quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Fechamento - Janeiro de 2013


Terei que me acostumar à uma nova realidade. Minha mamata de custos baixos acabou. A promoção da corretora Mirae de corretagem a 99 centavos está expirada. Agora pagarei R$2,90 em cada operação. Outro custo que eu não tinha era a taxa de custódia. Desde a época que dei entrada com a papelada na corretora, deixei de pagar R$6,90 por mês. E para fechar com chave de ouro, a corretora acabou de anunciar que a taxa de custódia passará de R$6,90 para R$10,00 por mês, logo terei que desembolsar mais 51 reais por ano para manter minhas ações nesta corretora. Pior ainda, andei pesquisando os custos de outras corretoras e percebi que não tem muito pra onde fugir. Estou de volta a normalidade e terei que me acostumar com isso. Por causa deste aumento dos custos, as variadas compras fracionadas (das quais estava acostumado a fazer) serão diminuídas.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Contra-argumentando ETF – Parte 5


Na parte 1, relatei que faria uma série de postagens apresentando contra-argumentos sobre o ETF, além de explicar os motivos que me levaram a isso. Se você chegou nesta postagem aqui e não leu a primeira postagem, clique AQUI para dar uma olhada. Iremos então à continuação dos contra-argumentos:


Argumento nº 8: “Estatísticas provam que a maioria dos fundos ativos perde para os fundos passivos

domingo, 20 de janeiro de 2013

Contra-argumentando ETF – Parte 4


Na parte 1, relatei que faria uma série de postagens apresentando contra-argumentos sobre o ETF, além de explicar os motivos que me levaram a isso. Se você chegou nesta postagem aqui e não leu a primeira postagem, clique AQUI para dar uma olhada. Iremos então à continuação dos contra-argumentos:

Argumento nº 6: “Com ETF você não precisa analisar relatórios trimestrais ou verificar notícias. Assim, você economiza horas de trabalho, obtendo melhor qualidade de vida

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Contra-argumentando ETF – Parte 3


Na parte 1, relatei que faria uma série de postagens apresentando contra-argumentos sobre o ETF, além de explicar os motivos que me levaram a isso. Se você chegou nesta postagem aqui e não leu a primeira postagem, clique AQUI para dar uma olhada. Iremos então à continuação dos contra-argumentos:

Argumento nº 4: “Pare de se estressar com o acompanhamento de suas empresas. Ao comprar um ETF, você terá uma gama bem diversificada de empresas, o que te dará sossego e tranquilidade.”

sábado, 12 de janeiro de 2013

Contra-argumentando ETF – Parte 2


Na postagem anterior, relatei que faria uma série de postagens apresentando contra-argumentos sobre os ETF, além de explicar os motivos que me levaram a isso. Se você chegou nesta postagem aqui e não leu a postagem anterior, clique AQUI para dar uma olhada.

Antes de começar, como sei que muitos colegas que acompanham o blog são pessoas que ainda não conhecem muito bem as principais modalidades de investimento, é necessária uma breve explicação do que seria um ETF.

ETF (Exchange Traded Funds) é um fundo de investimento que replica um índice da bolsa de valores. A Bovespa possui alguns índices (ibovespa, IBrX, SMLL, etc), com detalhes que poderão ser acessados AQUI, e alguns fundos se prestam a replicá-los. Logo, o rendimento desses fundos é ao longo do tempo semelhante ao rendimento destes índices.

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Contra-argumentando ETF – Parte 1


De vez em quando recebo emails de pessoas que perguntam sobre a modalidade de investimento em ETF. As perguntas normalmente são sobre qual ETF escolher ou sobre qual a minha opinião sobre eles. Minha resposta é sempre a mesma: ETF são boas modalidades de investimento, mas não gosto de deles pois prefiro investir diretamente em ações. Como não me aprofundei neles, não estou apto a realizar indicações.

Tenho visto por aí uma série de defensores de ETF, dizendo que eles são boas alternativas de investimento. E na verdade eu concordo com eles. Eles são sim, principalmente para pessoas que não sabem lidar ou que não estão dispostas a estudar e analisar empresas individualmente, ao mesmo tempo em que não desejam investir em um fundo de investimento ativo, mas querem se beneficiar da renda variável para o longo prazo. Nestes casos um ETF está de bom tamanho. Outro caso também seria o de investidores que desejam fazer um test-drive na bolsa só para ver como funciona. Nestes casos o ETF também pode ser indicado.

sábado, 5 de janeiro de 2013

Você pergunta, o blog responde – 8


Hoje quem pergunta é o colega Haroldo: 

“Como vai?
Estou pensando em investir em ETF´s:

a) as relacionadas ao Carbono Eficiente - iShares Índice Carbono Eficiente (ICO2) Brasil - Fundo de Índice (ECOO11).

b) e a de Sustentabilidade Empresarial - It Now ISE Fundo de Índice (ISUS11).

Acho que são ações que crescerão com o tempo e pretendo investir a longo prazo - mais de 10 anos!

O que acha?

Obrigado e grande abraço.”

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Objetivos para 2013

Com o fim de 2012, é hora de traçar metas para o ano de 2013. Quem ainda não viu o fechamento de dezembro e fechamento do ano, vale a pena dar uma conferida.
Olhando para a postagem de objetivos para 2012, percebi que estes foram atingidos. O objetivo principal era terminar o ano com pelo menos 56 mil reais. Consegui atingir os 67 mil reais. Confesso que passei com uma boa folga, o que pode caracterizar pouca audácia neste objetivo traçado.
Os outros objetivos foram a manutenção da disciplina e da estratégia de compras mensais de empresas que julgo serem bem administradas e lucrativas. 

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Fechamento de 2012


Os maias estavam errados! Felizmente o mundo não acabou e vocês poderão continuar investindo seu suado dinheiro. Mesmo diante das diversas notícias de crises dos países da zona do Euro, desaquecimento chinês, altíssima intervenção governamental, produção abaixo das expectativas, PIBinho, calote americano, prejuízo da Petrobrás, etc, etc, etc, até que a bolsa aguentou bem.

Já foi feita uma postagem de fechamento de dezembro, mas costumo fazer também uma postagem de fechamento do ano, do qual verifico as mudanças e as expectativas para o ano seguinte. A postagem de fechamento de 2011 poderá ser acessada por AQUI.

Fazendo jus ao nome do blog, novamente meus investimentos ficaram acima da poupança. Lembrando que 80% de minha carteira estão alocados em ações. Se dependesse das notícias da mídia, era pra esta carteira estar com rentabilidade bem baixa. Sabemos que a mídia sensacionalista adora falar mal da bolsa de valores. Mesmo com todo o sobe e desce, fiquei bem. O gráfico abaixo compara o rendimento da minha carteira com o rendimento caso ela fosse alocada na poupança.