sábado, 20 de setembro de 2014

Análise e opiniões - Alpargatas e Grendene - Introdução

Dando continuidade à série de análise e opiniões sobre as empresas da bolsa, iremos discutir sobre duas empresas bastante relevantes no setor de calçados: Grendene e Alpargatas.
Lembrando que as informações prestadas nesta postagem não são suficientes para que você tome a decisão de comprar, vender ou manter alguma destas empresas. No entanto, está aberta a possibilidade de discutirmos informações relevantes sobre seu desempenho ou perspectivas futuras do setor ou de determinada empresa.


Contextualização
De acordo com estimativas do Pyxis Consumo, os brasileiros devem gastar R$ 43,4 bilhões com calçados no ano de 2014, um aumento de 7,6% em relação a 2013, 18,6% em relação a 2012 e 36,8% em relação a 2011. Grande parte destes gastos está concentrada na região sudeste brasileira, responsável por metade dos gastos de todo o país. O consumo projetado para 2014 corresponde a R$ 255,04 por habitante.
Em termos mundiais, o Brasil é o quarto maior mercado consumidor de calçados, com consumo per capita de 4,1 pares/ano, acima da média global de 2,3 pares anuais. Em princípio, este alto consumo nacional pode representar que o mercado nacional já está maduro, com pouco espaço de crescimento. Por outro lado, deve-se levar em consideração que boa parte deste consumo está ligado a alta participação (mais da metade) de chinelos. Em termos de comparação, a República Tcheca lidera o consumo per capita, com 7,6 pares/ano.
Em produção, a China é disparada a maior, produzindo mais calçados que todo o restante do mundo! O Brasil está em 3º lugar no ranking, com uma produção que representa cerca de 4,6% do mundo.



Segundo o Relatório sobre as Políticas Industriais da China emitido pela firma King & Spalding, o mercado brasileiro de calçados está sendo amplamente prejudicado pelas importações de calçados chineses, que são subsidiadas. É um ponto que um possível investidor precisa investigar antes de decidir investir em uma empresa do setor.
Com uma empregabilidade que alcança o patamar de 3,58% do total de trabalhadores alocados na produção industrial nacional, empresas como Alpargatas e Grendene representam papel fundamental para a economia do país.

Em comparação com as maiores empresas de calçado do mundo, podemos observar que as empresas brasileiras possuem potencial para multiplicar seu tamanho, isso se conseguir de alguma forma tomar espaço das gigantes do ramo, conforme podemos observar no gráfico abaixo:


Perfil das empresas

A Alpargatas é uma companhia que atua no setor de vestuário, acessórios e têxteis, com 107 anos de operações e 100 anos de capital aberto. Suas origens remontam na produção de calçados especiais para trabalhadores de cafezais.
Atualmente a empresa quer apoiar o crescimento da marca Havaianas no mercado internacional de sandálias, o que contribuirá com o propósito da empresa: ser, até 2018, uma organização de porte global.
Recentemente a empresa abriu uma fábrica em Montes Claros/MG, com capacidade produtiva de 105 milhões de pares quando em plena produção.
Sua maior marca sem dúvida é a Havaianas, uma das marcas mais conhecidas internacionalmente, estando presente em 107 países.
Havainas gigante em Ibiza/Espanha

A empresa divide seus produtos em 4 pilares de marcas:
Calçados a moda: Havaianas e Dupé
Artigos esportivos: Topper, Rainha, Mizuno e Timberland
Vestuário de Moa: Osklen
Calçados profissionais: Sete Léguas

Além da produção, a empresa conta também com 583 lojas (455 no Brasil e 128 no exterior) destinadas a vender exclusivamente seus produtos no mundo.



Criada no início dos anos 70 com o objetivo de fabricar telas para cobrir garrafões de vinho, a gaúcha Grendene ganhou destaque no ramo calçadista após o empresário Pedro Grendene ter criado a sandália Melissa Aranha.
Atualmente a empresa produz mais de 200 milhões de pares através de suas 13 fábricas de calçados, além de ser líder em exportações brasileiras de calçados por 11 anos seguidos.
A empresa também possui participação no ramo de móveis através de sua controlada A3NP, uma empresa e capital fechado com sede em Itaim Bibi/SP.
Em 2012 foi criado o Clube Melissa, com objetivo de desenvolver uma rede de franquias para a marca Melissa. Até o final de 2013 a rede contava com 116 lojas.

A preocupação atual da sociedade é manter ou elevar o patamar das margens de lucro.

Na próxima parte veremos alguns gráficos comparativos, mostrando a evolução de cada uma das empresas ao longo dos anos.


Enquanto isso, deixe seu comentário. Participe!

21 comentários:

  1. Gosto das duas empresas, apesar de ser sócio apenas GRENDENE, a Alpargatas tem marcas super interessantes como Mizuno e Havaianas, no entanto ainda não é empresa do novo mercado. A grendene tem uma gestão muito interessante que mistura contenção de gastos, gestão pró ativa e crescimento moderado, ela não dá passos maiores do que pode dar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Beto,
      A marca Havaianas é muito forte graças ao Marketing da Alpargatas. Grendene, como você disse, tem uma boa gestão de gastos e por isso, margens mais altas.
      Abraços e obrigado pela participação

      Excluir
  2. Está ficando muito bom o artiho ADP. Estamos aguardando o restante do estudo para fazermos uma geral. Abraços e Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande MKW, é um prazer vê-lo por aqui! Ainda bem que gostou desta introdução. Em breve postarei a segunda parte.
      Abraços

      Excluir
  3. Possuo ações da grendene quase desde que comecei na bolsa, há uns 8 anos. Nunca vendi e sempre que possível fui aumentando aos poucos a posição. Empresa muito bem administrada, paga bons dividendos, dívida muito baixa. Alpargatas considero uma boa empresa também. Havaianas é uma marca muito forte e acho que se a empresa melhorar sua gestão tem um potencial enorme de lucratividade. Ainda não tenho ações da alpargatas mas não descarto abrir posição.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nestes 8 anos de Grendene você deve ter se dado bem, ainda mais considerando o aumento dos dividendos nos últimos anos. A empresa está em uma situação financeira bem confortável e suas margens são interessantes.
      Abraços

      Excluir
  4. Você podia listar os produtos da Grendene, tipo fez com Alpargatas. Fiquei curioso para saber o que mais eles fazem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rufus,
      As marcas principais são:
      Melissa - Um conjunto de sandálias femininas para todos os gostos.
      Rider - Conhecida marca de sandálias (ainda longe de ser havaianas, em minha opinião)
      Ipanema - Outro conjunto de sandálias
      Zaxy - Coleção de sandálias, botas e sapatilhas.
      Grendene kids - Produtos de temática infantil (Galinha Pintadinha, Ben 10, Barbie, Hot Wheels, etc).
      Cartago - Sandálias masculinas
      Grendha - Outra linha de sandálias femininas.

      Abraços

      Excluir
  5. Muito bom a analise fundamentalista é muito boa de se fazer, tomar decisões em bases não em achismo. Parabéns ótimo blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E na próxima postagem colocarei uns gráficos fundamentalistas, comparando as duas empresas, no mesmo estilo das postagens anteriores.
      Abraços

      Excluir
  6. Fala ADP,

    Estamos aguardando ansiosamente o restante da análise! Eu, pessoalmente, acho a Grendene melhor. Mas a Alpargatas é uma empresa sólida e lucrativa.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo que andei compilando, Alpargatas tem também suas qualidades, rs. Talvez até melhores que Grendene.
      Abraços

      Excluir
  7. Essa análise muito me interessa, segundo minha 'planilha de distribuição de granas recebidas' ela seria a próxima a receber aporte, então vou acompanhar!
    Valeu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que a postagem seja útil para você. Em breve sairá a segunda parte.
      Abraços

      Excluir
  8. Grendene agora vai entrar no ramo de móveis, o que pensa disto?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não gosto muito quando uma empresa investe em algo fora de seu ramo. Isso faz lembrar o livro de Peter Lynch e os sinais de Diworsification (piorização ao invés de diversificação) que ele enfatizou. Isto tem que ser muito bem feito, pois o custo para desfazer é mais alto e é danoso para o acionista. A empresa acaba comprando caro e, quando vê que fez besteira, vende barato.

      Eu cheguei a marcar no meu rascunho que eu deveria comentar sobre a A3NP, que é uma controlada da Grendene na parte de industrialização, comercialização, importação e exportação de móveis e complementos a partir do plástico. Acabei não colocando para enxugar a postagem.
      Se não me engano, esta empresa opera no prejuízo e a Grendene está investindo um pouco nela para ver se o quadro muda. Eu não gosto muito destas operações, mas é claro que a administração da Grendene está muito mais habilitada do que eu para saber o que a empresa deve fazer ou não. Cabe ao acionista avaliar a informação.

      Abraços

      Excluir
    2. Pessoal,

      Apesar de não ser acionista da Grendene, também acho que é para ficar de olho nessas mudanças repentinas. A Natura também está começando a fazer isso.

      Abraços!

      Excluir
  9. Gosto da Grendene, a empresa é boa, gera muitos empregos, e tem uma postura clara de gerar lucro para o acionista. Já essa aventura de mexer com moveis me deixa um pouco preocupado, pois entendo que a margem dessa atividade é pequena...
    Apesar de gostar da Grendene e ser sócio dela, não troco minhas Havaianas não! Será isso uma traição?

    ResponderExcluir
  10. Primeiramente parabéns pela postagem Adp.
    Duas excelentes empresas. A alpargatas com suas "poderosas havaianas" ( impossível vc nao ter uma ou pelo menos ja ter tido). Em contra partida a Grendene com suas "lindas melissas" ( as mulheres amam essas sandálias), minha namorada tem melissa, minha mãe sempre compra melissa... Eu optei por ser acionista da Grendene, mas a escolha foi bem difícil confesso.

    ResponderExcluir

Anônimos, contribuem e deixem um nome para que seja possível outras pessoas fazerem referências, estabelecendo melhor a troca de ideias. Educação é sempre bem vista.
Mensagens de trolls serão moderadas.