido na estratégia (no meu caso, alocação de ativos) e querem copiar uma ou outra operação. Daí desanda mesmo...

      Excluir
    2. Eu já penso diferente.
      O leitor não deve ser tratado como um bebê. Ninguém está falando o que os outros devem ou não fazer, portanto fica a critério de cada um se inteirar com mais detalhes sobre as informações lidas em um blog ou site.

      Não é porque você divulga o que tem ou faz, que outras pessoas terão que fazer o mesmo e se o fizerem e por conta e risco das mesmas.

      Excluir
    3. Carteiras são divulgadas pelos maiores fundos de investimento do Brasil por aí. Fora os sites, como Informoney e afins.

      Concordo com o amigo aí de cima, o fulano entra na bolsa por livre e espontânea vontade, assim como emite a ordem de COMPRA ou VENDA em seu HB após passar por inúmeras etapas e processos.

      Se ele é influenciado por um ANONIMO da blogosfera que apenas DIVULGA sua carteira (e não incentiva, como esse maluco aí da HRT), azar o dele, pq é bobo. Não deveria estar na bolsa.

      Excluir
    4. "não é perigoso divulgar a sua carteira, quais papeis você comprou e quantos % tem cada um?"
      É muito perigoso. Eu já recebi email de gente me agradecendo a "dica" que eu dei sobre MDIA3. Só que eu nunca dei dica para comprarem MDIA3, eu só comprei e pronto. Não fico falando para outras pessoas comprarem. Esse mês devo fazer uma postagem de uma nova açaõ que adicionei na carteira. Vou citar os MEUS motivos, mas isso não é recomendação de compra, é apenas compartilhamento de uma opinião que pode estar completamente errada.
      Outro email que recebi foi de uma pessoa me perguntando sobre BAUH4, se valia a pena investir. Ora bolas, ela só me perguntou porque eu comprei algumas ações dela. Eu respondi perguntando por que entre diversas ações, ela escolheria a arriscada BAUH4. Ela não me respondeu.
      Mesmo eu falando explicitamente que minhas postagens não são recomendações de compra/venda, elas ainda influenciam.
      Entretanto, se eu não divulgar nada da minha carteira, divulgando apenas "olha, esse mês meu patrimônio sai de 100k para 110k", acredito que essa perda de transparência diminuiria muito a pegada do blog. Da mesma forma que alguns se influenciam, outros não. Logo, minha responsabilidade é alertar os que se influenciam para terem muito cuidado.
      Também compartilho com a visão do anon 17:09 e do Animal. Eu aviso no final de cada fechamento que não sou analista e que sou apenas uma pessoa normal. Aviso para terem cuidado. Mas se o cara insistir no erro de querer repetir, vou fazer o que? Lembrando que minha carteira é apenas uma entre as centenas que são divulgadas em blogs, fóruns, corretoras e fundos de investimento.
      Abraços

      Excluir
  7. AdP, excelente reflexão!

    Concordo contigo, hoje existe uma tendência de multiplicação de "dicas" em invista nisso ou aquilo. Mas isso também ocorre porque as pessoas as demandam.

    Em meu círculo de amizades (ou mesmo de conhecidos), sempre recebo perguntas do tipo "e aí, qual o melhor investimento para esse mês" ou algo do tipo. Não respondo esse tipo de pergunta. Respondo que qualquer movimento só tem significado dentro de uma estratégia. E, em geral, as pessoas não a possuem.

    Mas aos poucos, a gente acaba convencendo os mais racionais.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nobre André,
      Nem me fale. Em 2011 caí na besteira de comentar com um colega que comprei algumas CIEL3. Ele passou a acompanhar a ação e que como subiu muito, ele ficava me perguntando por dicas. Eu desconversava e falava que não tinha nada ver, que foi sorte, e que foi apenas um palpite certo. Pior ainda, sempre quando ele estava com alguém e eu passava por perto, ele comentava sobre o meu acerto da Cielo, ou seja, explanava para outros que eu investia em ações. Era uma situação desconcertante.
      Abraços

      Excluir
  8. Isso me leva ao dilema que alguns blogueiros deve enfrentar, principalmente aqueles que preferem não falar sobre a vida pessoal. Ou você esmiúça seus investimentos, e corre o risco de ter seu relato interpretado como recomendação, ou resume seu blog a uma atualização mensal de evolução de carteira. Eu prefiro não entrar em detalhes sobre meu portfólio enquanto não tiver ampla segurança de que entendo assunto. Abraço do DM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um dilema sobre o grau de transparência do blog. Eu poderia fazer postagens dizendo "olha, mês passado eu tinha 200k e agora fechei com 205k". Nada contra quem faz isso, mas não é meu estilo.
      E também não tenho nada contra quem divulga tudo e erra muito, pois aprender o que não se deve fazer por meio dos erros alheios pode revelar-se uma aprendizagem maior do que aprender com os acertos alheios.
      Abraços

      Excluir
  9. Conte sobre o cara da OGX. Li a matéria da Exame, mas um relato mais pessoal seria bom. Pela matéria, o sujeito ainda vai mexer com trade, parece que não aprendeu a lição.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembro de ter lido essa matéria, o cara quase cometeu suicidio, ainda bem que tirou a ideia da cabeça !!!

      Excluir
    2. Isso foi outro cara que ele citou na matéria. Esse outro parece que perdeu 400k.

      Excluir
    3. Ele aprendeu sim a lição e estava desenvolvendo seu método através das lições de Décio Bazin.
      Abraços

      Excluir
  10. "A responsabilidade social da blogosfera é evitar e diminuir a desinformação" perfeito AdP, se a gente conseguir não atrapalhar as pessoas já estamos cumprindo um excelente papel. A blogosfera serve antes de mais nada para tirar nuvens negras de cima dos investimentos, afinal aqui temos gente que investe em tudo que se pode imaginar, e sempre alguém vai conseguir prestar informações úteis.

    Tem um email pra vc, vc viu?

    Abraço!

    Corey

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nobre Corey, sempre bom ver sua presença por aqui.
      A blogosfera pode não mostrar o caminho exato, mas só de não indicar o caminho dos espinhos como se fosse o caminho dos tijolos de ouro já ajuda muito.
      Vi o email sim.
      Abraços e sucesso em Portugal

      Excluir
  11. AdP, parabéns pelos post.
    Texto reflexivo sobre a responsabilidade da blogosfera financeira.
    Não se deve brincar quando o assunto é dinheiro e, o pior, dos outros!!
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Temos que pensar bem antes de sair dizendo coisas nos blogs.
      Abraços

      Excluir
  12. AdP,

    Gostei do seu post.
    Em um mundo com tanta informação, é primordial que procuremos o que realmente é de qualidade para não termos prejuízos nos investimentos.
    Os sites e videos sobre criptomoedas são um bom exemplo: quantos deles têm informações realmente confiáveis?

    Abraços,
    Simplicidade e Harmonia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Simplicidade,
      Ficou louco quando um irresponsável fica dizendo que agora é hora de comprar ou vender algo. Ainda mais quando se trata de criptomoedas. Muita irresponsabilidade.
      Abraços

      Excluir
  13. Eu no meu site deixo de lado uma lista de excelentes livros sobre investimento em ações de Warren Buffett, Peter Lycnh, Benjamin Graham, Damodaran, etc, onde a pessoa pode aprenda mais por ela mesma.

    Os livros são excelentes porque mostram as estratégias e a maneira de investir dos grandes investidores do mundo que tiveram sucesso com ações.

    Como diz Luiz Barsi nunca compra uma dica. A pessoa deve estudar por ela mesmo e aprender para tomar as melhores decisões, pois o dinheiro é dela, e a responsabilidade final também.

    Eu no meu site não faço recomendações, apenas tento fazer com que as pessoas percebam mais sobre o mundo das ações em geral.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Diel,
      Você faz muito bem. Quando alguém me pergunta se vale a pena fazer algum curso ou fazer a assinatura de algum site, eu sempre instigo a pessoa a comprar livros. Eles possuem conteúdo muito mais confiável e isento que qualquer coisa na internet. Muitos de seus autores são antigos, muitos deles até morreram, e possuem um histórico para saber como foram ou performaram. Muitos são referência no assunto.
      Ja na internet temos muita gente anônima ou muita gente que até se indentifica, mas não sabemos realmente no que ela investe ou se ela faz realmente o que ela prega ou se na verdade ela só é vendedora de curso e assinatura, ou ganhadora de corretagem.
      Abraços

      Excluir
  14. Excelente post !! ainda bem que a maioria do pessoal aqui apenas relata suas experiências, tem outros que possuem parcerias e as vezes as opiniões não são tão isentas assim !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Stifler,
      A maioria só relata o que faz e o leitor precisa ficar ciente de que na fundo todos somos aprendizes. Acredito que ninguém aqui tem como primeira profissão sua carteira de investimentos. Ninguém aqui tem dedicação exclusiva para ela. Em sua maioria somos meros assalariados ou pequenos empreendedores com sonhos.
      Abraços e sucesso

      Excluir
  15. Olá, AdP.

    Qualquer informação deve ser bem avaliada, principalmente vindas de sites ou blogs. Até mesmo informações recebidas pelo whatsapp, deverão ser avaliadas com critério.

    Estamos vivendo em uma época em que youtubers, blogueiros e se administradores de sites influenciam muito mais que a TV e com um celular nas mãos um "inocente" faz muita besteira.

    Vejo poucas pessoas lerem um livro e agora menos ainda avaliar uma notícia, como na época em que se lia mais jornais.

    Abraço e sucesso nos investimentos .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nobre G65,
      Já andei vendo youtubers sobre investimento (na casa das centenas de milhares de inscritos) falando cada besteira e coisa irrelevante sobre o assunto. Não que meu eu ache o cara, mas já percebi que no final das contas o que interessa para algumas pessoas é o adsense, e para isso encher linguiça e uma boa edição de vídeo com piadinhas ajuda muito em angariar rende. Mas me preocupo com a perda de dinheiro e de tempo dos inscritos.
      Abraços

      Excluir
    2. Isso mesmo ADP. Tem muito youtuber tirando uma boa grana para falar bobagens sobre investimentos.

      Excluir
  16. Realidade pura, já vi gente me mostrando posts de meu próprio blog dizendo que era legal. Percebo que a blogsfera é muito influente. O grande problema é que parece que no nosso país não há muitas revistas ou programas especializados, sobrando tudo pra blogueiro e youtuber. No meu caso, faço isso pra ver a minha evolução. Já percebo uma evolução gigantesca. As pessoas não devem copiar o que os blogs dizem, mas refletir se tudo faz sentido. Bom post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maestro,
      "As pessoas não devem copiar o que os blogs dizem, mas refletir se tudo faz sentido."
      Perfeito.
      Abraços

      Excluir
  17. As pessoas gostam do caminho fácil porque ele demanda menos esforço e promete grande retorno.

    Ocorre que caminho fácil não existe. Ponto.

    Existisse e eu mesmo não teria sequer criado um blog, que serviu e serve principalmente para cobrança pessoal de meus objetivos financeiros.

    Por essas e outras sempre recomendo que mais e mais pessoas façam o mesmo: exponham seus objetivos e estratégias, mesmo que anonimamente. Nada melhor que a exposição para aperfeiçoar nossas práticas com relação ao que estamos aprendendo.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá LdL,
      "As pessoas gostam do caminho fácil porque ele demanda menos esforço e promete grande retorno."
      Esse é o grande problema. Nas poucas vezes que converso sobre investimentos com as pessoas, percebo que elas querem um investimento muito seguro, com rentabilidade alta e certa, liquidez diária e sem risco. Isso não existe. Mas é isso o que procuram.
      Sobre a exposição pessoal em blogs, uma coisa boa é que o registro nos mantêm mais comprometidos com o objetivo e nos força a fazer o registro e acompanhamento constante.
      Abraços

      Excluir
  18. Eu acompanho bastante a finasfera, tenho muito interesse em entrar na bolsa, mais é tanta informação que acabo congelando. Estou querendo fazer um curso , sei que esse professor é muito hypado, não sei se realmente é bom ou só marketing. Curso do Professor Marcelo Veiga, que acham ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Curso de quem? Esqueça isso e foque em livros, livros, livros e mais livros. Veja alguns:
      http://alemdapoupanca.blogspot.com/2013/05/voce-pergunta-o-blog-responde-10.html

      Abraços

      Excluir
  19. Além da poupança foi com esse espirito e com a seriedade que eu percebia ao ler diversos blogs que essa comunidade ganhou meu respeito e admiração, usei muito das dicas que aprendi e consegui enxergar fora da caixa, e tomei a decisão de tomar as rédias da minha vida financeira. Criei o https://surveyorinvestidor.blogspot.com com intuito de documentar e praticar o que eu já aprendi até agora. De um universitário que daqui a pouco estará no mercado de trabalho e busca conhecimento de forma a minimizar os possíveis erros... Alem da poupança obrigado, e a todos da blogosfera por fazer o mundo das finanças melhor. Gratidão

    ResponderExcluir
  20. Olá

    Boa noite,

    tesouro pré fixado é furada?

    por favor,gostaria de tirar umas dúvidas sobre o tesouro direto Pré Fixada!

    Me ajudaaa primo,

    Me ajudaaaa naty,

    ou alguém poderia me ajudar?

    paguei por volta de 490,00 a 11,80% a.a tinha 4312,00
    estou agora com 4.264,92 ????
    preço agora atual é 484,65 a 12,08% a.a e está diminuindo todo dia????

    1) o que é mais importante no Pré Fixada? o valor que vc coloca ou a quantidade que vc tem nele?

    2)perdi esse dinheiro tb?

    3)meu rendimento será sempre de 11,80% ou vai aumentando tb? ou diminuindo?

    4)como é feito esse calculo da taxa pré fixada?

    5)sempre que diminui o valor do titulo,aumenta a % de retorno?

    6) depois de qts meses eu posso retirar o meu valor investido? tenho que esperar o vencimento?


    sempre usei apenas o selic,foi a minha 1º compra em tesouro direto Pré Fixada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tesouro direto não é furada se você respeitar o prazo de vencimento do título. Irei responder abaixo as perguntas de acordo com o ordem que você colocou:
      1)Como explicado na pagina do tesouro, você tem dois valores, um valor é baseado no preço que o titulo está valendo no dia e esse valor sofre oscilações, e se você abrir o gráfico verá o valor que foi acordado no ato da compra e a rentabilidade é garantida se você ficar com o título até o vencimento.
      2)Você só perde dinheiro se fazer o resgate enquanto o título estiver em baixa, se levar até o final não perderá dinheiro não!
      3)O rendimento aumenta ou diminui de acordo com a oscilação do título, mas se levar até o final será 11,80% (se essa for a taxa contratada!)
      4)Não sei explicar.
      5)Provavelmente não.
      6)Você pode resgatar o valor a qualquer momento, porém se você resgatar em um momento em que o título está desvalorizado, perderá dinheiro, se ele estiver valorizado ganhará um pouco mais que a rentabilidade contratada e se levar até o vencimento vai obter a rentabilidade contratada na compra do título.

      Excluir
  21. Que post em ADP, concordo com vc, muita gente chega aqui na blogosfera em busca de conhecimento, foi o que aconteceu comigo, felizmente não dei de cara com gente que fica indicando investimento ruim, mas ensina a garimpar coisa boa no mercado.
    Acredito que as pessoas seguem o seguinte fluxo: interesse em investir, que os trás até os blogs, isso os leva ao aprendizado e posteriormente a criação de um blog para compartilhar experiencias e aproximar laços com os demais participantes da blogosfera, pelo menos foi oque aconteceu comigo e com alguns companheiros que estão em processo inicial de "formação" de um blog na área.

    Forte abraço, admiro muito o teu trabalho. :D

    ResponderExcluir
  22. Olá AdP,
    Muito importante essa reflexão. Os grandes veículos de conteúdo, inclusive os pagos (research), querem criar no pequeno investidor um senso de urgência, e chamo isso de “ensinar sardinha à alimentar tubarão “. Concordo que todos devemos sempre alertar que o objetivo é discutir e não dar dicas. Procuro escrever textos com este tipo de conteúdo explicando como eu faço e nunca sugerindo como os outros devem fazer.
    Ainda assim insisto, que apesar de underground, a Finansfera é o lugar mais interessante de se aprender sobre investimentos de forma prática!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  23. Olá pessoal, convido a todos a conhecer meu blog onde posto reflexões e a minha vida financeira e pessoal de Jovem Pobre Beta Feio. Da aquela moral lá! Abraços!!

    https://vidaruimdejovempobretao.blogspot.com


    ResponderExcluir
  24. O Wix finalmente atualizou a plataforma e RSS feed agora está funcionando, se importa de me adicionar ao seu blogroll? O link é https://www.srif365.com//blog-feed.xml
    Já coloquei vc no meu.
Obrigado.

    Sr. IF365

    Blog do Sr.IF365 | Acompanhe meus últimos 365 dias antes da IF e Aposentadoria Antecipada
    www.srif365.com

    ResponderExcluir
  25. A blogosfera me ensinou a guardar dinheiro, criar um patrimônio, estudar sobre investimento e principalmente que o Gerente de banco não é seu amigo...

    pra mim tá ótimo.

    do resto me divirto muito lendo a história dos colegas pela luta rumo a IF.

    abs e bons investimentos

    ResponderExcluir
  26. Olá ADP

    estou com endereço novo, já está adicionado amigo.

    https://acervost.blogspot.com.br/

    abs!

    ResponderExcluir

Anônimos, contribuem e deixem um nome para que seja possível outras pessoas fazerem referências, estabelecendo melhor a troca de ideias. Educação é sempre bem vista.
Mensagens de trolls serão moderadas.