domingo, 18 de maio de 2014

Saiba mais sobre o mercado fracionário

É uma situação muito comum investidores iniciantes não compreenderem com perfeição o significado do mercado fracionário de ações. Não compreendem o que é, como funciona, como se compra ou se vende, nem ao menos as suas nomenclaturas. Devido a isso, preparei esta postagem no intuito de esclarecer todas essas dúvidas.

Antes de tudo, vamos começar pensando na bolsa de valores. O que é a bolsa?
A bolsa é um local devidamente apropriado para a realização de negócios de valores mobiliários emitidos pelas sociedades anônimas de capital aberto. Logo, a bolsa seria um local de encontro de pessoas físicas e jurídicas dispostas a realizar negociações de compra e venda de ações (além de outros valores mobiliários).

Para facilitar as transações, as ações são negociadas em lotes. A grande maioria das empresas possui lotes de negociação de 100 ações, mas existem algumas empresas que possuem lotes diferentes.

Um pequeno erro muito comum dos iniciantes de bolsa é achar que cada ação é um lote. Logo, ao comprar 100 PETR4, ele pensa ter comprado 100 lotes de PETR4, quando na verdade ele comprou apenas um lote. Quando um investidor diz que comprou 5 lotes de GRND3 um outro participante do mercado imediatamente entende que este investidor comprou 500 GRND3, pois cada lote de GRND tem na verdade 100 ações.

Mas vamos supor que você queira comprar ações da MDIA3, cotada a R$101,00. Você sabe que um lote de MDIA3 possui 100 ações. Logo, para comprar um lote, você precisaria desembolsar a quantia de R$10.100,00 mais os custos envolvidos. Não é todo mundo que possui uma quantia dessas para desembolsar de uma vez. Para você que tem 2.000 reais na mão seria interessante se existisse uma forma de comprar 19 ações, concorda? É aí que entra o mercado fracionário.

Enquanto que no mercado padrão as ordens só podem ser dadas em múltiplos de 100, no mercado fracionário as ordens podem ser dadas em múltiplos de 1. Logo, você poderia sim enviar uma ordem de compra de 19 MDIA3. O mercado fracionário permite que você compre uma quantidade de ações abaixo do lote padrão de negociação.

Quando o falamos em mercado fracionário, um conjunto de perguntas se repete. Abaixo estão listadas as perguntas mais frequentes sobre o mercado fracionário.

Como faço para comprar/vender no fracionário?
Se você der uma ordem de compra de 50 GRND3 o seu Home Broker não deixará que isso aconteça. Ele provavelmente te avisará que a quantidade mínima é de 100 ações.
Para comprar ou vender no mercado fracionário é necessário colocar a letra F no final do código. Logo, para enviar uma ordem de compra de 50 GRND3, escreva GRND3F. Assim, seu Home Broker saberá que você quer negociar no mercado fracionário.

Posso juntar várias GRND3F para criar um lote de GRND3 e vender o lote padrão?
Mesmo que você dê uma ordem para comprar GRND3F, você está comprando GRND3. O F é adicionado apenas para dizer que você quer comprar GRND3 no fracionário.
Respondendo a pergunta, você pode comprar 47 ações, depois mais 43 e depois mais 10, formando assim 100 ações, o que constitui um lote de GRND3. O contrário também é verdade. Você pode comprar um lote de GRND3 e vender 42 GRND3, contanto que coloque o F no final da ordem de venda.

Minha corretora cobra mais barato nas operações de mercado fracionário. Posso enviar uma ordem de compra de 160 GRND3?
Não. O mercado fracionário é de ordens em quantidade abaixo do lote padrão. Para comprar 160 GRND3 você precisará enviar uma ordem de 100 GRND3 e outra de 60 GRND3F. Uma alternativa é enviar duas ordens de 80 GRND3F.

É melhor comprar no fracionário ou o lote?
A principal diferença entre o lote o fracionário é a quantidade. Lote são negociações múltiplas de 100 e fracionário são negociações múltiplas de 1. Fora isso as ações são exatamente as mesmas, com os mesmos direitos, referente a mesma empresa. Logo, se você deseja comprar ações de uma empresa, compre-as, seja no lote ou no fracionário.

A liquidez do mercado fracionário é baixa?
Em geral a liquidez é abaixo do que se você fosse comprar um lote. O termo ‘liquidez’ refere-se à facilidade de negociar uma ação na bolsa. Como a quantidade de procuras e ofertas do mercado padrão é muito maior do que no mercado fracionário, há maior rapidez de se negociar por lá. Mas para a maioria das ações que possuem um mercado padrão com liquidez decente, seu mercado fracionário possui também liquidez aceitável para o pequeno investidor que possua a intenção de ser um Holder. Já para o Trader, como a liquidez é uma questão importante, a negociação no mercado é mais indicada.

Espero que tenham gostado da postagem. E não se esqueça de deixar seu comentário.

35 comentários:

  1. Eu já percebi que há diferença de valores entre o lote padrão e o fracionário. A diferença é pequena, mas existe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eike,
      Esta diferença que o AdP não cita no artigo e você comenta se chama Spread e se refere a diferença (ágio) do ativo entre os mercados.
      Normalmente o preço no mercado fracionário sempre será mais caro do que no de lote padrão.
      O spread também vale entre ON e PN.
      Particularmente para quem faz B&H é irrelevante comprar no lote padrão ou fracionário, pois não se está preocupado com a cotação, simplesmente se lança a ordem a mercado, ou seja, se paga o preço atual que for para ser sócio, pois no longo prazo, tanto faz você comprar GRND a 14,00 no lote padrão ou 14,20 no fracionário, por exemplo.

      Lambida do Poney !

      Excluir
    2. Olá Eike e Poney,
      O spread no frcionário é maior, mas com um pouco de paciência se consegue comprar no mesmo preço do lote padrão.
      Por exemplo, vamos supor que uma ação custa no lote padrão 12,50. Se sua liquidez no fracionário for muito baixa, podemos encontrar ofertas de compra no fracionário por 12,10 e ofertas de venda por 12,90, ou seja, uma diferença boa do lote.
      O que eu faço é lançar uma ordem "Até cancelar" de 12,50 e aguardo. Normalmente na primeira hora alguém aceita minha proposta. Quando a liquidez é muito precária (como por exemplo PRBC4), e coloco uns 5 centavos a mais e sempre aparece alguém para comprar.
      Abraços

      Excluir
  2. Adoro o fracionário, para ações que custam acima de 15,00 sempre compro por lá. Já para ações com preço menor que 15 que são poucas acabo comprando no integral mesmo. Gosto do fracionário tanto para compra como para venda, porque não opero a mercado e sim com ordens lançadas na pedra. Dá para pegar umas boas oportunidades.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É raro eu fazer uso do fracionário.
      Estudo o ativo que me interessa e no dia em que tenho o dinheiro do aporte, vou lá e compro, sem me importar com o valor. Não compro no fracionário pois faço 2 ou 3 compras no máximo e sempre de lote padrão. Se fosse para pulverizar o aporte entre várias ações, balanceando todo mês entre os ativos, com certeza recorreria ao fracionário, mas isto significaria mais custo também com corretagem.

      Lambida do Poney !

      Excluir
    2. Tenho alergia ao mercado fracionário... rs

      Excluir
    3. Só compro lote quando estou com grana, ou seja, quase nunca.

      Excluir
  3. Muito boa explicação, sou iniciante em Ações e isso me ajudou um pouco. Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Excelente, AdP! Eu e o Victor Sierra estávamos conversando sobre isso esses dias. Ele me tirou muitas dúvidas e você fechou o caixão!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Eu e o Victor Sierra estávamos conversando sobre isso esses dias."
      E você acha que tirei a ideia da postagem de onde?
      Abraços

      Excluir
    2. ahahah!! Boa, AdP.

      Que bom que servimos de inspiração, pois ficou muito bom e elucidativo.

      Acabou que você complementou com dúvidas que eu tinha sobre o assunto, mas já estava me achando uma chata, por amolar o Victor xD

      Excluir
  5. Sempre compro no fracionário e não vejo grande diferença de preços do lote padrão não. Uso a mesma tática sua ADP lanço uma ordem até cancelar com o valor um pouco acima das demais.

    ResponderExcluir
  6. Para iniciar preciso escolher uma corretora neh? vc indica alguma? quanto vc acha que devo juntar para iniciar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é só escolher a que mais te agrade: http://queroficarrico.com/blog/2014/04/21/melhores-corretoras-valores/

      Excluir
    2. Olá Janaína,
      Não indico corretoras. Faça uma procura e analise os custos. Você poderá trocar de corretora depois.
      Sobre valor inicial, recomendo que comece bem pequeno. Mil reais já dá para começar. O bom de começar pequeno é que os erros te darão prejuízos pequenos, mas ensinamentos grandes:
      http://alemdapoupanca.blogspot.com.br/2013/07/nao-tenha-desdem-de-investir-pequeno.html
      Abraços

      Excluir
  7. O que me mais incomoda no fracionário é o spread, mas como você mesmo respondeu em um comentário acima: tem como contornar.

    Outra coisa que me incomoda muito é não ter dinheiro para comprar o lote! rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu gosto. as vezes consigo comprar até 3 reais mais barato que o lote padrão (comprei cielo assim tempos atras).

      Excluir
  8. Mais um belo texto ADP!!

    Eu compro no Fracionário, e gosto de lançar um valor. A mercado a ordem é executada bem rápido. Com preço fixo as vezes demora, e as vezes tenho que acabar editando a Ordem. Coisa de principiante.

    Uma coisa legal: Uso o Home Broker do HSBC, e ele entende quando uma ordem é no Fracionario e executa, sem eu ter que colocar o F.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deveria ser sempre assim. Sinceramente, não sei por que o padrão é colocar o F no final, já que compras abaixo do lote padrão são obviamente fracionárias.
      Abraços

      Excluir
  9. Fugindo um pouco do assunto, você gosta de fazer comparações entre empresas de setores parecidos e eu gostaria de dar uma idéia: Grendene x Alpargatas. O que acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu cheguei a coletar dados das duas empresas, mas a Alpargatas é pouco transparente em relação às vendas de seus calçados.
      Abraços

      Excluir
  10. Todos os Blogs estão utilizando sua planilha de acompanhamento de rendimentos!
    Na hora de mostrar os rendimentos.

    ResponderExcluir
  11. Muito interessante sua postagem ADP. Eu também fiz um post sobre o mesmo tema, há um tempo atrás. Em resumo, ter pouco dinheiro para investir não é desculpa, justamente por causa do mercado fracionário.

    Outra coisa, me adiciona aí na sua lista de blogs amigos por favor? Já tenho você na minha desde o começo do meu blog, rs.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  12. Olá AP!
    Há algum meio para que eu possa te mandar uma mensagem?
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Envie para alemdapoupanca@gmail.com
      Abraços

      Excluir
    2. 1) http://blogdouo.blogspot.com/2014/05/tesouro-direto-renda-fixa-variavel.html?showComment=1400601355833#c4877576050137243387

      2) O que você soulsurfer pretende ? Tenho te acompanhado e visto certa movimentação junto a blogueiros. Qual o motivo ?

      Excluir
  13. Olá galera, apesar do artigo aqui do ADP ser de 2014 o assunto ainda é atual, por isso eu vou opinar baseado em minha experiencia.
    Até poucos dias eu gostava de comprar no fracionario, tinha o habito de fazer isso, eu não aguentava ver alguns trocados parado na conta da corretora, corria e comprava até mesmo uma ação se fosse o caso.
    Só que depois de certo tempo ocorreu que tive que vender uma ação e foi ai que percebi o que sempre esteve bem na minha frente e nunca tinha visto, o preço da corretagem. Eu tinha comprado 6 ações e o preço da corretagem correspondia aproximadamente a 20% das seis juntas, isso só na compra, mais 20% na venda, praticamente eu levei um ré, mas valeu para perceber que a corretagem não é favorável ao fracionário. Então a questão não é o sprad, mas a corretagem, por mais que ela seja barata, mesmo assim o custo de compra ou venda acaba sendo muito alto quando a gente faz as conta do custo de aquisição por ação. Uma coisa é a gente comprar 1, 100 ou 1000, se a ordem contem apenas uma ação a corretagem pode aproximar do preço daquela ação, ao passo que se for 100 ou 1000 o custo será dividido entre essas 100 ou 1000 e fica muito menor proporcionalmente falando.
    É isso ai galera.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uai, mas isso é tão óbvio que se você só percebeu depois, não havia estudado o funcionamento da coisa o suficiente.

      Ainda bem que tomou ré com pouco dinheiro.

      Entendo que a vantagem do fracionário não é comprar várias ações num mês, emitindo várias ordens, mas sim emitir uma única ordem, para uma única ação, cujo preço do lote ultrapasse o aporte do mês. Só isso.

      Qualquer coisa fora disso é maluquice de gente querendo contar pros amigos que investe em 58 ações de empresas diferentes.

      Excluir
  14. Olá Unknown, concordo em parte com teu comentário e clássico o meu comportamento como sendo relapso ao não estudar devidamente a questão e dado o devido caráter matemático a ela.
    Porém eu não posso deixar de dizer que a consequência logica do fato de haver essa divisão entre lotes padrão de 100 e o fracionário que fica aquém desse lote, isso por si só demonstra que é inviável o lucro pelo fato de encarecer a aquisição.
    Numa situação hipotética, de por exemplo, eu quero comprar de 199 determinada ação, nesse caso eu vou pagar por duas ordens, se não existisse essa divisão e classificação de lotes de 100 eu pagaria apenas por uma ordem, e é isso que eu percebi, não importa se o fracionário é 1 ação, ou 99 ação, simplesmente pelo fato dela existir isso nos obriga a pagar mais quando existir uma quantidade a mais de ações em nossos investimentos, isso muitas das vezes existe, pelo fato de existir as bonificações, e outros tipos.

    ResponderExcluir

Anônimos, contribuem e deixem um nome para que seja possível outras pessoas fazerem referências, estabelecendo melhor a troca de ideias. Educação é sempre bem vista.
Mensagens de trolls serão moderadas.